Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Fama
Cantor australiano Nick Cave diz 'ele não' em show no Brasil

Segunda, 15/10/2018 11:13.
Divulgação

Publicidade

JOSÉ MARQUES(FOLHAPRESS)

Em passagem pelo Brasil, o cantor australiano Nick Cave é mais um artista internacional a dizer "ele não", contra a eleição do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL).

Cave se apresentou em São Paulo neste domingo (14) com sua banda, The Bad Seeds. O cantor, que foi casado com uma brasileira, morou na capital paulista entre 1990 e 1993.

Antes da apresentação, em coletiva de imprensa, chegou a alfinetar o músico Roger Waters por tentar 'resolver o mundo' -o ex-Pink Floyd também fez campanha contra Bolsonaro em seus shows, e chegou a ser vaiado pela plateia. Cave já foi criticado por Waters por ter se apresentado em Israel ano passado.

No entanto, na apresentação de Nick Cave em São Paulo, a plateia pediu diversas vezes, durante os intervalos das músicas, para que o cantor se posicionasse contra Bolsonaro e dissesse "ele não".

Inicialmente, Cave apenas pediu que uma das suas canções, Into My Arms, fosse cantada em coro como uma "oração para o Brasil". O público continuou insistindo.

Mais tarde, num momento do show em que ele sobe em um pulpito em meio à plateia, voltou a dizer que "precisamos orar pelo Brasil". Deu o microfone a uma garota do público, que gritou: "Ele não."

Cave acrescentou: "De fato."

Nesse momento, algumas pessoas gritaram "ele sim" e Cave rebateu: "ele não."


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3
Divulgação

Cantor australiano Nick Cave diz 'ele não' em show no Brasil

Publicidade

Segunda, 15/10/2018 11:13.

JOSÉ MARQUES(FOLHAPRESS)

Em passagem pelo Brasil, o cantor australiano Nick Cave é mais um artista internacional a dizer "ele não", contra a eleição do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL).

Cave se apresentou em São Paulo neste domingo (14) com sua banda, The Bad Seeds. O cantor, que foi casado com uma brasileira, morou na capital paulista entre 1990 e 1993.

Antes da apresentação, em coletiva de imprensa, chegou a alfinetar o músico Roger Waters por tentar 'resolver o mundo' -o ex-Pink Floyd também fez campanha contra Bolsonaro em seus shows, e chegou a ser vaiado pela plateia. Cave já foi criticado por Waters por ter se apresentado em Israel ano passado.

No entanto, na apresentação de Nick Cave em São Paulo, a plateia pediu diversas vezes, durante os intervalos das músicas, para que o cantor se posicionasse contra Bolsonaro e dissesse "ele não".

Inicialmente, Cave apenas pediu que uma das suas canções, Into My Arms, fosse cantada em coro como uma "oração para o Brasil". O público continuou insistindo.

Mais tarde, num momento do show em que ele sobe em um pulpito em meio à plateia, voltou a dizer que "precisamos orar pelo Brasil". Deu o microfone a uma garota do público, que gritou: "Ele não."

Cave acrescentou: "De fato."

Nesse momento, algumas pessoas gritaram "ele sim" e Cave rebateu: "ele não."


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade