Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Esportes
Messi comanda, Barça vence United e vai às semifinais

Terça, 16/4/2019 18:41.

Publicidade

Lionel Messi não marcava há 12 jogos em quartas de final da Liga dos Campeões, mas deu fim ao jejum da melhor maneira. O argentino marcou duas vezes (um golaço e uma falha de De Gea) e comandou o Barcelona na vitória por 3 a 0 contra o Manchester United, nesta terça (16), no Camp Nou, no duelo de volta das quartas da Champions. Coutinho também foi às redes com um belo gol e desabafou na comemoração.

O time catalão já havia vencido a ida, fora de casa, por 1 a 0. O Barça não passava das quartas desde a temporada 2014-15, justamente quando foi campeão pela última vez.

O próximo adversário sairá do confronto entre Liverpool e Porto, que se enfrentam na quarta-feira. Os ingleses venceram a ida, em casa, por 2 a 0.

Messi foi o maestro do jogo e fez os marcadores do United sofrerem. Ele deu caneta em Fred no início da jogada do primeiro gol e depois ainda colocou Jones para dançar na etapa inicial. No segundo tempo, foi a vez de McTominay entrar no baile. Além dos dois gols, o argentino ainda tentou de bicicleta - a bola saiu - para completar o show no Camp Nou.

É verdade que o goleiro espanhol não teve chances no primeiro gol de Messi, mas falhou feio no segundo. De Gea não segurou fraco chuto de perna direita, caiu para fazer a defesa, mas viu a bola passar por baixo dos seus braços. Ele ainda fez uma defesa com o rosto em cima da linha no final do 1º tempo, um "milagre sem querer", mas a falha mais cedo custou caro.

Coutinho também marcou seu golaço. Aos 15 minutos do segundo tempo, o brasileiro recebeu de frente para o gol e mandou uma bomba no ângulo. O camisa 7, que chegou a ser vaiado em outro jogo, comemorou colocando os dedos no ouvido e desabafou com um xingamento em direção à torcida. O meia da seleção brasileira foi substituído por Dembélé aos 35 minutos e saiu de campo aplaudido de pé pelos torcedores, mas não retribuiu os aplausos.

BARCELONA
Ter Stegen; Sergi Roberto (Semedo), Piqué, Lenglet e Alba; Rakitic, Busquets e Arthur (Vidal); Messi, Suárez e Coutinho (Dembélé) T.: Ernesto Valverde

MANCHESTER UNITED
De Gea; Lindelof, Smalling e Jones; McTominay, Fred, Pogba e Young; Rashford (Lukaku), Lingard (Alexis Sánchez) e Martial (Dalot) T.: Ole Gunnar Solskjaer

Estádio: Camp Nou, em Barcelona (Espanha)
Juiz: Felix Brych (Alemanha) Auxiliares: Mark Borsch e Stefan Lupp (ambos da Alemanha)
Gols: Messi (BAR), aos 16 e aos 20 do 1º tempo; Coutinho (BAR), aos 15 do 2º tempo 


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Messi comanda, Barça vence United e vai às semifinais

Publicidade

Terça, 16/4/2019 18:41.

Lionel Messi não marcava há 12 jogos em quartas de final da Liga dos Campeões, mas deu fim ao jejum da melhor maneira. O argentino marcou duas vezes (um golaço e uma falha de De Gea) e comandou o Barcelona na vitória por 3 a 0 contra o Manchester United, nesta terça (16), no Camp Nou, no duelo de volta das quartas da Champions. Coutinho também foi às redes com um belo gol e desabafou na comemoração.

O time catalão já havia vencido a ida, fora de casa, por 1 a 0. O Barça não passava das quartas desde a temporada 2014-15, justamente quando foi campeão pela última vez.

O próximo adversário sairá do confronto entre Liverpool e Porto, que se enfrentam na quarta-feira. Os ingleses venceram a ida, em casa, por 2 a 0.

Messi foi o maestro do jogo e fez os marcadores do United sofrerem. Ele deu caneta em Fred no início da jogada do primeiro gol e depois ainda colocou Jones para dançar na etapa inicial. No segundo tempo, foi a vez de McTominay entrar no baile. Além dos dois gols, o argentino ainda tentou de bicicleta - a bola saiu - para completar o show no Camp Nou.

É verdade que o goleiro espanhol não teve chances no primeiro gol de Messi, mas falhou feio no segundo. De Gea não segurou fraco chuto de perna direita, caiu para fazer a defesa, mas viu a bola passar por baixo dos seus braços. Ele ainda fez uma defesa com o rosto em cima da linha no final do 1º tempo, um "milagre sem querer", mas a falha mais cedo custou caro.

Coutinho também marcou seu golaço. Aos 15 minutos do segundo tempo, o brasileiro recebeu de frente para o gol e mandou uma bomba no ângulo. O camisa 7, que chegou a ser vaiado em outro jogo, comemorou colocando os dedos no ouvido e desabafou com um xingamento em direção à torcida. O meia da seleção brasileira foi substituído por Dembélé aos 35 minutos e saiu de campo aplaudido de pé pelos torcedores, mas não retribuiu os aplausos.

BARCELONA
Ter Stegen; Sergi Roberto (Semedo), Piqué, Lenglet e Alba; Rakitic, Busquets e Arthur (Vidal); Messi, Suárez e Coutinho (Dembélé) T.: Ernesto Valverde

MANCHESTER UNITED
De Gea; Lindelof, Smalling e Jones; McTominay, Fred, Pogba e Young; Rashford (Lukaku), Lingard (Alexis Sánchez) e Martial (Dalot) T.: Ole Gunnar Solskjaer

Estádio: Camp Nou, em Barcelona (Espanha)
Juiz: Felix Brych (Alemanha) Auxiliares: Mark Borsch e Stefan Lupp (ambos da Alemanha)
Gols: Messi (BAR), aos 16 e aos 20 do 1º tempo; Coutinho (BAR), aos 15 do 2º tempo 


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade