Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Esporte
Diego Souza marca no fim e classifica o São Paulo à semifinal do Paulista

Quarta, 21/3/2018 9:09.

Publicidade

LUIZ COSENZO
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A apatia e a morosidade apresentada na derrota por 1 a 0 para o São Caetano no último sábado (17) ficaram para trás. Pelo menos foi o que o São Paulo mostrou nesta terça (20), no jogo de volta das quartas de final do Paulista, em que a equipe venceu o clube do ABC por 2 a 0 e se classificou para a semifinal do Estadual.

Preterido pelo técnico Diego Aguirre, justamente buscando dar mais movimentação ao time, Diego Souza marcou o segundo gol da equipe tricolor aos 39 min do segundo tempo. Garantindo a vantagem de dois gols necessária para a equipe se classificar.

Para fazer o primeiro gol, a equipe contou também com um erro do goleiro Paes, que após receber uma bola recuada, demorou para chutar e, quando o fez, acertou o atacante Tréllez, que completou de cabeça para o gol aos 19 min da segunda etapa.

Até então, o São Paulo demonstrava muita intensidade, mas sentia falta de jogadas criativas pela faixa central do campo. Mesmo assim, o time dominou o rival.

A postura diferente da equipe pode ser explicada pelas seis alterações feitas por Diego Aguirre em relação ao time que foi derrotado por 1 a 0, há três dias. Ele mexeu no setor defensivo, no meio de campo e no ataque.

Recuperado de contusão, Sidão e o lateral esquerdo Reinaldo reassumiram a condição de titular nos lugares de Jean, que havia falhado no jogo de ida, e Júnior Tavares, respectivamente. O setor ainda contou com Bruno Alves, que substituiu Rodrigo Caio, convocado para a seleção brasileira.

No meio de campo, o treinador trocou a experiência de Petros pela juventude de Liziero, que formou dupla com Jucilei.

Ele ainda apostou na velocidade de Marcos Guilherme, reserva no jogo passado, pela beirada e colocou Nenê para jogar na função de Cueva, outro que ficou fora -está com a seleção peruana. A sexta mudança foi a entrada de Tréllez no lugar de Diego Souza.

Com mais movimentação ao contrário do time estático do último sábado, o São Paulo pressionou o São Caetano desde o início. No primeiro tempo, foram três boas chances de gol. Tréllez, de fora da área, e Reinaldo, na pequena área, além de uma bola despretensiosa de Marcos Guilherme na trave.

Na etapa complementar, o São Paulo voltou com a mesma postura. O treinador uruguaio Diego Aguirre, porém, ouviu gritos de burro por trocar Valdivia por Lucas Fernandes. Ele ouviu novamente os gritos quando tirou Marcos Guilherme e colocou Caíque, aos 17 minutos.

A equipe tricolor pressionou e chegou ao gol com Trelléz. O time insistiu e foi premiado com o gol da classificação através de Diego Souza, que substituiu o volante Liziero.

SÃO PAULO
Sidão; Militão, Arboleda, Bruno Alves, Reinaldo; Jucilei, Liziero (Diego Souza), Nenê; Marcos Guilherme (Caique), Valdivia (Lucas Fernandes), Tréllez. T.: Diego Aguirre

SÃO CAETANO
Paes; Alex Reinaldo (Pedro Costa), Sandoval, Max, Bruno Recife; Vinicius Kiss, Nonato (Niltinho), Ferreira, Chiquinho; Diego Rosa (Marino), Ermínio. T.: Pintado

Estádio: Morumbi, em São Paulo
Juiz: Salim Fende Chavez
Público Total: 17.899 presentes
Renda Bruta: R$ 414.726,00
Cartões amarelos: Reinaldo, Diego Souza e Petros (São Paulo); Diego Rosa (São Caetano)
Gols: Tréllez, aos 19, e Diego Souza, aos 39min do segundo tempo.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3

Diego Souza marca no fim e classifica o São Paulo à semifinal do Paulista

Publicidade

Quarta, 21/3/2018 9:09.

LUIZ COSENZO
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A apatia e a morosidade apresentada na derrota por 1 a 0 para o São Caetano no último sábado (17) ficaram para trás. Pelo menos foi o que o São Paulo mostrou nesta terça (20), no jogo de volta das quartas de final do Paulista, em que a equipe venceu o clube do ABC por 2 a 0 e se classificou para a semifinal do Estadual.

Preterido pelo técnico Diego Aguirre, justamente buscando dar mais movimentação ao time, Diego Souza marcou o segundo gol da equipe tricolor aos 39 min do segundo tempo. Garantindo a vantagem de dois gols necessária para a equipe se classificar.

Para fazer o primeiro gol, a equipe contou também com um erro do goleiro Paes, que após receber uma bola recuada, demorou para chutar e, quando o fez, acertou o atacante Tréllez, que completou de cabeça para o gol aos 19 min da segunda etapa.

Até então, o São Paulo demonstrava muita intensidade, mas sentia falta de jogadas criativas pela faixa central do campo. Mesmo assim, o time dominou o rival.

A postura diferente da equipe pode ser explicada pelas seis alterações feitas por Diego Aguirre em relação ao time que foi derrotado por 1 a 0, há três dias. Ele mexeu no setor defensivo, no meio de campo e no ataque.

Recuperado de contusão, Sidão e o lateral esquerdo Reinaldo reassumiram a condição de titular nos lugares de Jean, que havia falhado no jogo de ida, e Júnior Tavares, respectivamente. O setor ainda contou com Bruno Alves, que substituiu Rodrigo Caio, convocado para a seleção brasileira.

No meio de campo, o treinador trocou a experiência de Petros pela juventude de Liziero, que formou dupla com Jucilei.

Ele ainda apostou na velocidade de Marcos Guilherme, reserva no jogo passado, pela beirada e colocou Nenê para jogar na função de Cueva, outro que ficou fora -está com a seleção peruana. A sexta mudança foi a entrada de Tréllez no lugar de Diego Souza.

Com mais movimentação ao contrário do time estático do último sábado, o São Paulo pressionou o São Caetano desde o início. No primeiro tempo, foram três boas chances de gol. Tréllez, de fora da área, e Reinaldo, na pequena área, além de uma bola despretensiosa de Marcos Guilherme na trave.

Na etapa complementar, o São Paulo voltou com a mesma postura. O treinador uruguaio Diego Aguirre, porém, ouviu gritos de burro por trocar Valdivia por Lucas Fernandes. Ele ouviu novamente os gritos quando tirou Marcos Guilherme e colocou Caíque, aos 17 minutos.

A equipe tricolor pressionou e chegou ao gol com Trelléz. O time insistiu e foi premiado com o gol da classificação através de Diego Souza, que substituiu o volante Liziero.

SÃO PAULO
Sidão; Militão, Arboleda, Bruno Alves, Reinaldo; Jucilei, Liziero (Diego Souza), Nenê; Marcos Guilherme (Caique), Valdivia (Lucas Fernandes), Tréllez. T.: Diego Aguirre

SÃO CAETANO
Paes; Alex Reinaldo (Pedro Costa), Sandoval, Max, Bruno Recife; Vinicius Kiss, Nonato (Niltinho), Ferreira, Chiquinho; Diego Rosa (Marino), Ermínio. T.: Pintado

Estádio: Morumbi, em São Paulo
Juiz: Salim Fende Chavez
Público Total: 17.899 presentes
Renda Bruta: R$ 414.726,00
Cartões amarelos: Reinaldo, Diego Souza e Petros (São Paulo); Diego Rosa (São Caetano)
Gols: Tréllez, aos 19, e Diego Souza, aos 39min do segundo tempo.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade