Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Transição não está fácil em Camboriú

Segunda, 5/12/2016 11:06.

Se em Balneário a alternância de governo tem sido motivo para muitos elogios pela civilidade, na cidade vizinha as coisas estão bem diferentes. A prefeita de Camboriú Luzia Coppi Mathias chegou a publicar um decreto limitando o processo de transição entre 12 e 15 de dezembro, em reuniões de três horas, na prefeitura.

O vice-prefeito eleito, Ramon Jacob (PP) revelou que desde o começo o diálogo estava difícil. “Tentamos conversar de forma amigável, extraoficialmente e fomos sendo enrolados. Esgotamos e resolvemos começar a fazer ofícios”, disse. Depois da reação do prefeito eleito Elcio Kuhnen (PMDB) e do vice, a prefeitura teria sinalizado com mais três dias, além dos já estabelecidos para passar as informações sobre a administração da cidade.

Ramon lamenta o tempo escasso. “É muito pouco. Basta compararmos com Balneário Camboriú, onde a transição já acabou. Me reuni essa semana com o Paulo Milton (secretário de Administração de Balneário) para pegar umas dicas do processo e ele disse que se fosse possível, o governo já poderia ser passado para Fabrício”, comentou.

O vice-prefeito, que também será secretário de Administração, adiantou que os futuros gestores da cidade estão se preparando com ofícios para janeiro, para tentar articular situações complicadas que poderão enfrentar. “Estamos com medo porque cancelaram a licitação de remédios, isso não é feito em 15 dias, pode levar meses, quem é prejudicado é a população”, pontuou.

Enquanto isso, reuniões internas estão sendo feitas com a equipe que está sendo formada pelos eleitos. Nove nomes das principais pastas já foram definidos e divulgados. Alinhados com Élcio e Ramon, os futuros secretários também estão se preparando como podem e estipulando suas ações para não perder tempo.

O que diz a prefeitura

"O Governo de Camboriú, através da Prefeita, licenciada, Luzia Coppi Mathias vem por meio desta nota, esclarecer sobre os boatos desnecessários em relação à transição de governo. Vale destacar que logo após o resultado do pleito eleitoral, a atual Prefeita realizou uma reunião em Gabinete junto dos novos eleitos, colocando à disposição todo tipo de informação. Logo após baixou um decreto designando a equipe de transição. Desde então vem se comunicando via telefone com o Prefeito Eleito, Elcio Kuhnen.

"Estamos abertos ao processo de transição, tanto é que o Prefeito eleito solicitou que as informações sejam entregues a ele ou a quem ele indicar. Estamos à disposição, aguardando o documento informando os indicados para compor a equipe de transição do futuro prefeito", comenta Luzia Coppi", esclareceu em nota.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Transição não está fácil em Camboriú

Segunda, 5/12/2016 11:06.

Se em Balneário a alternância de governo tem sido motivo para muitos elogios pela civilidade, na cidade vizinha as coisas estão bem diferentes. A prefeita de Camboriú Luzia Coppi Mathias chegou a publicar um decreto limitando o processo de transição entre 12 e 15 de dezembro, em reuniões de três horas, na prefeitura.

O vice-prefeito eleito, Ramon Jacob (PP) revelou que desde o começo o diálogo estava difícil. “Tentamos conversar de forma amigável, extraoficialmente e fomos sendo enrolados. Esgotamos e resolvemos começar a fazer ofícios”, disse. Depois da reação do prefeito eleito Elcio Kuhnen (PMDB) e do vice, a prefeitura teria sinalizado com mais três dias, além dos já estabelecidos para passar as informações sobre a administração da cidade.

Ramon lamenta o tempo escasso. “É muito pouco. Basta compararmos com Balneário Camboriú, onde a transição já acabou. Me reuni essa semana com o Paulo Milton (secretário de Administração de Balneário) para pegar umas dicas do processo e ele disse que se fosse possível, o governo já poderia ser passado para Fabrício”, comentou.

O vice-prefeito, que também será secretário de Administração, adiantou que os futuros gestores da cidade estão se preparando com ofícios para janeiro, para tentar articular situações complicadas que poderão enfrentar. “Estamos com medo porque cancelaram a licitação de remédios, isso não é feito em 15 dias, pode levar meses, quem é prejudicado é a população”, pontuou.

Enquanto isso, reuniões internas estão sendo feitas com a equipe que está sendo formada pelos eleitos. Nove nomes das principais pastas já foram definidos e divulgados. Alinhados com Élcio e Ramon, os futuros secretários também estão se preparando como podem e estipulando suas ações para não perder tempo.

O que diz a prefeitura

"O Governo de Camboriú, através da Prefeita, licenciada, Luzia Coppi Mathias vem por meio desta nota, esclarecer sobre os boatos desnecessários em relação à transição de governo. Vale destacar que logo após o resultado do pleito eleitoral, a atual Prefeita realizou uma reunião em Gabinete junto dos novos eleitos, colocando à disposição todo tipo de informação. Logo após baixou um decreto designando a equipe de transição. Desde então vem se comunicando via telefone com o Prefeito Eleito, Elcio Kuhnen.

"Estamos abertos ao processo de transição, tanto é que o Prefeito eleito solicitou que as informações sejam entregues a ele ou a quem ele indicar. Estamos à disposição, aguardando o documento informando os indicados para compor a equipe de transição do futuro prefeito", comenta Luzia Coppi", esclareceu em nota.

Publicidade

Publicidade