Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Fama
Com lúpus, Astrid diz que filho lhe deu forças para lutar contra doença

Sexta, 11/5/2018 9:47.

Publicidade

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Astrid Fontenelle disse ter encontrado forças no filho, Gabriel -hoje com 10 anos-, para superar a sua batalha contra o lúpus, doença autoimune, sem cura, em que o corpo produz anticorpos contra as células do próprio organismo.

A apresentadora do "Saia Justa", do canal GNT, foi diagnosticada com a doença em janeiro de 2012, depois de sofrer um inchaço nas mãos e não conseguir mais sequer pegar no volante para dirigir.

"Passei um ano mal, comecei a ter um inchaço [nas mãos], não conseguia pegar nem no volante. O corpo fala, emite sinais", disse Astrid, em depoimento dado ao programa "Bem Estar", da TV Globo, nesta quinta-feira (10).

Após o diagnóstico de lúpus, a apresentadora passou 15 dias internada. A doença já havia atingido as articulações, os pulmões e os rins, e por pouco se livrou da hemodiálise. Ela teve que parar de trabalhar, emagreceu 14 quilos e raspou o cabelo.

"Eu falei 'não quero cena de novela'. Eu disse 'tira esse cabelo agora e me leva na melhor loja de perucas de São Paulo'. Mas o que doeu em mim mesmo foi descer do salto. Eu tinha muitas dores nas articulações. Passei a andar de tênis", relembra.

Astrid havia adotado o pequeno Gabriel, na época com 4 anos. Foi aí que ela pensou. "Não, ele não vai perder a segunda [mãe]. Esse menino não merece passar por isso. Ele já perdeu uma, ele não vai perder a mim também. Então eu vou ficar boa!"

Seis anos após descobrir a doença, Astrid vive uma vida normal, toma remédios diariamente e se protege do sol para evitar qualquer tipo de infecção. "[Hoje] eu me sinto ótima, não dou e menor bola para o lúpus. Tenho mais o que fazer", disse ela.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3

Com lúpus, Astrid diz que filho lhe deu forças para lutar contra doença

Publicidade

Sexta, 11/5/2018 9:47.

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Astrid Fontenelle disse ter encontrado forças no filho, Gabriel -hoje com 10 anos-, para superar a sua batalha contra o lúpus, doença autoimune, sem cura, em que o corpo produz anticorpos contra as células do próprio organismo.

A apresentadora do "Saia Justa", do canal GNT, foi diagnosticada com a doença em janeiro de 2012, depois de sofrer um inchaço nas mãos e não conseguir mais sequer pegar no volante para dirigir.

"Passei um ano mal, comecei a ter um inchaço [nas mãos], não conseguia pegar nem no volante. O corpo fala, emite sinais", disse Astrid, em depoimento dado ao programa "Bem Estar", da TV Globo, nesta quinta-feira (10).

Após o diagnóstico de lúpus, a apresentadora passou 15 dias internada. A doença já havia atingido as articulações, os pulmões e os rins, e por pouco se livrou da hemodiálise. Ela teve que parar de trabalhar, emagreceu 14 quilos e raspou o cabelo.

"Eu falei 'não quero cena de novela'. Eu disse 'tira esse cabelo agora e me leva na melhor loja de perucas de São Paulo'. Mas o que doeu em mim mesmo foi descer do salto. Eu tinha muitas dores nas articulações. Passei a andar de tênis", relembra.

Astrid havia adotado o pequeno Gabriel, na época com 4 anos. Foi aí que ela pensou. "Não, ele não vai perder a segunda [mãe]. Esse menino não merece passar por isso. Ele já perdeu uma, ele não vai perder a mim também. Então eu vou ficar boa!"

Seis anos após descobrir a doença, Astrid vive uma vida normal, toma remédios diariamente e se protege do sol para evitar qualquer tipo de infecção. "[Hoje] eu me sinto ótima, não dou e menor bola para o lúpus. Tenho mais o que fazer", disse ela.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade