Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Ciclone causou destruição em Florianópolis e no sul do estado
Ricardo Angelo Volpato
Ciclone sub-tropical afetou a capital e outros municípios.

Segunda, 5/12/2016 6:25.

Desde ontem (domingo - 4), quando aconteceu o misto de vendaval, chuvas intensas e erosão, as equipes trabalham para o restabelecimento. Uma Sala de Situação foi criada no 1º BBM envolvendo Corpo de Bombeiros Militar, Polícia Militar Ambiental e Defesas Civis Estadual e Municipal.

No final da tarde de domingo, uma reunião entre com o Grupo de Ações Coordenadas foi feita na prefeitura de Florianópolis. O coordenador regional da Defesa Civil em Florianópolis, Ricardo Ângelo Volpato participou do encontro com o grupo. Conforme ele, 11 equipes em campo, sendo 1 equipe da Floram, 6 equipes do Corpo de Bombeiros e 4 equipes da Polícia Militar Ambiental atuando no corte de árvores.

Há Aproximadamente 130 ocorrências envolvendo corte de árvores, 80 ainda pendente, 50 já realizadas. A CELESC está com todas as equipes em campo para restabelecer a energia elétrica. Nesta segunda-feira, a Comcap estará com 70 funcionários trabalhando na limpeza Urbana de Florianópolis. A Prefeitura e a Defesa Civil Municipal consideram o maior evento nos últimos 10 anos na Capital.

Atenção: deixe para profissionais fazerem reparos no telhados ou corte de árvores. Acompanhe boletins da Epagri Ciram e Defesa Civil SC.

PALHOÇA: vendaval. 04/12/16. Vendaval provocou o destelhamento de residências e quedas de árvores. 40 residências afetadas. 160 pessoas afetadas. Defesa Civil SC distribuiu 3 rolos de lona.

FLORIANÓPOLIS: vendaval/deslizamento. 04/12/16. 1 vítima de queda de altura. Um homem subiu no telhado para fazer reparo e sofreu o acidente. 150 residências atingidas. Aproximadamente 650 pessoas afetadas diretamente. 40 desalojadas em casas de parentes ou amigos.

CBMSC, Floram e Celesc, PMA realizam o corte das árvores para a desobstrução das vias. 13 rolos de lona foram distribuídos pela Defesa Civil SC.

SÃO JOSÉ: deslizamento. 03/12/16. Deslizamento ocasionou a queda de um muro sobre 1 residência. A casa foi interditada. 3 desalojados.

SÃO LUDGERO: 04.12.16. Erosão das águas do rio. 6 casas isoladas já na madrugada. 24 pessoas desalojadas. Até o final da manhã deste domingo a erosão não evoluiu, porém, as casas continuam isoladas.

IMBITUBA: 04.12.16. Vendaval. 04 casas parcialmente destelhadas; 01 casa totalmente destelhada; 01 cobertura metálica de Posto de combustível destruída. Queda de árvores. Com a chuva intensa também inundou uma rua e atingiu 06 casas. Foram distribuídas lonas.

LAGUNA: 04.12.16. Casos pontuais de destelhamentos.

Até o momento 202 residências foram afetadas pelo evento. 

(Defesa Civil - Florianópolis

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Ciclone causou destruição em Florianópolis e no sul do estado

Ricardo Angelo Volpato
Ciclone sub-tropical afetou a capital e outros municípios.
Ciclone sub-tropical afetou a capital e outros municípios.
Segunda, 5/12/2016 6:25.

Desde ontem (domingo - 4), quando aconteceu o misto de vendaval, chuvas intensas e erosão, as equipes trabalham para o restabelecimento. Uma Sala de Situação foi criada no 1º BBM envolvendo Corpo de Bombeiros Militar, Polícia Militar Ambiental e Defesas Civis Estadual e Municipal.

No final da tarde de domingo, uma reunião entre com o Grupo de Ações Coordenadas foi feita na prefeitura de Florianópolis. O coordenador regional da Defesa Civil em Florianópolis, Ricardo Ângelo Volpato participou do encontro com o grupo. Conforme ele, 11 equipes em campo, sendo 1 equipe da Floram, 6 equipes do Corpo de Bombeiros e 4 equipes da Polícia Militar Ambiental atuando no corte de árvores.

Há Aproximadamente 130 ocorrências envolvendo corte de árvores, 80 ainda pendente, 50 já realizadas. A CELESC está com todas as equipes em campo para restabelecer a energia elétrica. Nesta segunda-feira, a Comcap estará com 70 funcionários trabalhando na limpeza Urbana de Florianópolis. A Prefeitura e a Defesa Civil Municipal consideram o maior evento nos últimos 10 anos na Capital.

Atenção: deixe para profissionais fazerem reparos no telhados ou corte de árvores. Acompanhe boletins da Epagri Ciram e Defesa Civil SC.

PALHOÇA: vendaval. 04/12/16. Vendaval provocou o destelhamento de residências e quedas de árvores. 40 residências afetadas. 160 pessoas afetadas. Defesa Civil SC distribuiu 3 rolos de lona.

FLORIANÓPOLIS: vendaval/deslizamento. 04/12/16. 1 vítima de queda de altura. Um homem subiu no telhado para fazer reparo e sofreu o acidente. 150 residências atingidas. Aproximadamente 650 pessoas afetadas diretamente. 40 desalojadas em casas de parentes ou amigos.

CBMSC, Floram e Celesc, PMA realizam o corte das árvores para a desobstrução das vias. 13 rolos de lona foram distribuídos pela Defesa Civil SC.

SÃO JOSÉ: deslizamento. 03/12/16. Deslizamento ocasionou a queda de um muro sobre 1 residência. A casa foi interditada. 3 desalojados.

SÃO LUDGERO: 04.12.16. Erosão das águas do rio. 6 casas isoladas já na madrugada. 24 pessoas desalojadas. Até o final da manhã deste domingo a erosão não evoluiu, porém, as casas continuam isoladas.

IMBITUBA: 04.12.16. Vendaval. 04 casas parcialmente destelhadas; 01 casa totalmente destelhada; 01 cobertura metálica de Posto de combustível destruída. Queda de árvores. Com a chuva intensa também inundou uma rua e atingiu 06 casas. Foram distribuídas lonas.

LAGUNA: 04.12.16. Casos pontuais de destelhamentos.

Até o momento 202 residências foram afetadas pelo evento. 

(Defesa Civil - Florianópolis

Publicidade

Publicidade