Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Ciclistas homenageiam colega que foi atropelado em Penha

Segunda, 12/12/2016 11:23.

Para lembrar a morte do ciclista Constante Melchioretto, 65 anos, que faleceu no último dia 04, na rodovia Transbeto, em Penha, 80 ciclistas se uniram ontem (11) e pedalaram de Itajaí até o local, onde homenagearam o colega. Constante foi atingido por um caminhão enquanto pedalava e morreu na hora.

Uma das organizadoras do ato que lembrou a morte de Constante é a ciclista de Balneário Camboriú Sandra Bazan. Ela conta que um grupo se encontrou na Igreja Matriz de Itajaí e seguiu até o ferry boat. Em Navegantes mais ciclistas se uniram e de lá pedalaram até Penha, no local do acidente. Aproximadamente 80 pessoas participaram do pedal.

“Paramos a Transbeto por aproximadamente 15 minutos, com auxílio da PM de Navegantes. A família do Constante também participou. Colocamos no local uma bicicleta para lembrar essa fatalidade, oramos e soltamos balões brancos. Foi triste, mas também foi bonito”, explica.

Após isso, o grupo refez o percurso que Constante fazia diariamente. O objetivo do ato foi pedir mais respeito dos motoristas com os ciclistas. “Em cima de cada bicicleta há uma vida. Não estamos competindo com ninguém, somos um elo fraco e precisamos ser mais respeitados”, ressalta.

Relembre o caso

O acidente aconteceu sobre o viaduto do trevo de acesso ao Bairro Santa Lídia. Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal, tanto Constante quanto o caminhoneiro que o atropelou seguiam sentido BR-101.

Em certo momento o ciclista teria tentado desviar de um buraco e acabou invadindo a pista. Foi aí que o motorista o atropelou. Ele alegou que não teve tempo de desviar. Aquele trecho da rodovia, que passa sobre o viaduto, tem uma pequena curva e não possui acostamento. Constante era aposentado e tinha como hobby o pedal.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Ciclistas homenageiam colega que foi atropelado em Penha

Segunda, 12/12/2016 11:23.

Para lembrar a morte do ciclista Constante Melchioretto, 65 anos, que faleceu no último dia 04, na rodovia Transbeto, em Penha, 80 ciclistas se uniram ontem (11) e pedalaram de Itajaí até o local, onde homenagearam o colega. Constante foi atingido por um caminhão enquanto pedalava e morreu na hora.

Uma das organizadoras do ato que lembrou a morte de Constante é a ciclista de Balneário Camboriú Sandra Bazan. Ela conta que um grupo se encontrou na Igreja Matriz de Itajaí e seguiu até o ferry boat. Em Navegantes mais ciclistas se uniram e de lá pedalaram até Penha, no local do acidente. Aproximadamente 80 pessoas participaram do pedal.

“Paramos a Transbeto por aproximadamente 15 minutos, com auxílio da PM de Navegantes. A família do Constante também participou. Colocamos no local uma bicicleta para lembrar essa fatalidade, oramos e soltamos balões brancos. Foi triste, mas também foi bonito”, explica.

Após isso, o grupo refez o percurso que Constante fazia diariamente. O objetivo do ato foi pedir mais respeito dos motoristas com os ciclistas. “Em cima de cada bicicleta há uma vida. Não estamos competindo com ninguém, somos um elo fraco e precisamos ser mais respeitados”, ressalta.

Relembre o caso

O acidente aconteceu sobre o viaduto do trevo de acesso ao Bairro Santa Lídia. Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal, tanto Constante quanto o caminhoneiro que o atropelou seguiam sentido BR-101.

Em certo momento o ciclista teria tentado desviar de um buraco e acabou invadindo a pista. Foi aí que o motorista o atropelou. Ele alegou que não teve tempo de desviar. Aquele trecho da rodovia, que passa sobre o viaduto, tem uma pequena curva e não possui acostamento. Constante era aposentado e tinha como hobby o pedal.

Publicidade

Publicidade