Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Esporte
Pedrinho sai do banco e coloca o Corinthians na final da Copa do Brasil

Corinthians venceu o Flamengo por 2 a 1

Quinta, 27/9/2018 6:25.

Publicidade

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A estrela do jovem Pedrinho brilhou e, no duelo das duas maiores torcidas do país, o Corinthians venceu o Flamengo por 2 a 1, com um golaço do xodó, nesta quarta-feira (26), no Itaquerão. Após nove anos, o time alvinegro está na final da Copa do Brasil.

Em sua sexta decisão, o Corinthians busca a quarta taça. E terá como adversário o Cruzeiro, que eliminou o Palmeiras ao empatar por 1 a 1 no Mineirão.

Os jogos serão disputados nos dias 10 e 17 de outubro, e os mandos de campo ainda dependem de sorteio na CBF.

Como a torcida esperava, o alvinegro começou o jogo com uma postura bem diferente daquela apresentada no Maracanã, quando as equipes ficaram no 0 a 0. Nos primeiros 15 minutos, foi o Corinthians que teve o controle da bola e as principais ações ofensivas.

Bem postada, a zaga rubro-negra obrigava o Corinthians a rodar a bola. Para furar o bloqueio, Jadson descolou um belo lançamento para Danilo Avelar, nas costas da defesa. O lateral saiu livre na área e abriu o placar.

A torcida só não esperava que a vantagem durasse tão pouco. Quatro minutos depois, aos 18min, Henrique desviou contra a própria meta um cruzamento de Pará e surpreendeu Cássio: 1 a 1.

Após igualar, o Flamengo cresceu no jogo e, da metade do primeiro tempo até o final, o Corinthians já não conseguiu mais levar perigo a Diego Alves. A situação ficou pior quando Fagner deixou o jogo por lesão. Gabriel passou a atuar improvisado no setor.

Com as defesas trancadas, os dois times levaram o empate para o intervalo.

Na última etapa, a partida ficou mais tensa. Ambos tinham dificuldade para criar jogadas. Aos 23min, Jair Ventura sacou Clayson e colocou Pedrinho. Que estrela!

Apenas 37 segundos após entrar no jogo, o xodó da torcida voltou a deixar o Corinthians em vantagem, com um golaço, de fora da área.

Com o placar a seu favor, o Corinthians fez aquilo que sabe melhor: sofreu. E soube sofrer, bloqueando as jogadas do rival. Até a trave ajudou, aos 48min, após chute de Pará. Dois minutos depois, veio o alívio e a festa da torcida corintiana.

CORINTHIANS
Cássio; Fagner (Gabriel), Léo Santos, Henrique, Danilo Avelar; Ralf, Douglas, Jadson; Romero, Mateus Vital (Araos), Clayson (Pedrinho). T.: Jair Ventura

FLAMENGO
Diego Alves; Pará, Réver, Léo Duarte, Trauco; Cuéllar, Willian Arão (Lincoln), Everton Ribeiro, Diego (Vitinho), Lucas Paquetá; Henrique Dourado (Marlos Moreno). T.: Maurício Barbieri

Estádio: Itaquerão, em São Paulo
Juiz: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Renda: R$ 3.663.322,30
Público: 44.249 pagantes / 44.606 presentes
Cartões amarelos: Douglas (Corinthians); Lucas Paquetá, Willian Arão e Marlos Moreno (Flamengo)
Gols: Danilo Avelar, aos 13min do primeiro tempo, e Pedrinho, aos 23min do segundo tempo (Corinthians); Henrique (contra), aos 17min do primeiro tempo (Flamengo)


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3

Pedrinho sai do banco e coloca o Corinthians na final da Copa do Brasil

Corinthians venceu o Flamengo por 2 a 1

Publicidade

Quinta, 27/9/2018 6:25.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A estrela do jovem Pedrinho brilhou e, no duelo das duas maiores torcidas do país, o Corinthians venceu o Flamengo por 2 a 1, com um golaço do xodó, nesta quarta-feira (26), no Itaquerão. Após nove anos, o time alvinegro está na final da Copa do Brasil.

Em sua sexta decisão, o Corinthians busca a quarta taça. E terá como adversário o Cruzeiro, que eliminou o Palmeiras ao empatar por 1 a 1 no Mineirão.

Os jogos serão disputados nos dias 10 e 17 de outubro, e os mandos de campo ainda dependem de sorteio na CBF.

Como a torcida esperava, o alvinegro começou o jogo com uma postura bem diferente daquela apresentada no Maracanã, quando as equipes ficaram no 0 a 0. Nos primeiros 15 minutos, foi o Corinthians que teve o controle da bola e as principais ações ofensivas.

Bem postada, a zaga rubro-negra obrigava o Corinthians a rodar a bola. Para furar o bloqueio, Jadson descolou um belo lançamento para Danilo Avelar, nas costas da defesa. O lateral saiu livre na área e abriu o placar.

A torcida só não esperava que a vantagem durasse tão pouco. Quatro minutos depois, aos 18min, Henrique desviou contra a própria meta um cruzamento de Pará e surpreendeu Cássio: 1 a 1.

Após igualar, o Flamengo cresceu no jogo e, da metade do primeiro tempo até o final, o Corinthians já não conseguiu mais levar perigo a Diego Alves. A situação ficou pior quando Fagner deixou o jogo por lesão. Gabriel passou a atuar improvisado no setor.

Com as defesas trancadas, os dois times levaram o empate para o intervalo.

Na última etapa, a partida ficou mais tensa. Ambos tinham dificuldade para criar jogadas. Aos 23min, Jair Ventura sacou Clayson e colocou Pedrinho. Que estrela!

Apenas 37 segundos após entrar no jogo, o xodó da torcida voltou a deixar o Corinthians em vantagem, com um golaço, de fora da área.

Com o placar a seu favor, o Corinthians fez aquilo que sabe melhor: sofreu. E soube sofrer, bloqueando as jogadas do rival. Até a trave ajudou, aos 48min, após chute de Pará. Dois minutos depois, veio o alívio e a festa da torcida corintiana.

CORINTHIANS
Cássio; Fagner (Gabriel), Léo Santos, Henrique, Danilo Avelar; Ralf, Douglas, Jadson; Romero, Mateus Vital (Araos), Clayson (Pedrinho). T.: Jair Ventura

FLAMENGO
Diego Alves; Pará, Réver, Léo Duarte, Trauco; Cuéllar, Willian Arão (Lincoln), Everton Ribeiro, Diego (Vitinho), Lucas Paquetá; Henrique Dourado (Marlos Moreno). T.: Maurício Barbieri

Estádio: Itaquerão, em São Paulo
Juiz: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Renda: R$ 3.663.322,30
Público: 44.249 pagantes / 44.606 presentes
Cartões amarelos: Douglas (Corinthians); Lucas Paquetá, Willian Arão e Marlos Moreno (Flamengo)
Gols: Danilo Avelar, aos 13min do primeiro tempo, e Pedrinho, aos 23min do segundo tempo (Corinthians); Henrique (contra), aos 17min do primeiro tempo (Flamengo)


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade