Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Mundial de Vôlei de Praia começa nessa terça em Itapema Meia Praia
Divulgação
Josi com sua equipe de treino, no Estaleirinho.

Segunda, 13/5/2019 19:46.

A partir dessa terça-feira (14) Itapema, pelo segundo ano consecutivo, receberá os melhores do mundo na etapa internacional do Circuito Mundial de Vôlei de Praia. Entre os atletas, 12 medalhistas olímpicos e entre eles, quatro brasileiros: Alison (ES), que estará atuando ao lado do parceiro Álvaro Filho (PB), e Bruno Schmidt (DF), que forma dupla com Evandro (RJ), foram campeões nos Jogos do Rio, em 2016. Ágatha (PR), que atua junto de Duda (SE), e Bárbara Seixas (RJ), parceira de Fernanda Berti (RJ), foram prata na mesma edição, no Rio.

Além dos brasileiros, outros oito jogadores que já frequentaram pódios olímpicos estarão em Itapema: as norte-americanas Kerri Walsh (ouro em 2004, 2008 e 2012, e bronze em 2016) e April Ross (prata em 2012 e bronze em 2016), da alemã Laura Ludwig (ouro em 2016), dos holandeses Brouwer e Meeuwsen (bronze em 2016), dos letões Smedins e Plavins (bronze em 2012) e do norte-americano Priddy, único da lista medalhista pelo voleibol de quadra (ouro em 2008 e bronze em 2016), que recentemente passou para a praia.

Estrelas locais

Dois jogadores do Brasil farão muito sucesso nas areias da Meia Praia: Josi Alves e Thiago Barbosa.

Josi é natural de Itapema, onde residem seus familiares e atualmente joga pela Fundação Municipal de Esportes de Balneário Camboriú, em dupla com Leize Bianchini. A dupla é multicampeã dos Jogos Abertos de Santa Catarina (JASC), a principal competição do estado.

Josi é a única representante catarinense nas etapas femininas do Mundial. Neste circuito ela faz parceria com a medalhista olímpica Juliana (CE), com quem joga pela primeira vez em sua carreira. Assim como ano passado, quando recebeu forte apoio da torcida, Josi espera receber essa ‘energia’ nesta etapa do circuito.

“Estou muito feliz em estar nesta etapa do Mundial, uma etapa de elite que poucos conseguem jogar. É preciso dizer que minha felicidade está dobrada por estar jogando com uma pessoa muito, muito campeã, tem medalha olímpica, sou fã dela e agora vou jogar com ela, estou muito feliz mesmo”, disse Josi ao Página3, nesta segunda-feira (13), após o treino na praia do Estaleirinho. Ela jogará o qualifyng na quarta-feira (15), mas não sabe ainda o horário.

O campeão brasileiro Thiago Barbosa, natural de Itaboraí (RJ), é muito conhecido em Itapema, onde começou sua carreira no vôlei de praia. Ele disse que espera a torcida dos amigos que fez durante os anos que morou nesta cidade. Thiago lembra que Santa Catarina dá sorte, ele citou duas ocasiões de pódio, uma etapa do Circuito Brasileiro, em São José, com Oscar e outra vitória em Balneário Camboriú, com Pedro Cunha.

Brasil maior vencedor

O Brasil esteve presente desde o início, sediando ao menos uma etapa desde a criação do Circuito Mundial, em 1987. Até hoje foram 46 etapas masculinas e 41 femininas.

O Brasil é o maior vencedor do Circuito Mundial tanto no masculino (conquistou 18 temporadas), quanto no feminino (venceu 23 temporadas). O vôlei de praia também é o único esporte que rendeu medalha ao país em todas as edições dos Jogos.

Quatro estrelas

As etapas são classificadas de uma a cinco estrelas desde 2017, variando assim o valor da premiação e o total de pontos distribuídos.

Itapema receberá um evento de quatro estrelas, com distribuição de cerca de R$ 1,2 milhão em prêmios para todos os times em disputa, sendo cerca de R$ 80 mil para a dupla campeã de cada naipe. A competição renderá 800 pontos aos campeões em cada naipe, 720 para os vice-campeões e 640 aos medalhistas de bronze, reduzindo 80 pontos a cada posição na classificação.

Rumo olímpico

Na corrida olímpica brasileira por uma vaga aos Jogos Olímpicos apenas os eventos de quatro e cinco estrelas, além do Campeonato Mundial, são contabilizados, cada um com peso correspondente. Os times descartam as piores participações, fazendo uma média dos 10 melhores resultados.

O torneio de Itapema será o terceiro a contar pontos no naipe masculino e o segundo no naipe feminino.

Entre os homens, a liderança atualmente é de Pedro Solberg/Vitor Felipe (RJ/PB), que somam 720 pontos. Evandro/Bruno Schmidt (RJ/DF) e Guto/Saymon (RJ/MS) aparecem em seguida, empatados com 640. Cada país pode ter até duas duplas em cada naipe.

No feminino, com o ouro conquistado na etapa de Xiamen (China), Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE) está liderando com 800 pontos. Em segundo estão Talita/Taiana (AL/CE), com 480 pontos. Todos os times na disputa da vaga aos Jogos Olímpicos estarão presentes na etapa de Itapema.

A competição conta com 16 duplas brasileiras, oito delas (quatro em cada gênero) já estão garantidas na fase de grupos, seja pela posição no ranking de entradas, seja por convite (wild card).

No masculino, já estão garantidos Evandro/Bruno Schmidt (RJ/DF), Pedro Solberg/Vitor Felipe (RJ/PB), Guto/Saymon (RJ/MS) e Thiago/Oscar (SC/RJ).

Entre as mulheres, os times que partem da fase de grupos são Ágatha/Duda (PR/SE), Fernanda Berti/Bárbara Seixas (RJ), Carol Solberg/Maria Elisa (RJ) e Tainá/Victoria (SE/MS).

As outras oito duplas disputam o classificatório e precisam vencer partidas eliminatórias para conquistarem uma das oito vagas à fase de grupos.

No masculino, estão inscritos Alison/Álvaro Filho (ES/PB), André Stein/George (ES/PB), Hevaldo/Arthur Lanci (CE/PR) e Jô/Luciano (PB/ES).

No feminino, buscam as vagas as duplas Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE), ngela/Carol Horta (DF/CE), Josi/Neide (SC/AL) e Talita/Taiana (AL/CE).

De graça

A competição segue até domingo, na Av. Nereu Ramos, altura da rua 307. A prefeitura, através da secretaria de Turismo preparou várias atrações no entorno da arena, onde criou uma Cidade do Vôlei, com espaços de gastronomia, shows e um telão, para que as pessoas também possam acompanhar os jogos, mesmo fora das arquibancadas.

A entrada é franca.

Medalhistas olímpicos em Itapema

Masculino
Alison Cerutti (BRA)
Bruno Schmidt (BRA)
Alexander Brouwer (HOL)
Robert Meeuwsen (HOL)
Janis Smedins (LAT)
Martins Plavins (LAT)
Reid Priddy (EUA)

Feminino
Ágatha Bednarczuk (BRA)
Bárbara Seixas (BRA)
April Ross (EUA)
Kerri Walsh (EUA)

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Mundial de Vôlei de Praia começa nessa terça em Itapema Meia Praia

Divulgação
Josi com sua equipe de treino, no Estaleirinho.
Josi com sua equipe de treino, no Estaleirinho.

Publicidade

Segunda, 13/5/2019 19:46.

A partir dessa terça-feira (14) Itapema, pelo segundo ano consecutivo, receberá os melhores do mundo na etapa internacional do Circuito Mundial de Vôlei de Praia. Entre os atletas, 12 medalhistas olímpicos e entre eles, quatro brasileiros: Alison (ES), que estará atuando ao lado do parceiro Álvaro Filho (PB), e Bruno Schmidt (DF), que forma dupla com Evandro (RJ), foram campeões nos Jogos do Rio, em 2016. Ágatha (PR), que atua junto de Duda (SE), e Bárbara Seixas (RJ), parceira de Fernanda Berti (RJ), foram prata na mesma edição, no Rio.

Além dos brasileiros, outros oito jogadores que já frequentaram pódios olímpicos estarão em Itapema: as norte-americanas Kerri Walsh (ouro em 2004, 2008 e 2012, e bronze em 2016) e April Ross (prata em 2012 e bronze em 2016), da alemã Laura Ludwig (ouro em 2016), dos holandeses Brouwer e Meeuwsen (bronze em 2016), dos letões Smedins e Plavins (bronze em 2012) e do norte-americano Priddy, único da lista medalhista pelo voleibol de quadra (ouro em 2008 e bronze em 2016), que recentemente passou para a praia.

Estrelas locais

Dois jogadores do Brasil farão muito sucesso nas areias da Meia Praia: Josi Alves e Thiago Barbosa.

Josi é natural de Itapema, onde residem seus familiares e atualmente joga pela Fundação Municipal de Esportes de Balneário Camboriú, em dupla com Leize Bianchini. A dupla é multicampeã dos Jogos Abertos de Santa Catarina (JASC), a principal competição do estado.

Josi é a única representante catarinense nas etapas femininas do Mundial. Neste circuito ela faz parceria com a medalhista olímpica Juliana (CE), com quem joga pela primeira vez em sua carreira. Assim como ano passado, quando recebeu forte apoio da torcida, Josi espera receber essa ‘energia’ nesta etapa do circuito.

“Estou muito feliz em estar nesta etapa do Mundial, uma etapa de elite que poucos conseguem jogar. É preciso dizer que minha felicidade está dobrada por estar jogando com uma pessoa muito, muito campeã, tem medalha olímpica, sou fã dela e agora vou jogar com ela, estou muito feliz mesmo”, disse Josi ao Página3, nesta segunda-feira (13), após o treino na praia do Estaleirinho. Ela jogará o qualifyng na quarta-feira (15), mas não sabe ainda o horário.

O campeão brasileiro Thiago Barbosa, natural de Itaboraí (RJ), é muito conhecido em Itapema, onde começou sua carreira no vôlei de praia. Ele disse que espera a torcida dos amigos que fez durante os anos que morou nesta cidade. Thiago lembra que Santa Catarina dá sorte, ele citou duas ocasiões de pódio, uma etapa do Circuito Brasileiro, em São José, com Oscar e outra vitória em Balneário Camboriú, com Pedro Cunha.

Brasil maior vencedor

O Brasil esteve presente desde o início, sediando ao menos uma etapa desde a criação do Circuito Mundial, em 1987. Até hoje foram 46 etapas masculinas e 41 femininas.

O Brasil é o maior vencedor do Circuito Mundial tanto no masculino (conquistou 18 temporadas), quanto no feminino (venceu 23 temporadas). O vôlei de praia também é o único esporte que rendeu medalha ao país em todas as edições dos Jogos.

Quatro estrelas

As etapas são classificadas de uma a cinco estrelas desde 2017, variando assim o valor da premiação e o total de pontos distribuídos.

Itapema receberá um evento de quatro estrelas, com distribuição de cerca de R$ 1,2 milhão em prêmios para todos os times em disputa, sendo cerca de R$ 80 mil para a dupla campeã de cada naipe. A competição renderá 800 pontos aos campeões em cada naipe, 720 para os vice-campeões e 640 aos medalhistas de bronze, reduzindo 80 pontos a cada posição na classificação.

Rumo olímpico

Na corrida olímpica brasileira por uma vaga aos Jogos Olímpicos apenas os eventos de quatro e cinco estrelas, além do Campeonato Mundial, são contabilizados, cada um com peso correspondente. Os times descartam as piores participações, fazendo uma média dos 10 melhores resultados.

O torneio de Itapema será o terceiro a contar pontos no naipe masculino e o segundo no naipe feminino.

Entre os homens, a liderança atualmente é de Pedro Solberg/Vitor Felipe (RJ/PB), que somam 720 pontos. Evandro/Bruno Schmidt (RJ/DF) e Guto/Saymon (RJ/MS) aparecem em seguida, empatados com 640. Cada país pode ter até duas duplas em cada naipe.

No feminino, com o ouro conquistado na etapa de Xiamen (China), Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE) está liderando com 800 pontos. Em segundo estão Talita/Taiana (AL/CE), com 480 pontos. Todos os times na disputa da vaga aos Jogos Olímpicos estarão presentes na etapa de Itapema.

A competição conta com 16 duplas brasileiras, oito delas (quatro em cada gênero) já estão garantidas na fase de grupos, seja pela posição no ranking de entradas, seja por convite (wild card).

No masculino, já estão garantidos Evandro/Bruno Schmidt (RJ/DF), Pedro Solberg/Vitor Felipe (RJ/PB), Guto/Saymon (RJ/MS) e Thiago/Oscar (SC/RJ).

Entre as mulheres, os times que partem da fase de grupos são Ágatha/Duda (PR/SE), Fernanda Berti/Bárbara Seixas (RJ), Carol Solberg/Maria Elisa (RJ) e Tainá/Victoria (SE/MS).

As outras oito duplas disputam o classificatório e precisam vencer partidas eliminatórias para conquistarem uma das oito vagas à fase de grupos.

No masculino, estão inscritos Alison/Álvaro Filho (ES/PB), André Stein/George (ES/PB), Hevaldo/Arthur Lanci (CE/PR) e Jô/Luciano (PB/ES).

No feminino, buscam as vagas as duplas Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE), ngela/Carol Horta (DF/CE), Josi/Neide (SC/AL) e Talita/Taiana (AL/CE).

De graça

A competição segue até domingo, na Av. Nereu Ramos, altura da rua 307. A prefeitura, através da secretaria de Turismo preparou várias atrações no entorno da arena, onde criou uma Cidade do Vôlei, com espaços de gastronomia, shows e um telão, para que as pessoas também possam acompanhar os jogos, mesmo fora das arquibancadas.

A entrada é franca.

Medalhistas olímpicos em Itapema

Masculino
Alison Cerutti (BRA)
Bruno Schmidt (BRA)
Alexander Brouwer (HOL)
Robert Meeuwsen (HOL)
Janis Smedins (LAT)
Martins Plavins (LAT)
Reid Priddy (EUA)

Feminino
Ágatha Bednarczuk (BRA)
Bárbara Seixas (BRA)
April Ross (EUA)
Kerri Walsh (EUA)

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade