Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Fama
Sandra Oh leva os pais como acompanhantes na cerimônia do Emmy

Terça, 18/9/2018 14:08.
Divulgação

Publicidade

(FOLHAPRESS)

Sandra Oh, 47, foi a primeira mulher asiática indicada a um Emmy -ela concorreu na categoria de melhor atriz em série dramática por seu trabalho em "Killing Eve". E, para comemorar o feito, a atriz levou seus pais para acompanhá-la durante a premiação na noite desta segunda (17).

"Eu estou muito orgulhosa dela! Muito orgulhosa", disse sua mãe, Young-nam Oh, em entrevista a Variety durante o tapete vermelho, dando um beijo no rosto da filha, que ficou surpresa. Em diversas culturas asiáticas é incomum demonstrar afeto publicamente e o ato de carinho da mãe repercutiu na internet.

A senhora vestia um hanbok, tradicional vestimenta Coreana, também conhecida como choson-ot da Coreia do Norte. O traje é parte da cultura local há mais de 1.000 anos e normalmente usado em ocasiões especiais.

O pai de Oh, Joon-soo Oh, também se disse orgulhoso. Ele optou por um smoking tradicional para o tapete vermelho.

Em entrevista a People, a atriz disse que se sente conectada com sua descendência asiática. "Eu nunca realmente me separei disso, da minha 'asiandade'. Como eu poderia? Isso é absolutamente especial para mim. Eu posso sentir!"

No final, Sandra Oh não conquistou a estatueta de melhor atriz de drama, que ficou com Claire Foy, de "The Crown".


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3
Divulgação

Sandra Oh leva os pais como acompanhantes na cerimônia do Emmy

Publicidade

Terça, 18/9/2018 14:08.

(FOLHAPRESS)

Sandra Oh, 47, foi a primeira mulher asiática indicada a um Emmy -ela concorreu na categoria de melhor atriz em série dramática por seu trabalho em "Killing Eve". E, para comemorar o feito, a atriz levou seus pais para acompanhá-la durante a premiação na noite desta segunda (17).

"Eu estou muito orgulhosa dela! Muito orgulhosa", disse sua mãe, Young-nam Oh, em entrevista a Variety durante o tapete vermelho, dando um beijo no rosto da filha, que ficou surpresa. Em diversas culturas asiáticas é incomum demonstrar afeto publicamente e o ato de carinho da mãe repercutiu na internet.

A senhora vestia um hanbok, tradicional vestimenta Coreana, também conhecida como choson-ot da Coreia do Norte. O traje é parte da cultura local há mais de 1.000 anos e normalmente usado em ocasiões especiais.

O pai de Oh, Joon-soo Oh, também se disse orgulhoso. Ele optou por um smoking tradicional para o tapete vermelho.

Em entrevista a People, a atriz disse que se sente conectada com sua descendência asiática. "Eu nunca realmente me separei disso, da minha 'asiandade'. Como eu poderia? Isso é absolutamente especial para mim. Eu posso sentir!"

No final, Sandra Oh não conquistou a estatueta de melhor atriz de drama, que ficou com Claire Foy, de "The Crown".


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade