Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Esporte
Brunel está contornando o Cabo Horn com 35 milhas de vantagem

Quinta, 29/3/2018 10:51.
Sam Greenfield/Volvo Ocean Race.
O Brunel próximo à terra com a Marinha Chilena no apoio.

Publicidade

A equipe holandesa Brunel lidera a etapa da Volvo Ocean Race com direção a Itajaí e na manhã desta quinta-feira (29) iniciava o contorno no Cabo Horn, para iniciar a subida pela costa do Chile, Argentina, Uruguai e Brasil.

O Brunel fez as melhores opções sob condições de navegação péssimas, numa das regiões do mundo mais perigosas para navegadores.

Sua diferença equivalente a uma hora e meia e isso nas condições atuais, parece lhe garantir cruzar o Cabo Horn em primeiro.

O barco é comandado por Bowve Bekking, de 54 anos, o homem com mais tempo de mar em regatas Volvo de volta ao mundo. Ele nunca venceu.

Nessa edição da regata o Brunel está na penúltima colocação nos pontos, mas pode dar um salto para a quarta posição se vencer porque a pontuação da Nova Zelândia a Itajaí conta em dobro e dobrar o Cabo Horn em primeiro um ponto extra.

Os seis veleiros deverão começar a chegar em Itajaí dentro de uma semana.

O sétimo barco, o Sun Hung Kai/Scallywag, que perdeu um tripulante ao mar, se dirige ao Chile onde poderá ser embarcado num navio com destino a Santa Catarina.



Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Sam Greenfield/Volvo Ocean Race.
O Brunel próximo à terra com a Marinha Chilena no apoio.
O Brunel próximo à terra com a Marinha Chilena no apoio.

Brunel está contornando o Cabo Horn com 35 milhas de vantagem

Publicidade

Quinta, 29/3/2018 10:51.

A equipe holandesa Brunel lidera a etapa da Volvo Ocean Race com direção a Itajaí e na manhã desta quinta-feira (29) iniciava o contorno no Cabo Horn, para iniciar a subida pela costa do Chile, Argentina, Uruguai e Brasil.

O Brunel fez as melhores opções sob condições de navegação péssimas, numa das regiões do mundo mais perigosas para navegadores.

Sua diferença equivalente a uma hora e meia e isso nas condições atuais, parece lhe garantir cruzar o Cabo Horn em primeiro.

O barco é comandado por Bowve Bekking, de 54 anos, o homem com mais tempo de mar em regatas Volvo de volta ao mundo. Ele nunca venceu.

Nessa edição da regata o Brunel está na penúltima colocação nos pontos, mas pode dar um salto para a quarta posição se vencer porque a pontuação da Nova Zelândia a Itajaí conta em dobro e dobrar o Cabo Horn em primeiro um ponto extra.

Os seis veleiros deverão começar a chegar em Itajaí dentro de uma semana.

O sétimo barco, o Sun Hung Kai/Scallywag, que perdeu um tripulante ao mar, se dirige ao Chile onde poderá ser embarcado num navio com destino a Santa Catarina.



Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade