Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Esporte
Barcos da Volvo se aproximam do Cabo Horn com Brunel liderando

Time que perdeu tripulante se dirige ao Chile, Cabo Horn deve ser ultrapassado amanhã.

Quarta, 28/3/2018 8:04.
Yann Riou/Volvo Ocean Race.

Publicidade

Seis dos sete veleiros que disputam a etapa da Nova Zelândia a Itajaí da Volvo Ocean Race estão há cerca de 500 milhas do Cabo Horn e deverão contorná-lo amanhã (29) para iniciar a subida do Atlântico em Itajaí.

O sétimo barco, o Sun Hung Kai/Scallywag, representante de Hong Kong, perdeu um tripulante ao mar e aparentemente se dirige ao Chile onde a equipe deverá tomar decisões sobre prosseguir ou não nas próximas quatro etapas após a de Itajaí.

Informes vindos dos veleiros falam em condições miseráveis: mar com água a quatro graus, temperatura ambiente de três graus, gelo, ventos de temporal e ondas altas.

Esse é o padrão do Cabo Horn, um marco na vida de todo velejador, por isso o primeiro veleiro da Volvo a contorná-lo receberá um ponto de bonificação.

O Brunel, penúltimo colocado antes dessa etapa que tem pontuação em dobro, lidera com quase 49 milhas à frente do segundo colocado, o Vestas, como pode ser visto nos quadros abaixo:

Abreviaturas
DTL- Distância do líder
TWS –Velocidade do vento
TWD –Direção do vento
TWA – Posição do barco em relação ao vento.

A pontuação geral da regata de volta ao mundo é a seguinte:



Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Yann Riou/Volvo Ocean Race.

Barcos da Volvo se aproximam do Cabo Horn com Brunel liderando

Time que perdeu tripulante se dirige ao Chile, Cabo Horn deve ser ultrapassado amanhã.

Publicidade

Quarta, 28/3/2018 8:04.

Seis dos sete veleiros que disputam a etapa da Nova Zelândia a Itajaí da Volvo Ocean Race estão há cerca de 500 milhas do Cabo Horn e deverão contorná-lo amanhã (29) para iniciar a subida do Atlântico em Itajaí.

O sétimo barco, o Sun Hung Kai/Scallywag, representante de Hong Kong, perdeu um tripulante ao mar e aparentemente se dirige ao Chile onde a equipe deverá tomar decisões sobre prosseguir ou não nas próximas quatro etapas após a de Itajaí.

Informes vindos dos veleiros falam em condições miseráveis: mar com água a quatro graus, temperatura ambiente de três graus, gelo, ventos de temporal e ondas altas.

Esse é o padrão do Cabo Horn, um marco na vida de todo velejador, por isso o primeiro veleiro da Volvo a contorná-lo receberá um ponto de bonificação.

O Brunel, penúltimo colocado antes dessa etapa que tem pontuação em dobro, lidera com quase 49 milhas à frente do segundo colocado, o Vestas, como pode ser visto nos quadros abaixo:

Abreviaturas
DTL- Distância do líder
TWS –Velocidade do vento
TWD –Direção do vento
TWA – Posição do barco em relação ao vento.

A pontuação geral da regata de volta ao mundo é a seguinte:



Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade