Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Esportes
Flu vence Cabofriense com gol do colombiano Yony González

Segunda, 11/3/2019 5:36.

Publicidade

(UOL/FOLHAPRESS) - O Fluminense não teve dificuldades para fazer o dever de casa e vencer a Cabofriense por 2 a 1, neste domingo (10), no Maracanã. O destaque do triunfo foi o belo gol de voleio do colombiano Yoni González ainda no primeiro tempo. Luciano completou o placar na etapa final, enquanto Abner diminuiu já aos 45 minutos. O resultado colocou o Tricolor na liderança do grupo B da Taça Rio, com sete pontos. O time de Cabo Frio, por sua vez, está na vice-liderança do grupo C e soma seis pontos.

Na próxima quinta-feira, o Fluminense enfrenta o Boavista, às 20h, em Bacaxá - jogo antecipado da 5ª rodada do returno. No domingo, o Tricolor tem o clássico contra o Botafogo, às 19h, no Maracanã. Já a Cabofriense recebe o Vasco no mesmo dia, às 16h, mas vendeu o mando de campo para Cariacica com o objetivo de lucrar com a grande torcida cruzmaltina no Espírito Santo.

Como esperado, o Fluminense não teve dificuldades para mandar no jogo. Com a posse de bola, o Tricolor criou jogadas em toques rápidos e também usou os espaços dados pela Cabofriense nos lados do campo. Nem sequer o forte calor no Maracanã impediu que o time de Fernando Diniz abrisse o placar logo depois da parada técnica.

Foi aos 24min que o colombiano acertou um voleio plástico para colocar o Tricolor em vantagem. A bola foi levantada na área e Allan escorou de cabeça para o atacante acertar o belo giro de primeira.

Aos 29min, o atacante quase ampliou, sendo que o Fluminense já havia construído outra boa oportunidade com Gilberto e Luciano. O colombiano bateu firme, a bola desviou na marcação e acertou a trave da Cabofriense.

Um tranquilo Fluminense relaxou e foi o suficiente para colocar em risco o placar. Entre os 30min e 32min, a Cabofriense chegou três vezes com um contra-ataque que desviou na zaga. Uma cobrança de escanteio que o goleiro Rodolfo evitou o gol e um chute de Abuda mais uma vez neutralizado pelo arqueiro tricolor.

A Cabofriense voltou no segundo tempo tentando usar a pressão para empatar o jogo. Não foi possível. A pressão terminou quando Luciano resolveu a partida. Aos 19min, ele aproveitou passe de Ganso para bater cruzado no canto direito de George. Com a situação liquidada, o Tricolor teve tranquilidade para tocar bola. Aos 45min, a Cabofriense ainda diminuiu o placar com um belo gol de Abner. No entanto, não deu tempo para mais nada.

Em mais um jogo desde que foi contratado pelo Fluminense, o meia Paulo Henrique Ganso teve boa atuação. Foi dele o passe para o segundo gol do Tricolor. O camisa 10 também conseguiu algumas jogadas de efeito e agradou aos torcedores. Aos poucos, ele entra em forma para os principais compromissos da temporada.

FLUMINENSE
Rodolfo; Gilberto, Digão (Léo Santos), Matheus Ferraz e Caio Henrique; Airton, Allan, Dodi (Marcos Calazans) e Paulo Henrique Ganso; Luciano e Yony González (Marcos Paulo)
T. Fernando Diniz.

CABOFRIENSE
George; Watson, Brunno Lima, Igor e Marlon (Abner); Gama, Abuda, Anderson Rosa (Kaká Mendes) e Rafael Pernão; Marcus Vinícius (Manoel) e Rincon
T.: Valdir Bigode

Auxiliares: Michael Correia e Diogo Carvalho Silva
Público/Renda: 8.207 pagantes e 8.772 presentes/R$ 208.756,00
Cartões amarelos: Caio Henrique, Matheus Ferraz (Fluminense); Brunno Lima, George (Cabofriense)
Gols: Yony González (FLU), aos 24min do primeiro tempo; Luciano (FLU), aos 19min do segundo tempo; Abner (Cabofriense), aos 45min do segundo tempo. 


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Flu vence Cabofriense com gol do colombiano Yony González

Publicidade

Segunda, 11/3/2019 5:36.

(UOL/FOLHAPRESS) - O Fluminense não teve dificuldades para fazer o dever de casa e vencer a Cabofriense por 2 a 1, neste domingo (10), no Maracanã. O destaque do triunfo foi o belo gol de voleio do colombiano Yoni González ainda no primeiro tempo. Luciano completou o placar na etapa final, enquanto Abner diminuiu já aos 45 minutos. O resultado colocou o Tricolor na liderança do grupo B da Taça Rio, com sete pontos. O time de Cabo Frio, por sua vez, está na vice-liderança do grupo C e soma seis pontos.

Na próxima quinta-feira, o Fluminense enfrenta o Boavista, às 20h, em Bacaxá - jogo antecipado da 5ª rodada do returno. No domingo, o Tricolor tem o clássico contra o Botafogo, às 19h, no Maracanã. Já a Cabofriense recebe o Vasco no mesmo dia, às 16h, mas vendeu o mando de campo para Cariacica com o objetivo de lucrar com a grande torcida cruzmaltina no Espírito Santo.

Como esperado, o Fluminense não teve dificuldades para mandar no jogo. Com a posse de bola, o Tricolor criou jogadas em toques rápidos e também usou os espaços dados pela Cabofriense nos lados do campo. Nem sequer o forte calor no Maracanã impediu que o time de Fernando Diniz abrisse o placar logo depois da parada técnica.

Foi aos 24min que o colombiano acertou um voleio plástico para colocar o Tricolor em vantagem. A bola foi levantada na área e Allan escorou de cabeça para o atacante acertar o belo giro de primeira.

Aos 29min, o atacante quase ampliou, sendo que o Fluminense já havia construído outra boa oportunidade com Gilberto e Luciano. O colombiano bateu firme, a bola desviou na marcação e acertou a trave da Cabofriense.

Um tranquilo Fluminense relaxou e foi o suficiente para colocar em risco o placar. Entre os 30min e 32min, a Cabofriense chegou três vezes com um contra-ataque que desviou na zaga. Uma cobrança de escanteio que o goleiro Rodolfo evitou o gol e um chute de Abuda mais uma vez neutralizado pelo arqueiro tricolor.

A Cabofriense voltou no segundo tempo tentando usar a pressão para empatar o jogo. Não foi possível. A pressão terminou quando Luciano resolveu a partida. Aos 19min, ele aproveitou passe de Ganso para bater cruzado no canto direito de George. Com a situação liquidada, o Tricolor teve tranquilidade para tocar bola. Aos 45min, a Cabofriense ainda diminuiu o placar com um belo gol de Abner. No entanto, não deu tempo para mais nada.

Em mais um jogo desde que foi contratado pelo Fluminense, o meia Paulo Henrique Ganso teve boa atuação. Foi dele o passe para o segundo gol do Tricolor. O camisa 10 também conseguiu algumas jogadas de efeito e agradou aos torcedores. Aos poucos, ele entra em forma para os principais compromissos da temporada.

FLUMINENSE
Rodolfo; Gilberto, Digão (Léo Santos), Matheus Ferraz e Caio Henrique; Airton, Allan, Dodi (Marcos Calazans) e Paulo Henrique Ganso; Luciano e Yony González (Marcos Paulo)
T. Fernando Diniz.

CABOFRIENSE
George; Watson, Brunno Lima, Igor e Marlon (Abner); Gama, Abuda, Anderson Rosa (Kaká Mendes) e Rafael Pernão; Marcus Vinícius (Manoel) e Rincon
T.: Valdir Bigode

Auxiliares: Michael Correia e Diogo Carvalho Silva
Público/Renda: 8.207 pagantes e 8.772 presentes/R$ 208.756,00
Cartões amarelos: Caio Henrique, Matheus Ferraz (Fluminense); Brunno Lima, George (Cabofriense)
Gols: Yony González (FLU), aos 24min do primeiro tempo; Luciano (FLU), aos 19min do segundo tempo; Abner (Cabofriense), aos 45min do segundo tempo. 


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade