Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Workshop sobre prestação de contas do Bolsa Atleta foi adiado
Divulgação/FME

Segunda, 6/5/2019 14:56.

O 2º workshop sobre os procedimentos para a prestação de contas dos recursos recebidos do Bolsa Atleta, que estava marcado para hoje (6), no auditório do colégio Vereador Santa, foi adiada. Segundo a superintendente da Fundação Municipal de Esportes (FMEBC) Mariana Dalvesco, o workshop, promovido pelo Departamento Técnico e pelo Departamento Financeiro da FMEBC em parceria com a Secretaria de Controle Governamental e Transparência Pública, será realizado ainda nesta semana e nas próximas horas será anunciada a nova data.

Mudanças

Um dos motivos desses workshops que a Fundação está realizando para atletas, pais e responsáveis dos mesmos é detalhar algumas mudanças que ocorreram no uso desses recursos.

O Página 3 recebeu algumas reclamações de atletas e treinadores questionando essas mudanças. Entre as citadas, que o dinheiro não pode ser guardado para gastos programados; que é obrigatório prestar contas todo mês e se não gastar tudo, terá que devolver o dinheiro.

Mariana disse que este ano o edital veio com algumas mudanças, porque a recomendação é que a prestação de contas siga o modelo apresentado pelo Tribunal de Contas da União e isso consta no edital.

“Fizemos um primeiro workshop junto com a Controladoria para esclarecer algumas coisas, pelo fato de entender que é saudável manter transparência na utilização dos recursos públicos. No entanto, entendemos que alguns itens desta prestação de contas talvez não se enquadrem nos recursos conquistados pelo atleta. Por esta razão estamos em uma força-tarefa junto com a Controladoria e a Procuradoria do município para poder apresentar alguma alternativa demonstrando as particularidades desse recurso conquistado pelos atletas, no sentido de conseguir uma maleabilidade sem com isso interferir na transparência da prestação de contas”, disse Mariana.

O presidente do Conselho Municipal de Esportes, Richard Ramirez disse que também recebeu reclamação nesse sentido, mas como o edital é feito pela Fundação, restou fazer algumas sugestões de mudanças, que deverão ser apreciadas pela direção.

O vice-presidente do Conselho, Dedei Mafra também ouviu reclamações sobre as mudanças e acha que elas são procedentes, porque são prejudiciais ao atleta.

“O atleta não poder se programar sobre o recurso? Nenhum atleta se enquadra nesse novo método, mas acredito que o problema vai muito além disso”, disse.

Ele referia-se a Lei 3344/2011, que trata sobre Bolsa Atleta e Fundesporte e que o Conselho, para a qual o conselho pede uma revisão junto ao Legislativo.


Nota da FME

Informamos que o workshop apenas foi adiado. Logo informaremos nova data.

A diretoria da FMEBC, em uma força tarefa com a controladoria e procuradoria estão procurando alternativas para desburocratizar ao máximo a prestação de contas do bolsa atleta sem com isso desrespeitar a recomendação do Tribunal de Contas.

Estamos trabalhando para garantir a transparência na utilização dos recursos públicos e ao mesmo tempo garantir aos atletas a utilização do benefício conquistado por eles.

Tão logo consigamos estabelecer avanços informaremos a nova data do workshop e pedimos que todos os interessados se façam presentes. A FMEBC está à disposição para auxiliar e promover avanços no esporte municipal.

Agradecemos a compreensão e a disposição de todos em contribuir.

Att, Diretoria FMEBC

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Workshop sobre prestação de contas do Bolsa Atleta foi adiado

Divulgação/FME

Publicidade

Segunda, 6/5/2019 14:56.

O 2º workshop sobre os procedimentos para a prestação de contas dos recursos recebidos do Bolsa Atleta, que estava marcado para hoje (6), no auditório do colégio Vereador Santa, foi adiada. Segundo a superintendente da Fundação Municipal de Esportes (FMEBC) Mariana Dalvesco, o workshop, promovido pelo Departamento Técnico e pelo Departamento Financeiro da FMEBC em parceria com a Secretaria de Controle Governamental e Transparência Pública, será realizado ainda nesta semana e nas próximas horas será anunciada a nova data.

Mudanças

Um dos motivos desses workshops que a Fundação está realizando para atletas, pais e responsáveis dos mesmos é detalhar algumas mudanças que ocorreram no uso desses recursos.

O Página 3 recebeu algumas reclamações de atletas e treinadores questionando essas mudanças. Entre as citadas, que o dinheiro não pode ser guardado para gastos programados; que é obrigatório prestar contas todo mês e se não gastar tudo, terá que devolver o dinheiro.

Mariana disse que este ano o edital veio com algumas mudanças, porque a recomendação é que a prestação de contas siga o modelo apresentado pelo Tribunal de Contas da União e isso consta no edital.

“Fizemos um primeiro workshop junto com a Controladoria para esclarecer algumas coisas, pelo fato de entender que é saudável manter transparência na utilização dos recursos públicos. No entanto, entendemos que alguns itens desta prestação de contas talvez não se enquadrem nos recursos conquistados pelo atleta. Por esta razão estamos em uma força-tarefa junto com a Controladoria e a Procuradoria do município para poder apresentar alguma alternativa demonstrando as particularidades desse recurso conquistado pelos atletas, no sentido de conseguir uma maleabilidade sem com isso interferir na transparência da prestação de contas”, disse Mariana.

O presidente do Conselho Municipal de Esportes, Richard Ramirez disse que também recebeu reclamação nesse sentido, mas como o edital é feito pela Fundação, restou fazer algumas sugestões de mudanças, que deverão ser apreciadas pela direção.

O vice-presidente do Conselho, Dedei Mafra também ouviu reclamações sobre as mudanças e acha que elas são procedentes, porque são prejudiciais ao atleta.

“O atleta não poder se programar sobre o recurso? Nenhum atleta se enquadra nesse novo método, mas acredito que o problema vai muito além disso”, disse.

Ele referia-se a Lei 3344/2011, que trata sobre Bolsa Atleta e Fundesporte e que o Conselho, para a qual o conselho pede uma revisão junto ao Legislativo.


Nota da FME

Informamos que o workshop apenas foi adiado. Logo informaremos nova data.

A diretoria da FMEBC, em uma força tarefa com a controladoria e procuradoria estão procurando alternativas para desburocratizar ao máximo a prestação de contas do bolsa atleta sem com isso desrespeitar a recomendação do Tribunal de Contas.

Estamos trabalhando para garantir a transparência na utilização dos recursos públicos e ao mesmo tempo garantir aos atletas a utilização do benefício conquistado por eles.

Tão logo consigamos estabelecer avanços informaremos a nova data do workshop e pedimos que todos os interessados se façam presentes. A FMEBC está à disposição para auxiliar e promover avanços no esporte municipal.

Agradecemos a compreensão e a disposição de todos em contribuir.

Att, Diretoria FMEBC

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade