Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Nos pênaltis, Corinthians vence o Racing e avança na Sul-Americana

Quinta, 28/2/2019 4:32.

(FOLHAPRESS) - Após empate em 1 a 1 nos 90 minutos, o Corinthians venceu o Racing nos pênaltis por 5 a 4 nesta quarta-feira (27), em Avellaneda, e se classificou para a segunda fase da Copa Sul-Americana.

O goleiro Cássio, que completou seu 395º jogo pelo Corinthians, igualando Gylmar dos Santos Neves como segundo goleiro que mais vestiu a camisa do clube –o primeiro é Ronaldo Giovanelli, com 602 partidas–, foi o herói da classificação, defendendo duas cobranças, de Nery Domínguez e Solari.

Sornoza e Danilo Avelar, do Corinthians, perderam suas cobranças do Corinthians, enquanto Gustavo, Mateus Vital, Vagner Love, Richard e Fágner marcaram. Pelo Racing, além das duas defesas de Cássio, o ex-palmeirense Cristaldo chutou por cima.

Líder do Campeonato Argentino, o Racing levou uma equipe praticamente reserva a campo, mostrando que sua prioridade é título nacional.

Mesmo assim, criou muitas dificuldades ao rival. Tanto que aos 41 min, Cristaldo, abriu o placar em cabeça após cruzamento de Neri Cardozo.

O gol argentino obrigava o Corinthians a marcar o seu para levar a decisão da vaga para os pênaltis, e, no início do segundo tempo, ele saiu.

Vagner Love, que havia entrado no intervalo no lugar de Clayson, que não fazia boa partida, aproveitou confusão dentro da área após cobrança de escanteio e acertou um belo voleio para empatar, aos 5 min. Foi o primeiro gol dele no seu retorno ao clube.

Depois, o time suportou a pressão do rival e apostou nos contragolpes, sem sucesso.

O adversário corintiano na próxima fase sairá em sorteio da Conmebol.

Punido pela Conmebol, o Santos foi eliminado pelo River Plate (URU), nesta terça-feira (26), pela Copa Sul-Americana, no Pacaembu com portões fechados. O empate por 1 a 1 foi melhor para o time uruguaio, por conta dos critérios de gols marcados fora de casa.

Como empatou com o time uruguaio em 0 a 0 no jogo de ida, o time santista precisava vencer para se classificar à próxima fase da competição, o que não aconteceu.

A punição ao clube alvinegro foi determinada após a confusão entre torcedores e a Polícia Militar no jogo de volta das oitavas de final da Libertadores, contra o Independiente, no estádio municipal.

Estádio: Presidente Perón, em Avellaneda (ARG)
Juiz: Wilmar Roldán (COL)
Cartões amarelos: Pedrinho e Henrique (C); Schlegel (R)
Gols: Cristaldo (R), aos 41min do 1º tempo; e Vagner Love (C), aos 5min do 2º tempo

RACING
Arias, Pillud, Schlegel, Domínguez e Soto; J. López, Solari, Cardozo (Zaracho) e Ojeda (Guillermo Fernández); Cristaldo e Andrés Ríos (Cvitanich). T.: Eduardo Coudet

CORINTHIANS
Cássio, Fagner, Manoel, Henrique e Danilo Avelar; Ralf, Ramiro (Mateus Vital) e Sornoza; Pedrinho (Richard), Clayson (Vagner Love) e Gustagol. T.: Fábio Carille. 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Nos pênaltis, Corinthians vence o Racing e avança na Sul-Americana

Publicidade

Quinta, 28/2/2019 4:32.

(FOLHAPRESS) - Após empate em 1 a 1 nos 90 minutos, o Corinthians venceu o Racing nos pênaltis por 5 a 4 nesta quarta-feira (27), em Avellaneda, e se classificou para a segunda fase da Copa Sul-Americana.

O goleiro Cássio, que completou seu 395º jogo pelo Corinthians, igualando Gylmar dos Santos Neves como segundo goleiro que mais vestiu a camisa do clube –o primeiro é Ronaldo Giovanelli, com 602 partidas–, foi o herói da classificação, defendendo duas cobranças, de Nery Domínguez e Solari.

Sornoza e Danilo Avelar, do Corinthians, perderam suas cobranças do Corinthians, enquanto Gustavo, Mateus Vital, Vagner Love, Richard e Fágner marcaram. Pelo Racing, além das duas defesas de Cássio, o ex-palmeirense Cristaldo chutou por cima.

Líder do Campeonato Argentino, o Racing levou uma equipe praticamente reserva a campo, mostrando que sua prioridade é título nacional.

Mesmo assim, criou muitas dificuldades ao rival. Tanto que aos 41 min, Cristaldo, abriu o placar em cabeça após cruzamento de Neri Cardozo.

O gol argentino obrigava o Corinthians a marcar o seu para levar a decisão da vaga para os pênaltis, e, no início do segundo tempo, ele saiu.

Vagner Love, que havia entrado no intervalo no lugar de Clayson, que não fazia boa partida, aproveitou confusão dentro da área após cobrança de escanteio e acertou um belo voleio para empatar, aos 5 min. Foi o primeiro gol dele no seu retorno ao clube.

Depois, o time suportou a pressão do rival e apostou nos contragolpes, sem sucesso.

O adversário corintiano na próxima fase sairá em sorteio da Conmebol.

Punido pela Conmebol, o Santos foi eliminado pelo River Plate (URU), nesta terça-feira (26), pela Copa Sul-Americana, no Pacaembu com portões fechados. O empate por 1 a 1 foi melhor para o time uruguaio, por conta dos critérios de gols marcados fora de casa.

Como empatou com o time uruguaio em 0 a 0 no jogo de ida, o time santista precisava vencer para se classificar à próxima fase da competição, o que não aconteceu.

A punição ao clube alvinegro foi determinada após a confusão entre torcedores e a Polícia Militar no jogo de volta das oitavas de final da Libertadores, contra o Independiente, no estádio municipal.

Estádio: Presidente Perón, em Avellaneda (ARG)
Juiz: Wilmar Roldán (COL)
Cartões amarelos: Pedrinho e Henrique (C); Schlegel (R)
Gols: Cristaldo (R), aos 41min do 1º tempo; e Vagner Love (C), aos 5min do 2º tempo

RACING
Arias, Pillud, Schlegel, Domínguez e Soto; J. López, Solari, Cardozo (Zaracho) e Ojeda (Guillermo Fernández); Cristaldo e Andrés Ríos (Cvitanich). T.: Eduardo Coudet

CORINTHIANS
Cássio, Fagner, Manoel, Henrique e Danilo Avelar; Ralf, Ramiro (Mateus Vital) e Sornoza; Pedrinho (Richard), Clayson (Vagner Love) e Gustagol. T.: Fábio Carille. 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade