Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Empresário morre em acidente na Avenida Atlântica
Divulgação

Segunda, 15/8/2016 8:30.

Um acidente de trânsito fatal chocou Balneário Camboriú neste final de semana. O empresário Eduardo Prim, 29 anos, bateu em um poste na Avenida Atlântica, às 6h de sábado (13), em frente da balada sertaneja Shed Western Bar, na Barra Sul, e capotou a Mercedes Benz c250 que dirigia.

Segundo informações do SAMU, Eduardo foi arremessado para fora do veículo e sofreu politraumatismo. Ele morreu antes da chegada do atendimento médico. O homem era empresário e sócio da Vetores Topografia e Engenharia.

Acidentes fatais são raros na Avenida Atlântica, considerando que a velocidade máxima permitida para circular no local é de 40km/h. O que piorou o acidente foi o fato de que, segundo informações dos agentes de trânsito, Eduardo estava sem cinto de segurança.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Cidade

 Prefeitura começará a internar usuários de drogas


Mundo

Um dos principais destinos turísticos do mundo sofre com algas desde 2015


Geral

O cantor Armandinho organiza o festival, que tem entrada gratuita


Política

Derrota do governo é resposta de Maia à queda de Bebianno


Publicidade


Publicidade


Política

Ele aparentemente fez escolhas erradas em seu caminho político 


Divulgação

Excelente opção para os micro empreendedores, pequenas empresas e freelancers.


Policia

Gaúcho comeu no restaurante e não tinha dinheiro para pagar


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Empresário morre em acidente na Avenida Atlântica

Divulgação
Segunda, 15/8/2016 8:30.

Um acidente de trânsito fatal chocou Balneário Camboriú neste final de semana. O empresário Eduardo Prim, 29 anos, bateu em um poste na Avenida Atlântica, às 6h de sábado (13), em frente da balada sertaneja Shed Western Bar, na Barra Sul, e capotou a Mercedes Benz c250 que dirigia.

Segundo informações do SAMU, Eduardo foi arremessado para fora do veículo e sofreu politraumatismo. Ele morreu antes da chegada do atendimento médico. O homem era empresário e sócio da Vetores Topografia e Engenharia.

Acidentes fatais são raros na Avenida Atlântica, considerando que a velocidade máxima permitida para circular no local é de 40km/h. O que piorou o acidente foi o fato de que, segundo informações dos agentes de trânsito, Eduardo estava sem cinto de segurança.

Publicidade

Publicidade