Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Balneário teve média de seis acidentes de trânsito por dia nos primeiros meses de 2016

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Divulgação
O número de acidentes com feridos quase quadruplicou

Segunda, 6/6/2016 11:12.

Somente até abril deste ano aconteceram oficialmente 714 acidentes de trânsito em Balneário Camboriú. O número chama a atenção, já que destes, 140 tiveram pessoas feridas. No mesmo período do ano passado haviam sido registrados somente 36 acidentes com vítimas em Balneário, o que representa quase quatro vezes mais pessoas feridas em um mesmo período no trânsito da cidade.

O cabo Denício Rosa, do 12º Batalhão de Polícia Militar (BPM) de Balneário, explica que a maioria dos acidentes com vítimas envolvem motocicletas. O único óbito no trânsito de Balneário deste ano ocorreu no dia 4 de abril, na Avenida Marginal Oeste. Alan Ferreira Caneco, 24, estava de carona em uma motocicleta, que colidiu contra a traseira de outra moto. Ele caiu na via e foi atropelado por uma carreta que passava pelo local. O jovem faleceu na hora, vítima de politraumatismo.

Denício conta que o batalhão da PM participou de algumas ações durante o mês passado, no movimento Maio Amarelo, como passeios de bike, blitzes educativas, cãominhada e desfile de motos. “Penso que todo esforço é válido a fim de conscientizar a população de que mais de 60 mil pessoas morrem por ano no trânsito do Brasil, e isso precisa mudar”, afirma.

Ele comenta que no restante do mundo estão conseguindo reduzir os acidentes, endurecendo as leis e melhorando a infraestrutura das estradas, mas que o Brasil está indo na contramão disso.

“Os números oficiais só refletem as vítimas fatais no local do acidente. Se a vítima morre no hospital ou a caminho não contabiliza. Logo, esse número oficial pode dobrar”, diz.

O cabo compara com o número de mortes por armas de fogo, que chega a 32 mil/ano. “Ou seja, as armas mais perigosas hoje são os veículos, mas são raros os casos de pessoas que ficam presas por matar alguém no trânsito”, informa.

Denício lembra também o perigo da embriaguez ao volante, que é a principal causa dos acidentes. Ele afirma que em Balneário vários casos são flagrados, mas que infelizmente a lei não favorece a fiscalização: há diversas possibilidades de defesa de quem é flagrado e os processos se arrastam por anos. “Além do fato de que ninguém é obrigado a soprar o etilômetro (vulgo bafômetro) para não produzir provas contra si. Qualquer bêbado balbucia isto quando é flagrado”, salienta.

Mais um do fim de semana

Um homem de 40 anos foi preso em flagrante na madrugada de sábado (5), por dirigir embriagado e causar um acidente de trânsito na Avenida das Arapongas, no Bairro dos Pioneiros, em Balneário Camboriú.

A vítima chamou a Polícia Militar às 5h, pois quando foi pegar sua caminhonete Chevrolet/S10, que estava estacionada na avenida, viu que um motorista havia colidido contra o carro dele.

O homem relatou que foi tentar falar com o causador do acidente, que estava dentro de um VW/Jetta, e percebeu que ele estava bêbado, momento em que acionou a PM.

Quando os militares chegaram, confirmaram a embriaguez do motorista do Jetta e ofereceram para ele o teste do bafômetro, porém ele se recusou a fazer. Mesmo assim, foi preso em flagrante por constatação de embriaguez ao volante.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Cidade

Aeradores do Marambaia não têm prazo definido


Geral

Presidente do sindicaro recebe como Procurador, mas não atua na função   


Saúde

Objetivo é investir em prevenção e desafogar o Posto Central


Cidade

Jornal Página 3 prepara material especial para a data


Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade