Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Botafogo supera chuva, marca no fim e vence argentinos na Sul-Americana

Quinta, 7/2/2019 4:49.

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) - O Botafogo contou com um golaço de Erik nos acréscimos para vencer o Defensa y Justicia por 1 a 0, nesta quarta-feira (6), no Engenhão, pela primeira fase da Copa Sul-Americana. O jogo foi marcado pela forte chuva que assolou o Rio de Janeiro nesta quarta-feira. Mesmo com vários pontos da cidade alagados, o gramado aguentou até onde foi possível.

Mesmo assim, o primeiro tempo decorreu sem muitas condições de tocar a bola. Após o intervalo, a chuva diminuiu e a maioria das poças sumiram. Isso, porém, não foi o suficiente para que os times apresentassem bom futebol. As equipes voltam a campo para definir uma vaga na segunda fase no dia 20 ,no estádio Norberto Tomaghello, na Argentina.

O melhor do triunfo botafoguense foi Jonathan. O jovem lateral esquerdo é o principal destaque do time neste início de temporada. Após barrar Gilson, ele manteve o bom nível de atuação e se tornou uma grata surpresa no Alvinegro.

Em campo, Botafogo e Defensa y Justicia não conseguiam tocar a bola. O resultado era uma partida apertada, com muitas roubadas de bola e faltas duras. Somente aos 27min do primeiro tempo o Alvinegro levou perigo ao gol adversário. Alex Santana tabelou com Pimpão e viu que o chute de longe era uma boa arma.

Minutos depois, o Botafogo teve grande oportunidade de abrir o placar. Marcinho apertou a marcação e roubou bola na entrada da área. O lateral direito chutou firme e viu a bola desviar e tirar seu gol. O goleiro Unsain até tentou alcançar, mas viu ela sair pela linha de fundo.

No segundo tempo, a chuva diminuiu. Apesar de seguir caindo já era possível trocar alguns passes. De nada adiantou. Os clubes seguiram com a mesma intensidade na marcação e o que se viu foi pouca qualidade e muita entrega.

Aos 23min, o Defensa y Justicia chegou pela primeira vez no gol de Gatito Fernández. O Botafogo perdeu bola no campo ofensivo e sofreu rápido contra-ataque. Fernández recebeu pela esquerda e chutou firme para defesa do paraguaio.

E quando menos se esperava o Botafogo chegou ao gol. Após chute para a frente de Gatito, Gustavo Ferrareis levou a melhor no alto, e a bola sobrou para Erik, que emendou belo chute para assegurar o triunfo dos cariocas aos 48min.

BOTAFOGO
Gatito Fernández; Marcinho, Joel Carli, Gabriel, Jonathan; Jean, Alex Santana, Rodrigo Pimpão (Gustavo Ferrareis), Luiz Fernando (Bochecha); Erik, Kieza (Leandro Carvalho). T.: Zé Ricardo

DEFENSA Y JUSTICIA
Unsain; González, Barboza, Barreiro, Delgado; Blanco (Martínez), Miranda, Castro (Rojas); Rius, Aliseda, Fernandez (Márquez). T.: Sebastián Beccacece

Estádio: Nilton Santos (Engenhão), no Rio de Janeiro
Juiz: Esteban Ostojich (URU)
Cartões amarelo: Marcinho, Carli e Luiz Fernando (Botafogo); Barboza (Defensa)
Gol: Erik, aos 48min do segundo tempo. 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Balada acabando? Festa boa? Vá de carona consciente, vá de Garupa!


Geral


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Botafogo supera chuva, marca no fim e vence argentinos na Sul-Americana

Publicidade

Quinta, 7/2/2019 4:49.

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) - O Botafogo contou com um golaço de Erik nos acréscimos para vencer o Defensa y Justicia por 1 a 0, nesta quarta-feira (6), no Engenhão, pela primeira fase da Copa Sul-Americana. O jogo foi marcado pela forte chuva que assolou o Rio de Janeiro nesta quarta-feira. Mesmo com vários pontos da cidade alagados, o gramado aguentou até onde foi possível.

Mesmo assim, o primeiro tempo decorreu sem muitas condições de tocar a bola. Após o intervalo, a chuva diminuiu e a maioria das poças sumiram. Isso, porém, não foi o suficiente para que os times apresentassem bom futebol. As equipes voltam a campo para definir uma vaga na segunda fase no dia 20 ,no estádio Norberto Tomaghello, na Argentina.

O melhor do triunfo botafoguense foi Jonathan. O jovem lateral esquerdo é o principal destaque do time neste início de temporada. Após barrar Gilson, ele manteve o bom nível de atuação e se tornou uma grata surpresa no Alvinegro.

Em campo, Botafogo e Defensa y Justicia não conseguiam tocar a bola. O resultado era uma partida apertada, com muitas roubadas de bola e faltas duras. Somente aos 27min do primeiro tempo o Alvinegro levou perigo ao gol adversário. Alex Santana tabelou com Pimpão e viu que o chute de longe era uma boa arma.

Minutos depois, o Botafogo teve grande oportunidade de abrir o placar. Marcinho apertou a marcação e roubou bola na entrada da área. O lateral direito chutou firme e viu a bola desviar e tirar seu gol. O goleiro Unsain até tentou alcançar, mas viu ela sair pela linha de fundo.

No segundo tempo, a chuva diminuiu. Apesar de seguir caindo já era possível trocar alguns passes. De nada adiantou. Os clubes seguiram com a mesma intensidade na marcação e o que se viu foi pouca qualidade e muita entrega.

Aos 23min, o Defensa y Justicia chegou pela primeira vez no gol de Gatito Fernández. O Botafogo perdeu bola no campo ofensivo e sofreu rápido contra-ataque. Fernández recebeu pela esquerda e chutou firme para defesa do paraguaio.

E quando menos se esperava o Botafogo chegou ao gol. Após chute para a frente de Gatito, Gustavo Ferrareis levou a melhor no alto, e a bola sobrou para Erik, que emendou belo chute para assegurar o triunfo dos cariocas aos 48min.

BOTAFOGO
Gatito Fernández; Marcinho, Joel Carli, Gabriel, Jonathan; Jean, Alex Santana, Rodrigo Pimpão (Gustavo Ferrareis), Luiz Fernando (Bochecha); Erik, Kieza (Leandro Carvalho). T.: Zé Ricardo

DEFENSA Y JUSTICIA
Unsain; González, Barboza, Barreiro, Delgado; Blanco (Martínez), Miranda, Castro (Rojas); Rius, Aliseda, Fernandez (Márquez). T.: Sebastián Beccacece

Estádio: Nilton Santos (Engenhão), no Rio de Janeiro
Juiz: Esteban Ostojich (URU)
Cartões amarelo: Marcinho, Carli e Luiz Fernando (Botafogo); Barboza (Defensa)
Gol: Erik, aos 48min do segundo tempo. 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade