Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Duas mortes por afogamento no mesmo local em três dias

Quinta, 21/1/2016 9:42.

O garoto Kauã Nicolas de Azevedo de 13 anos morreu afogado, na tarde de ontem (20), no Parque Linear, no Bairro Santa Regina, em Camboriú. Essa é a segunda morte por afogamento que ocorre no local, em menos de uma semana.

Em certo momento ele não conseguiu ficar em pé, começou a se debater e afundou logo em seguida. Os bombeiros foram acionados e após 25 minutos de busca encontraram o corpo do garoto.

No último domingo a jovem Bruna Stinn, 21 anos, entrou na lagoa para resgatar a sobrinha que estava se afogando. Ela conseguiu salvar a parente, mas acabou falecendo.

O comandante do Corpo de Bombeiros de Camboriú, tenente Anderson Alves Isidoro, informou que não é aconselhável que o público se banhe no local porque nesse ponto do rio é feita a captação da água da cidade e por isso os banhistas correm o risco até de serem sugados. “A obra do Parque Linear não foi finalizada, não temos noção da qualidade da água. É um local impróprio, então por isso não iremos colocar guarda-vidas no local no momento. As obras iniciaram em 2009, quando terminarem iremos ver o que podemos fazer”, explicou.

Ele conta que com as mortes ficou sabendo que os moradores de Camboriú têm procurado o parque com frequência nesse verão e que o público precisa se conscientizar de que isso está errado. “Com essa onda de calor a tendência é que a pessoa queira se refrescar, mas pedimos que procurem locais próprios para banho e de preferência com supervisão de guarda-vidas”, diz.

Na verdade o local não tem captação de água. A postura dos bombeiros permite supor que mais pessoas correm o risco de morrer afogadas no local.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Duas mortes por afogamento no mesmo local em três dias

Quinta, 21/1/2016 9:42.

O garoto Kauã Nicolas de Azevedo de 13 anos morreu afogado, na tarde de ontem (20), no Parque Linear, no Bairro Santa Regina, em Camboriú. Essa é a segunda morte por afogamento que ocorre no local, em menos de uma semana.

Em certo momento ele não conseguiu ficar em pé, começou a se debater e afundou logo em seguida. Os bombeiros foram acionados e após 25 minutos de busca encontraram o corpo do garoto.

No último domingo a jovem Bruna Stinn, 21 anos, entrou na lagoa para resgatar a sobrinha que estava se afogando. Ela conseguiu salvar a parente, mas acabou falecendo.

O comandante do Corpo de Bombeiros de Camboriú, tenente Anderson Alves Isidoro, informou que não é aconselhável que o público se banhe no local porque nesse ponto do rio é feita a captação da água da cidade e por isso os banhistas correm o risco até de serem sugados. “A obra do Parque Linear não foi finalizada, não temos noção da qualidade da água. É um local impróprio, então por isso não iremos colocar guarda-vidas no local no momento. As obras iniciaram em 2009, quando terminarem iremos ver o que podemos fazer”, explicou.

Ele conta que com as mortes ficou sabendo que os moradores de Camboriú têm procurado o parque com frequência nesse verão e que o público precisa se conscientizar de que isso está errado. “Com essa onda de calor a tendência é que a pessoa queira se refrescar, mas pedimos que procurem locais próprios para banho e de preferência com supervisão de guarda-vidas”, diz.

Na verdade o local não tem captação de água. A postura dos bombeiros permite supor que mais pessoas correm o risco de morrer afogadas no local.

Publicidade

Publicidade