Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Douglas conquistou bronze no Pan-americano de Atletismo
Divulgação
Douglas, segundo da esquerda para direita e Diogo (direita) comemorando o bronze no revezamento

Segunda, 22/7/2019 8:33.

Com duas medalhas de ouro, uma de prata, seis de bronze e dois recordes sul-americanos Sub-20, o Brasil conseguiu a melhor campanha da história no Campeonato Pan-Americano Sub-20 de Atletismo, que começou na sexta-feira (19) e terminou domingo (21), no Estádio Nacional de San José, na Costa Rica.

Com uma equipe de 25 representantes, sendo 17 homens e 8 mulheres, o Brasil superou a campanha de 2017, em Trujillo, no Peru, quando voltou com nove medalhas (uma de ouro, três de prata e cinco de bronze).

Alison Brendom Alves dos Santos, 19, atleta do Pinheiros, quebrou pela quarta vez o recorde sul-americano dos 400 m com barreiras na temporada ao vencer a prova, com o tempo de 48.49, recorde do campeonato, melhor resultado do Ranking Sub-20 da IAAF e o quinto melhor tempo no Ranking Adulto da Federação Internacional.

No feminino, Jéssica Vitória de Oliveira Moreira, 18, de Águias Guariba, vecneu a prova com 55.94, novo recorde do torneio e novo recorde sul-americano Sub-20. A melhor marca anterior era de 56.52 e pertencia a Perla Regina dos Santos, desde 2001, obtida em Santa Fé, na Argentina. Agora ela ocupa o segundo lugar no Ranking Mundial Sub-20.

De Balneário

O atleta Douglas Hernandez Mendes da Silva, 17, conquistou medalha de bronze, no revezamento 4x400m, junto com Lucas Rodrigues, Bruno Benedito e Lucas Conceição Vila, com 3:02.84, novo recorde sul-americano. O anterior era de 3:05.44, desde 2004, em Grosseto, na Itália.

Os Estados Unidos bateram o recorde mundial da prova, com 2:59.30. A Jamaica ficou com a prata, com 3:00.99.

Nos 400 metros rasos, sua especialidade, Douglas foi o 10°colocado com o tempo de 46’73. O ouro foi para o norte-americano Justin Robinson com 45’96. Douglas foi o segundo melhor do Brasil. Bruno Benedito chegou em quinto lugar com 46’21.

Douglas cumpriu a promessa, antes de viajar ele disse que queria voltar com uma medalha no peito.

O técnico Diogo Gamboa, que fez parte da comissão técnica da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) acompanhou de perto o desempenho de seu atleta.

“Estamos felizes com o resultado, porque conquistamos o top10 das Américas, onde enfrentamos jamaicanos e americanos. Agradecemos todo apoio e torcida”, disse sobre a atuação de Douglas nos 400m.

Após a medalha de bronze no revezamento 4x400m, Diogo voltou a comemorar.

“Conseguimos bater o recorde sul americano em uma prova que a equipe americana bateu o recorde Mundial, isso é muito bom”, declarou o técnico.

Participaram do Pan 458 atletas de 36 países, com destaque para os Estados Unidos, que escreveram 86 atletas, a maior delegação entre os participantes. Os norte-americanos conquistaram 50 medalhas (21 de ouro, 19 de prata e 10 de bronze).

Medalhas brasileiras

Ouro

Alison Brendom Alves dos Santos - 400 m com barreiras - 48.49
Jéssica Vitória Moreira - 400 m com barreiras - 55.94

Prata

Luís Maurício Dias da Silva - lançamento do dardo - 74,51 m

Bronze

Micaela Rosa de Mello - 100 m com barreiras - 13.41 (0.6)
Lorraine Martins - 200 m - 23.06 (1.4)
Agnaldo Gonzaga - 800 m - 1:49.48
Lucas Conceição Vilar - 200 m - 20.70 (-0.8)
4x100 m masculino (Arielton Costa, Lucas Rodrigues da Silva, Lucas Conceição Vilar e Erik Felipe Cardoso) - 39.42
4x400 m masculino (Lucas Rodrigues, Bruno Benedito, Lucas Conceição Vilar e Douglas Hernandes) - 3:02.84 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Douglas conquistou bronze no Pan-americano de Atletismo

Divulgação
Douglas, segundo da esquerda para direita e Diogo (direita) comemorando o bronze no revezamento
Douglas, segundo da esquerda para direita e Diogo (direita) comemorando o bronze no revezamento

Publicidade

Segunda, 22/7/2019 8:33.

Com duas medalhas de ouro, uma de prata, seis de bronze e dois recordes sul-americanos Sub-20, o Brasil conseguiu a melhor campanha da história no Campeonato Pan-Americano Sub-20 de Atletismo, que começou na sexta-feira (19) e terminou domingo (21), no Estádio Nacional de San José, na Costa Rica.

Com uma equipe de 25 representantes, sendo 17 homens e 8 mulheres, o Brasil superou a campanha de 2017, em Trujillo, no Peru, quando voltou com nove medalhas (uma de ouro, três de prata e cinco de bronze).

Alison Brendom Alves dos Santos, 19, atleta do Pinheiros, quebrou pela quarta vez o recorde sul-americano dos 400 m com barreiras na temporada ao vencer a prova, com o tempo de 48.49, recorde do campeonato, melhor resultado do Ranking Sub-20 da IAAF e o quinto melhor tempo no Ranking Adulto da Federação Internacional.

No feminino, Jéssica Vitória de Oliveira Moreira, 18, de Águias Guariba, vecneu a prova com 55.94, novo recorde do torneio e novo recorde sul-americano Sub-20. A melhor marca anterior era de 56.52 e pertencia a Perla Regina dos Santos, desde 2001, obtida em Santa Fé, na Argentina. Agora ela ocupa o segundo lugar no Ranking Mundial Sub-20.

De Balneário

O atleta Douglas Hernandez Mendes da Silva, 17, conquistou medalha de bronze, no revezamento 4x400m, junto com Lucas Rodrigues, Bruno Benedito e Lucas Conceição Vila, com 3:02.84, novo recorde sul-americano. O anterior era de 3:05.44, desde 2004, em Grosseto, na Itália.

Os Estados Unidos bateram o recorde mundial da prova, com 2:59.30. A Jamaica ficou com a prata, com 3:00.99.

Nos 400 metros rasos, sua especialidade, Douglas foi o 10°colocado com o tempo de 46’73. O ouro foi para o norte-americano Justin Robinson com 45’96. Douglas foi o segundo melhor do Brasil. Bruno Benedito chegou em quinto lugar com 46’21.

Douglas cumpriu a promessa, antes de viajar ele disse que queria voltar com uma medalha no peito.

O técnico Diogo Gamboa, que fez parte da comissão técnica da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) acompanhou de perto o desempenho de seu atleta.

“Estamos felizes com o resultado, porque conquistamos o top10 das Américas, onde enfrentamos jamaicanos e americanos. Agradecemos todo apoio e torcida”, disse sobre a atuação de Douglas nos 400m.

Após a medalha de bronze no revezamento 4x400m, Diogo voltou a comemorar.

“Conseguimos bater o recorde sul americano em uma prova que a equipe americana bateu o recorde Mundial, isso é muito bom”, declarou o técnico.

Participaram do Pan 458 atletas de 36 países, com destaque para os Estados Unidos, que escreveram 86 atletas, a maior delegação entre os participantes. Os norte-americanos conquistaram 50 medalhas (21 de ouro, 19 de prata e 10 de bronze).

Medalhas brasileiras

Ouro

Alison Brendom Alves dos Santos - 400 m com barreiras - 48.49
Jéssica Vitória Moreira - 400 m com barreiras - 55.94

Prata

Luís Maurício Dias da Silva - lançamento do dardo - 74,51 m

Bronze

Micaela Rosa de Mello - 100 m com barreiras - 13.41 (0.6)
Lorraine Martins - 200 m - 23.06 (1.4)
Agnaldo Gonzaga - 800 m - 1:49.48
Lucas Conceição Vilar - 200 m - 20.70 (-0.8)
4x100 m masculino (Arielton Costa, Lucas Rodrigues da Silva, Lucas Conceição Vilar e Erik Felipe Cardoso) - 39.42
4x400 m masculino (Lucas Rodrigues, Bruno Benedito, Lucas Conceição Vilar e Douglas Hernandes) - 3:02.84 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade