Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Dono da Havan apela aos vereadores para abrir loja em Balneário Camboriú

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Waldemar Cezar Neto
Luciano com os projetos da nova loja e dificuldades em entender nossos distintos vereadores.

Terça, 31/5/2016 16:21.

Falando em coletiva à imprensa na tarde desta terça-feira (31), Luciano Hang, proprietário da Havan, apelou aos vereadores para que analisem o projeto que possibilitará a abertura da segunda loja da rede em Balneário Camboriú, na Avenida do Estado, esquina com Avenida das Flores.

Diversos terrenos naquele local, pertencentes à família Caseca, foram reservados no Plano Diretor para uma Parceria Público Privada que previa a construção da loja da Havan e uma nova sede para a prefeitura, mas uma série de problemas levou o município a desistir do negócio.

Porém, a área continua sob reserva, é preciso que os vereadores votem o projeto de liberação que está aguardando na Câmara há sete meses.

Luciano apelou através da imprensa para mostrar a importância dos vereadores obstruírem um empreendimento de R$ 35 milhões, que gerará 200 empregos diretos.

Dias atrás o dono de parte dos terrenos, Jorge Caseca, disse que os vereadores estavam criando dificuldades para vender facilidades o que levou o Ministério Público a abrir investigações que tramitam em sigilo.

Avesso a confusões, o dono da Havan disse que gastou R$ 6 milhões em materiais para construir a loja que estão deteriorando e pediu compreensão aos vereadores.
 


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade