Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Fama
Oprah Winfrey vai criar programas para novo serviço de vídeo da Apple

Sexta, 15/6/2018 15:36.
Instagram

Publicidade

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Apple anunciou nesta sexta-feira (15) uma parceria com apresentadora Oprah Winfrey na criação de programas para o novo serviço de vídeo por assinatura que vai lançar.

A empresa não ofereceu detalhes sobre o conteúdo dos programas. Em um comunicado, disse apenas que juntos os dois "criarão programas originais que abraçassem sua [de Oprah] incomparável capacidade de se conectar com o público em todo o mundo".

A Apple tem investido no negócio de conteúdo, assinando acordos com produtos e atores para a produção de de programa que serão disponibilizados no seu serviço de vídeo, ainda sem data de lançamento. O jornal The Wall Street Journal diz, citando pessoas familiarizadas com os planos da empresa, que a plataforma deve estrear no próximo ano.

Nos últimos meses, de acordo com o WSJ, a Apple fechou acordos com a atriz e produtora Reese Witherspoon, a comediante Kristen Wiig e os diretores J.J. Abrams e M. Night Shyamalan. Eles estão contribuindo para os mais de dez projetos de vídeo com os quais a Apple se comprometeu desde que alocou, no ano passado, US$ 1 bilhão para a programação exclusiva.

A fabricante do iPhone se junta a outras companhias de streaming e tecnologia que têm investido no modelo, contratando grandes talentos de Hollywood que normalmente trabalham com empresas tradicionais de audiovisual.

A Netflix, por exemplo, assinou acordos com os produtores Ryan Murphy e Shonda Rhimes, avaliados em várias centenas de milhões de dólares. Além disso, negociava com o ex-presidente dos Estados Unidos Barack Obama a produção de uma série de programas.

A Apple não esclareceu como será a distribuição dos programas ou se haverá cobrança. O WSJ afirma ser esperado que a empresa crie uma oferta de assinatura que agregue acesso à programação com o armazenamento do iCloud e outros serviços, como assinaturas de revistas, de acordo com pessoas familiarizadas com os planos.

De acordo com essas pessoas, diz o jornal, o vice-presidente sênior da Apple, Eddy Cue, que supervisiona os serviços, reorganizou recentemente sua equipe e deu ao ex-executivo da Time Warner Peter Stern a responsabilidade de supervisionar as operações comerciais de serviços. Stern deve trabalhar com Jamie Erlicht e Zack Van Amburg, que foram contratados no ano passado pela Sony para supervisionar a programação original, elaborar planos de assinatura para o conteúdo de Hollywood e outras ofertas da Apple.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3
Instagram

Oprah Winfrey vai criar programas para novo serviço de vídeo da Apple

Publicidade

Sexta, 15/6/2018 15:36.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Apple anunciou nesta sexta-feira (15) uma parceria com apresentadora Oprah Winfrey na criação de programas para o novo serviço de vídeo por assinatura que vai lançar.

A empresa não ofereceu detalhes sobre o conteúdo dos programas. Em um comunicado, disse apenas que juntos os dois "criarão programas originais que abraçassem sua [de Oprah] incomparável capacidade de se conectar com o público em todo o mundo".

A Apple tem investido no negócio de conteúdo, assinando acordos com produtos e atores para a produção de de programa que serão disponibilizados no seu serviço de vídeo, ainda sem data de lançamento. O jornal The Wall Street Journal diz, citando pessoas familiarizadas com os planos da empresa, que a plataforma deve estrear no próximo ano.

Nos últimos meses, de acordo com o WSJ, a Apple fechou acordos com a atriz e produtora Reese Witherspoon, a comediante Kristen Wiig e os diretores J.J. Abrams e M. Night Shyamalan. Eles estão contribuindo para os mais de dez projetos de vídeo com os quais a Apple se comprometeu desde que alocou, no ano passado, US$ 1 bilhão para a programação exclusiva.

A fabricante do iPhone se junta a outras companhias de streaming e tecnologia que têm investido no modelo, contratando grandes talentos de Hollywood que normalmente trabalham com empresas tradicionais de audiovisual.

A Netflix, por exemplo, assinou acordos com os produtores Ryan Murphy e Shonda Rhimes, avaliados em várias centenas de milhões de dólares. Além disso, negociava com o ex-presidente dos Estados Unidos Barack Obama a produção de uma série de programas.

A Apple não esclareceu como será a distribuição dos programas ou se haverá cobrança. O WSJ afirma ser esperado que a empresa crie uma oferta de assinatura que agregue acesso à programação com o armazenamento do iCloud e outros serviços, como assinaturas de revistas, de acordo com pessoas familiarizadas com os planos.

De acordo com essas pessoas, diz o jornal, o vice-presidente sênior da Apple, Eddy Cue, que supervisiona os serviços, reorganizou recentemente sua equipe e deu ao ex-executivo da Time Warner Peter Stern a responsabilidade de supervisionar as operações comerciais de serviços. Stern deve trabalhar com Jamie Erlicht e Zack Van Amburg, que foram contratados no ano passado pela Sony para supervisionar a programação original, elaborar planos de assinatura para o conteúdo de Hollywood e outras ofertas da Apple.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade