Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Esporte
Carlão de Balneário Camboriú comemora resultado no Desafio da Costeira em Bombinhas

“Foi a prova mais longa que disputei até hoje”

Quarta, 21/10/2020 16:22.
Divulgação

Publicidade

O paratleta Carlos Eugenio Bastos Ramos (Carlão), 52, disputou o Desafio da Costeira, 5km de natação, disputado nesta terça-feira (20), em Bombinhas. Com o tempo de 2h02´17 ele nadou da praia de Zimbros até a Praia Vermelha.

“O primeiro desafio era completar o percurso, por ser a prova mais longa que participei até hoje. Estou muito feliz com meu tempo. Este foi o segundo desafio dos três que pretendo fazer”, comemorou. Ele destacou que nesta prova ele teve a companhia de Teco, organizador do evento, que também realizou o desafio.

Carlão é amputado dos membros inferiores e voltou a competir ano passado pelo Instituto Catarinense de Esportes para Deficientes (ICED). Ele tem apoio da Fundação Municipal de Esportes(FMEBC).

“Por causa da pandemia os desafios são agendados e realizados de forma individual ou em grupos pequenos, agradeço a FMEBC e Academia Clube do Farol pela parceria, agora treinar para o próximo desafio, que deverá acontecer em novembro”, disse.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Divulgação

Carlão de Balneário Camboriú comemora resultado no Desafio da Costeira em Bombinhas

“Foi a prova mais longa que disputei até hoje”

Publicidade

Quarta, 21/10/2020 16:22.

O paratleta Carlos Eugenio Bastos Ramos (Carlão), 52, disputou o Desafio da Costeira, 5km de natação, disputado nesta terça-feira (20), em Bombinhas. Com o tempo de 2h02´17 ele nadou da praia de Zimbros até a Praia Vermelha.

“O primeiro desafio era completar o percurso, por ser a prova mais longa que participei até hoje. Estou muito feliz com meu tempo. Este foi o segundo desafio dos três que pretendo fazer”, comemorou. Ele destacou que nesta prova ele teve a companhia de Teco, organizador do evento, que também realizou o desafio.

Carlão é amputado dos membros inferiores e voltou a competir ano passado pelo Instituto Catarinense de Esportes para Deficientes (ICED). Ele tem apoio da Fundação Municipal de Esportes(FMEBC).

“Por causa da pandemia os desafios são agendados e realizados de forma individual ou em grupos pequenos, agradeço a FMEBC e Academia Clube do Farol pela parceria, agora treinar para o próximo desafio, que deverá acontecer em novembro”, disse.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade