Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Zé Rafael comanda goleada do Palmeiras sobre Fortaleza

Segunda, 29/4/2019 6:54.

Os primeiros minutos da estreia do Palmeiras, neste domingo (28), não foram como o torcedor imaginava. Em oito minutos a equipe teve um gol anulado e perdeu Ricardo goulart, que saiu machucado. Mas seu substitulo, Zé Rafael, trouxe melhor fortuna ao time alviverde, que venceu por 4 a 0.

Dois dos gols, inclusive, foram marcados pelo meia. O primeiro foi após receber passe de Diogo Barbosa e bater rasteiro, ainda no primeiro tempo. Foi o primeiro gol dele em sete jogos com a camisa do clube.

Na segunda etapa, deu assistência para o gol de Marcos Rocha antes antes de marcar o terceiro, de cabeça. Bruno Henrique fechou o marcados, nos acréscimos.

Já Rogério Ceni ampliou seu retrospecto negativo no estádio do rival. O ex-goleiro e técnico do São Paulo. Somando a partida de hoje às três vezes que esteve no estádio (duas como jogador e uma como treinador do time tricolor), Ceni sofreu 13 gols e não marcou nenhum. Ele ainda levou cartão amarelo por reclamação.

O cartão, assim como o VAR, é uma novidade deste Campeonato Brasileiro, que adotará as novas recomendações da International Board (entidade máxima de arbitragem no futebol), dentre as quais está a possibilidade de cartões para integrantes da comissão técnica. Antes, apenas jogadores poderiam recebê-los.

O Palmeiras se impôs no jogo desde o início e pouco foi ameaçado. A melhor chance do Fortaleza foi com Osvaldo, ainda na primeira etapa. Fora isso, os 26.701 presentes no estádio viram o time da casa dominar.

O VAR confirmou a decisão da arbitragem em duas vezes: no gol anulado e em um suposto pênalti em Gustavo Scarpa, corretamente não marcado.

Na segunda rodada, o Palmeiras visita o CSA, na próxima quarta-feira (01). Já o Fortaleza tenta re reestabelecer contra o Athletico-PR, no mesmo dia, em seu estádio.

PALMEIRAS
Weverton, Marcos Rocha, Luan, Gómez e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique e Ricardo Goulart (Zé Rafael); Gustavo Scarpa (Lucas Lima), Deyverson e Dudu (Hyoran).
T.: Luiz Felipe Scolari

FORTALEZA
Felipe Alves; Tinga, Quintero, Roger Carvalho e Carlinhos; Felipe, Paulo Roberto, Edinho (Marcinho) e Osvaldo (Gabriel Dias); Wellington Paulista e Júnior Santos (Kieza).
T.: Rogério Ceni

Árbitro: Bráulio da Silva Machado (SC)
Assistentes: Kléber Lúcio Gil (SC) e Helton Nunes (SC)
Público/Renda: 26.701 torcedores/R$ 1.473.177,20
Cartões amarelos: Carlinhos, Deyverson, Osvaldo
Gols: Zé Rafael (PAL), aos 16min do primeiro tempo; Marcos Rocha (PAL), aos 13min do segundo tempo; Zé Rafael (PAL, aos 25min do segundo tempo; e Bruno Henrique (PAL), aos 45min do segundo tempo. 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Zé Rafael comanda goleada do Palmeiras sobre Fortaleza

Publicidade

Segunda, 29/4/2019 6:54.

Os primeiros minutos da estreia do Palmeiras, neste domingo (28), não foram como o torcedor imaginava. Em oito minutos a equipe teve um gol anulado e perdeu Ricardo goulart, que saiu machucado. Mas seu substitulo, Zé Rafael, trouxe melhor fortuna ao time alviverde, que venceu por 4 a 0.

Dois dos gols, inclusive, foram marcados pelo meia. O primeiro foi após receber passe de Diogo Barbosa e bater rasteiro, ainda no primeiro tempo. Foi o primeiro gol dele em sete jogos com a camisa do clube.

Na segunda etapa, deu assistência para o gol de Marcos Rocha antes antes de marcar o terceiro, de cabeça. Bruno Henrique fechou o marcados, nos acréscimos.

Já Rogério Ceni ampliou seu retrospecto negativo no estádio do rival. O ex-goleiro e técnico do São Paulo. Somando a partida de hoje às três vezes que esteve no estádio (duas como jogador e uma como treinador do time tricolor), Ceni sofreu 13 gols e não marcou nenhum. Ele ainda levou cartão amarelo por reclamação.

O cartão, assim como o VAR, é uma novidade deste Campeonato Brasileiro, que adotará as novas recomendações da International Board (entidade máxima de arbitragem no futebol), dentre as quais está a possibilidade de cartões para integrantes da comissão técnica. Antes, apenas jogadores poderiam recebê-los.

O Palmeiras se impôs no jogo desde o início e pouco foi ameaçado. A melhor chance do Fortaleza foi com Osvaldo, ainda na primeira etapa. Fora isso, os 26.701 presentes no estádio viram o time da casa dominar.

O VAR confirmou a decisão da arbitragem em duas vezes: no gol anulado e em um suposto pênalti em Gustavo Scarpa, corretamente não marcado.

Na segunda rodada, o Palmeiras visita o CSA, na próxima quarta-feira (01). Já o Fortaleza tenta re reestabelecer contra o Athletico-PR, no mesmo dia, em seu estádio.

PALMEIRAS
Weverton, Marcos Rocha, Luan, Gómez e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique e Ricardo Goulart (Zé Rafael); Gustavo Scarpa (Lucas Lima), Deyverson e Dudu (Hyoran).
T.: Luiz Felipe Scolari

FORTALEZA
Felipe Alves; Tinga, Quintero, Roger Carvalho e Carlinhos; Felipe, Paulo Roberto, Edinho (Marcinho) e Osvaldo (Gabriel Dias); Wellington Paulista e Júnior Santos (Kieza).
T.: Rogério Ceni

Árbitro: Bráulio da Silva Machado (SC)
Assistentes: Kléber Lúcio Gil (SC) e Helton Nunes (SC)
Público/Renda: 26.701 torcedores/R$ 1.473.177,20
Cartões amarelos: Carlinhos, Deyverson, Osvaldo
Gols: Zé Rafael (PAL), aos 16min do primeiro tempo; Marcos Rocha (PAL), aos 13min do segundo tempo; Zé Rafael (PAL, aos 25min do segundo tempo; e Bruno Henrique (PAL), aos 45min do segundo tempo. 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade