Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Balneário teve média de seis acidentes de trânsito por dia nos primeiros meses de 2016

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Divulgação
O número de acidentes com feridos quase quadruplicou

Segunda, 6/6/2016 11:12.

Somente até abril deste ano aconteceram oficialmente 714 acidentes de trânsito em Balneário Camboriú. O número chama a atenção, já que destes, 140 tiveram pessoas feridas. No mesmo período do ano passado haviam sido registrados somente 36 acidentes com vítimas em Balneário, o que representa quase quatro vezes mais pessoas feridas em um mesmo período no trânsito da cidade.

O cabo Denício Rosa, do 12º Batalhão de Polícia Militar (BPM) de Balneário, explica que a maioria dos acidentes com vítimas envolvem motocicletas. O único óbito no trânsito de Balneário deste ano ocorreu no dia 4 de abril, na Avenida Marginal Oeste. Alan Ferreira Caneco, 24, estava de carona em uma motocicleta, que colidiu contra a traseira de outra moto. Ele caiu na via e foi atropelado por uma carreta que passava pelo local. O jovem faleceu na hora, vítima de politraumatismo.

Denício conta que o batalhão da PM participou de algumas ações durante o mês passado, no movimento Maio Amarelo, como passeios de bike, blitzes educativas, cãominhada e desfile de motos. “Penso que todo esforço é válido a fim de conscientizar a população de que mais de 60 mil pessoas morrem por ano no trânsito do Brasil, e isso precisa mudar”, afirma.

Ele comenta que no restante do mundo estão conseguindo reduzir os acidentes, endurecendo as leis e melhorando a infraestrutura das estradas, mas que o Brasil está indo na contramão disso.

“Os números oficiais só refletem as vítimas fatais no local do acidente. Se a vítima morre no hospital ou a caminho não contabiliza. Logo, esse número oficial pode dobrar”, diz.

O cabo compara com o número de mortes por armas de fogo, que chega a 32 mil/ano. “Ou seja, as armas mais perigosas hoje são os veículos, mas são raros os casos de pessoas que ficam presas por matar alguém no trânsito”, informa.

Denício lembra também o perigo da embriaguez ao volante, que é a principal causa dos acidentes. Ele afirma que em Balneário vários casos são flagrados, mas que infelizmente a lei não favorece a fiscalização: há diversas possibilidades de defesa de quem é flagrado e os processos se arrastam por anos. “Além do fato de que ninguém é obrigado a soprar o etilômetro (vulgo bafômetro) para não produzir provas contra si. Qualquer bêbado balbucia isto quando é flagrado”, salienta.

Mais um do fim de semana

Um homem de 40 anos foi preso em flagrante na madrugada de sábado (5), por dirigir embriagado e causar um acidente de trânsito na Avenida das Arapongas, no Bairro dos Pioneiros, em Balneário Camboriú.

A vítima chamou a Polícia Militar às 5h, pois quando foi pegar sua caminhonete Chevrolet/S10, que estava estacionada na avenida, viu que um motorista havia colidido contra o carro dele.

O homem relatou que foi tentar falar com o causador do acidente, que estava dentro de um VW/Jetta, e percebeu que ele estava bêbado, momento em que acionou a PM.

Quando os militares chegaram, confirmaram a embriaguez do motorista do Jetta e ofereceram para ele o teste do bafômetro, porém ele se recusou a fazer. Mesmo assim, foi preso em flagrante por constatação de embriaguez ao volante.

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Educação

A comunidade de toda região está convidada para opinar


Eleições

Ele é surdo e por isso conhece as dificuldades enfrentadas por pessoas em situação semelhante 


Eleições

Em entrevista ao Página 3 ele conta que quer ser deputado do empreendedorismo


Saúde

Destaque para o Dia D contra sarampo e polio  


Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade