Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Esporte
Lucas Sorín conquista o Cinturão, mas fratura mandíbula e poderá ficar fora do Pan-Americano

Segunda, 15/10/2018 16:50.
Divulgação
Da esquerda para direita: Paolo, Erick, Bianca, Laura e Sorin

Publicidade

O multicampeão Lucas Sorín, de Balneário Camboriú, é o dono do Cinturão até 65k do Paraná Sanda Fight, um dos maiores eventos profissionais de Boxe Chinês do Brasil, disputado na paranaense Araruna, neste final de semana, mas sofreu uma lesão que poderá deixá-lo fora do 12º Pan American Wushu Championships, na Argentina, em novembro.

Sorin e outros três lutadores de Balneário Camboriú - Laura Alice, Erik Carvalho e Bianca Miranda, foram convocados para integrar a seleção brasileira que disputará o Pan-Americano em Buenos Aires no mês que vem.

O Cinturão

Lucas Sorin fez a luta principal da noite, numa disputa de Cinturão até 65k contra outro grande nome da modalidade no país, Jeferson Bastos. Sorin venceu, garantiu mais uma importante conquista, mas no primeiro round sofreu uma lesão. Mesmo assim seguiu lutando até vencer o combate no terceiro round.

“No meio da luta eu sabia que algo estava errado. Quando ia começar o terceiro e último round que decidiria o vencedor eu pensei que poderia ser grave e me tirar do Pan e que eu não perderia o Cinturão por nada”, disse Sorín ao Página3 nesta segunda-feira (15), após confirmar no hospital Ruth Cardoso que fraturou a mandíbula e terá que passar por cirurgia nos próximos dias.

“O primeiro laudo médico diz que estou realmente fora do 12º Pan American Wushu Championships na Argentina. Me sinto decepcionado, porque estou desde o início do ano com esse Pan na cabeça, estou na melhor fase da minha carreira, minha categoria é a mais cheia e mais forte do Pan. Eu não tenho palavras que possam definir o que sinto agora. Frustração! Mas não posso desabar porque tenho certeza que o restante do time vai honrar nossa cidade e eles precisam de mim”, disse o atleta e treinador dos outros três lutadores que competirão na Argentina.

Dois ouros/duas pratas

O desempenho dos outros quatro lutadores de Balneário Camboriú no Paraná Sanda foi avaliado pelo treinador Sorín.

Acompanhe:

“Esta foi a última competição antes do Pan. Ouro para Laura Alice que deu um show e nocauteou ainda no primeiro round. Ouro para Bianca Miranda que venceu um combate extremamente equilibrado do início ao fim na decisão dividida dos árbitros. Prata para Paolo Henkel que vencia bem seu combate, no fim do primeiro round recebeu um golpe irregular não intencionado, que abriu um corte em sua testa impedindo que continuasse o combate. Prata para Erick de Carvalho que fez um combate extremamente técnico porém perdeu na decisão dos árbitros, lutando duas categorias de peso acima. Ao meu ver o rendimento dos atletas foi ótimo, tenho certeza que nossos três atletas irão fazer bonito no Pan”, afirmou Sorín.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Divulgação
Da esquerda para direita: Paolo, Erick, Bianca, Laura e Sorin
Da esquerda para direita: Paolo, Erick, Bianca, Laura e Sorin

Lucas Sorín conquista o Cinturão, mas fratura mandíbula e poderá ficar fora do Pan-Americano

Publicidade

Segunda, 15/10/2018 16:50.

O multicampeão Lucas Sorín, de Balneário Camboriú, é o dono do Cinturão até 65k do Paraná Sanda Fight, um dos maiores eventos profissionais de Boxe Chinês do Brasil, disputado na paranaense Araruna, neste final de semana, mas sofreu uma lesão que poderá deixá-lo fora do 12º Pan American Wushu Championships, na Argentina, em novembro.

Sorin e outros três lutadores de Balneário Camboriú - Laura Alice, Erik Carvalho e Bianca Miranda, foram convocados para integrar a seleção brasileira que disputará o Pan-Americano em Buenos Aires no mês que vem.

O Cinturão

Lucas Sorin fez a luta principal da noite, numa disputa de Cinturão até 65k contra outro grande nome da modalidade no país, Jeferson Bastos. Sorin venceu, garantiu mais uma importante conquista, mas no primeiro round sofreu uma lesão. Mesmo assim seguiu lutando até vencer o combate no terceiro round.

“No meio da luta eu sabia que algo estava errado. Quando ia começar o terceiro e último round que decidiria o vencedor eu pensei que poderia ser grave e me tirar do Pan e que eu não perderia o Cinturão por nada”, disse Sorín ao Página3 nesta segunda-feira (15), após confirmar no hospital Ruth Cardoso que fraturou a mandíbula e terá que passar por cirurgia nos próximos dias.

“O primeiro laudo médico diz que estou realmente fora do 12º Pan American Wushu Championships na Argentina. Me sinto decepcionado, porque estou desde o início do ano com esse Pan na cabeça, estou na melhor fase da minha carreira, minha categoria é a mais cheia e mais forte do Pan. Eu não tenho palavras que possam definir o que sinto agora. Frustração! Mas não posso desabar porque tenho certeza que o restante do time vai honrar nossa cidade e eles precisam de mim”, disse o atleta e treinador dos outros três lutadores que competirão na Argentina.

Dois ouros/duas pratas

O desempenho dos outros quatro lutadores de Balneário Camboriú no Paraná Sanda foi avaliado pelo treinador Sorín.

Acompanhe:

“Esta foi a última competição antes do Pan. Ouro para Laura Alice que deu um show e nocauteou ainda no primeiro round. Ouro para Bianca Miranda que venceu um combate extremamente equilibrado do início ao fim na decisão dividida dos árbitros. Prata para Paolo Henkel que vencia bem seu combate, no fim do primeiro round recebeu um golpe irregular não intencionado, que abriu um corte em sua testa impedindo que continuasse o combate. Prata para Erick de Carvalho que fez um combate extremamente técnico porém perdeu na decisão dos árbitros, lutando duas categorias de peso acima. Ao meu ver o rendimento dos atletas foi ótimo, tenho certeza que nossos três atletas irão fazer bonito no Pan”, afirmou Sorín.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade