Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Esporte
Grêmio empata com Avenida e reedita final do Gaúcho depois de 99 anos

Quinta, 29/3/2018 6:27.

Publicidade

PORTO ALEGRE, RS (UOL/FOLHAPRESS) - O Campeonato Gaúcho 2018 vai reeditar a final de 1919. Nesta quarta-feira (28) o Grêmio empatou com Avenida-RS por 1 a 1, confirmou vaga na decisão e enfrentará o Brasil de Pelotas como ocorreu há 99 anos.

O time tricolor chegou à decisão pelo placar agregado. Antes igualdade na Arena, a equipe de Renato Gaúcho havia feito 3 a 0 em Santa Cruz do Sul (RS). Já o Brasil-RS despachou o São José-POA nos pênaltis (4 a 3) depois de dois empates por 1 a 1.

A primeira partida da final acontece já no próximo domingo (1º), em Porto Alegre. O jogo decisivo será em 8 de abril, no estádio Bento Freitas, em Pelotas.

O Grêmio entrou em campo com um time misto -sem Marcelo Grohe, Léo Moura, Ramiro, Everton e Jael por opção. Kannemann, suspenso, e Geromel voltando da seleção, completaram a lista de mudanças. O rendimento foi de mais a menos. Após um grande primeiro tempo, o Tricolor diminuiu o ritmo na etapa final. Ainda assim, perdeu as melhores chances do duelo na Arena. O gol do time de Renato Gaúcho foi marcado por Arthur. Diego Torres empatou de cabeça.

O 2017 de Arthur foi ótimo, mas a arrancada de 2018 também tem sido espetacular. O volante marcou, nesta quarta-feira, seu quarto gol na temporada. E mostrou mais sinais de evolução. Agudo, atacando espaços e dando opção de passe e controle no meio.

O adversário era frágil, a vantagem era enorme. Mas a atuação de Maicon e Arthur foi boa. Os dois volantes sem tanto poder de marcação ajudaram o Grêmio a construir melhor o jogo. O camisa 29 ainda se soltou mais para aparecer na área. O capitão seguiu com passes verticais. No segundo tempo, a dupla pecou na recomposição e deu espaços para o Avenida.

Um Grêmio com dose extra de velocidade, controle total e apesar de preservações e da vantagem, com fome. Com muita vontade. O primeiro tempo foi de dominação e repertório. Usando Alisson e Maicosuel em variações com os laterais, Madson e Cortez, o Tricolor fez blitz em frente ao gol do Avenida. O placar foi aberto, contudo, após vacilo do adversário.

No lance do gol de Arthur, aoas 30min, houve boa percepção e a infiltração de Arthur. A cobrança rápida de um lateral deixou o Grêmio diante de uma defesa aberta. Os espaços também foram bem aproveitados por Luan.

O time visitante não criou chances suficientes para empatar. Pelo menos com bola rolando. Na bola parada, o Avenida se aproveitou de um problema crônico do Grêmio e conseguiu seu gol. Diego Torres nem sequer precisou pular para cabecear no canto esquerdo de Paulo Victor, aos 19min da etapa final.

O gol dos visitantes foi a senha de uma fase do jogo na qual o Tricolor não foi bem. Cedendo espaços na transição defensiva, com mais erros de passes. E principalmente: falha na pontaria. Foi assim com Madson, que acertou cabeceio no travessão, e Thonny Anderson em cavadinha.

GRÊMIO
Paulo Victor; Madson, Paulo Miranda, Bressan, Cortez; Maicon, Arthur (Cícero), Alisson, Luan, Maicosuel (Jael); Hernane (Thonny Anderson). T.: Renato Gaúcho

AVENIDA-RS
Rodrigo; Itaqui, Yuri, Claudinho, Roger; Moisés Baiano (Diego Torres), Carlinhos, João Neto, Alexandre; Welder (Marques), Maurício (Airton). T.: Fabiano Daith

Estádio: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Público: 13.202 pessoas (11.275 pgantes)
Renda: R$ 469.440,00
Juiz: Daniel Nobre Bins
Cartão amarelo: Bruno Cortez (Grêmio)
Gols: Arthur, aos 30min do primeiro tempo (Grêmio); Diego Torres, aos 19min do segundo tempo (Avenida).


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3

Grêmio empata com Avenida e reedita final do Gaúcho depois de 99 anos

Publicidade

Quinta, 29/3/2018 6:27.

PORTO ALEGRE, RS (UOL/FOLHAPRESS) - O Campeonato Gaúcho 2018 vai reeditar a final de 1919. Nesta quarta-feira (28) o Grêmio empatou com Avenida-RS por 1 a 1, confirmou vaga na decisão e enfrentará o Brasil de Pelotas como ocorreu há 99 anos.

O time tricolor chegou à decisão pelo placar agregado. Antes igualdade na Arena, a equipe de Renato Gaúcho havia feito 3 a 0 em Santa Cruz do Sul (RS). Já o Brasil-RS despachou o São José-POA nos pênaltis (4 a 3) depois de dois empates por 1 a 1.

A primeira partida da final acontece já no próximo domingo (1º), em Porto Alegre. O jogo decisivo será em 8 de abril, no estádio Bento Freitas, em Pelotas.

O Grêmio entrou em campo com um time misto -sem Marcelo Grohe, Léo Moura, Ramiro, Everton e Jael por opção. Kannemann, suspenso, e Geromel voltando da seleção, completaram a lista de mudanças. O rendimento foi de mais a menos. Após um grande primeiro tempo, o Tricolor diminuiu o ritmo na etapa final. Ainda assim, perdeu as melhores chances do duelo na Arena. O gol do time de Renato Gaúcho foi marcado por Arthur. Diego Torres empatou de cabeça.

O 2017 de Arthur foi ótimo, mas a arrancada de 2018 também tem sido espetacular. O volante marcou, nesta quarta-feira, seu quarto gol na temporada. E mostrou mais sinais de evolução. Agudo, atacando espaços e dando opção de passe e controle no meio.

O adversário era frágil, a vantagem era enorme. Mas a atuação de Maicon e Arthur foi boa. Os dois volantes sem tanto poder de marcação ajudaram o Grêmio a construir melhor o jogo. O camisa 29 ainda se soltou mais para aparecer na área. O capitão seguiu com passes verticais. No segundo tempo, a dupla pecou na recomposição e deu espaços para o Avenida.

Um Grêmio com dose extra de velocidade, controle total e apesar de preservações e da vantagem, com fome. Com muita vontade. O primeiro tempo foi de dominação e repertório. Usando Alisson e Maicosuel em variações com os laterais, Madson e Cortez, o Tricolor fez blitz em frente ao gol do Avenida. O placar foi aberto, contudo, após vacilo do adversário.

No lance do gol de Arthur, aoas 30min, houve boa percepção e a infiltração de Arthur. A cobrança rápida de um lateral deixou o Grêmio diante de uma defesa aberta. Os espaços também foram bem aproveitados por Luan.

O time visitante não criou chances suficientes para empatar. Pelo menos com bola rolando. Na bola parada, o Avenida se aproveitou de um problema crônico do Grêmio e conseguiu seu gol. Diego Torres nem sequer precisou pular para cabecear no canto esquerdo de Paulo Victor, aos 19min da etapa final.

O gol dos visitantes foi a senha de uma fase do jogo na qual o Tricolor não foi bem. Cedendo espaços na transição defensiva, com mais erros de passes. E principalmente: falha na pontaria. Foi assim com Madson, que acertou cabeceio no travessão, e Thonny Anderson em cavadinha.

GRÊMIO
Paulo Victor; Madson, Paulo Miranda, Bressan, Cortez; Maicon, Arthur (Cícero), Alisson, Luan, Maicosuel (Jael); Hernane (Thonny Anderson). T.: Renato Gaúcho

AVENIDA-RS
Rodrigo; Itaqui, Yuri, Claudinho, Roger; Moisés Baiano (Diego Torres), Carlinhos, João Neto, Alexandre; Welder (Marques), Maurício (Airton). T.: Fabiano Daith

Estádio: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Público: 13.202 pessoas (11.275 pgantes)
Renda: R$ 469.440,00
Juiz: Daniel Nobre Bins
Cartão amarelo: Bruno Cortez (Grêmio)
Gols: Arthur, aos 30min do primeiro tempo (Grêmio); Diego Torres, aos 19min do segundo tempo (Avenida).


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade