Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Esporte
Diego Souza e Nenê marcam, São Paulo vence e vira líder do Brasileiro

Quinta, 31/5/2018 8:52.

Publicidade

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O São Paulo chegou a ver sua invencibilidade no Campeonato Brasileiro ameaçada, mas construiu a virada sobre o Botafogo ainda no primeiro tempo e, com a vitória por 3 a 2 na noite desta quarta-feira (30), no Morumbi, segue sem perder na competição.

Além de invicta, a equipe agora lidera a competição com 16 pontos (quatro vitórias e quatro empates), mas terá que esperar o jogo do Flamengo para saber se fecha a oitava rodada na ponta. O time carioca pega nesta quinta (31) o Bahia e pode ir a 17 pontos e ultrapassar o São Paulo.

Assim como no último domingo (27), quando venceu o América-MG por 3 a 1 com dois gols de Nenê e um de Diego Souza, o time do técnico Diego Aguirre contou mais uma vez com a dupla para decidir o jogo diante do Botafogo.

Depois de Leo Valencia abrir o placar aos 15 minutos com um golaço de fora da área, no ângulo de Sidão, o São Paulo reagiu rápido e, aos 19, Nenê empatou de pênalti em marcação duvidosa por parte do árbitro Wilton Pereira Sampaio.

A virada veio aos 30 minutos. Marcos Guilherme recebeu na direita e cruzou por trás da defesa botafoguense. Cara a cara com Jefferson, Diego Souza finalizou de peito para virar o jogo.

Esse foi o quarto gol do atacante são-paulino no Brasileiro, artilheiro da equipe na competição, e o quinto nos últimos cinco jogos que fez pelo time.

No fim do primeiro tempo, com cerca de 8 minutos acrescidos pela arbitragem depois de João Pedro, do Botafogo, ter deixado o campo de ambulância no começo da partida, Éverton aproveitou passe de Diego Souza, arrancou para dentro da área e chutou cruzado para fazer 3 a 1.

Na etapa final, Nenê quase repetiu a dobradinha do último domingo, quando fez gols de pênalti e de falta. O camisa 7 cobrou falta de longe e chegou a acertar o travessão de Jefferson.

O time paulista administrava a vantagem até que aos 37 minutos, Valencia levantou a bola na área e Rodrigo Pimpão cabeceou para diminuir o placar, que ficou no 3 a 2.

O São Paulo volta a campo pelo Campeonato Brasileiro no próximo sábado (2), contra o Palmeiras, no Allianz Parque. Também no sábado, o Botafogo tem clássico contra o Vasco, em São Januário.

SÃO PAULO
Sidão; Régis, Arboleda, Anderson Martins, Edimar; Jucilei, Petros, Everton (Valdivia); Marcos Guilherme, Nenê (Shaylon), Diego Souza (Liziero). T.: Diego Aguirre

BOTAFOGO
Jefferson; Marcinho, Carli, Igor Rabello, Moisés; Rodrigo Lindoso (Rodrigo Pimpão), Matheus Fernandes, Leo Valencia; João Pedro (Marcus Vinicius), Luiz Fernando (Aguirre), Kieza. T.: Alberto Valentim

Estádio: Morumbi, em São Paulo
Juiz: Wilton Pereira Sampaio (GO)
Público/Renda: 25.427 presentes/R$ 547.988,00
Cartões amarelos: Nenê e Shaylon (São Paulo); Marcus Vinicius, Carli e Matheus Fernandes (Botafogo)
Gols: Nenê, aos 19min, Diego Souza, aos 29min, e Everton, aos 49min do primeiro tempo (São Paulo); Leo Valencia, aos 15min do primeiro tempo, e Rodrigo Pimpão, aos 37min do segundo tempo (Botafogo).


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3

Diego Souza e Nenê marcam, São Paulo vence e vira líder do Brasileiro

Publicidade

Quinta, 31/5/2018 8:52.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O São Paulo chegou a ver sua invencibilidade no Campeonato Brasileiro ameaçada, mas construiu a virada sobre o Botafogo ainda no primeiro tempo e, com a vitória por 3 a 2 na noite desta quarta-feira (30), no Morumbi, segue sem perder na competição.

Além de invicta, a equipe agora lidera a competição com 16 pontos (quatro vitórias e quatro empates), mas terá que esperar o jogo do Flamengo para saber se fecha a oitava rodada na ponta. O time carioca pega nesta quinta (31) o Bahia e pode ir a 17 pontos e ultrapassar o São Paulo.

Assim como no último domingo (27), quando venceu o América-MG por 3 a 1 com dois gols de Nenê e um de Diego Souza, o time do técnico Diego Aguirre contou mais uma vez com a dupla para decidir o jogo diante do Botafogo.

Depois de Leo Valencia abrir o placar aos 15 minutos com um golaço de fora da área, no ângulo de Sidão, o São Paulo reagiu rápido e, aos 19, Nenê empatou de pênalti em marcação duvidosa por parte do árbitro Wilton Pereira Sampaio.

A virada veio aos 30 minutos. Marcos Guilherme recebeu na direita e cruzou por trás da defesa botafoguense. Cara a cara com Jefferson, Diego Souza finalizou de peito para virar o jogo.

Esse foi o quarto gol do atacante são-paulino no Brasileiro, artilheiro da equipe na competição, e o quinto nos últimos cinco jogos que fez pelo time.

No fim do primeiro tempo, com cerca de 8 minutos acrescidos pela arbitragem depois de João Pedro, do Botafogo, ter deixado o campo de ambulância no começo da partida, Éverton aproveitou passe de Diego Souza, arrancou para dentro da área e chutou cruzado para fazer 3 a 1.

Na etapa final, Nenê quase repetiu a dobradinha do último domingo, quando fez gols de pênalti e de falta. O camisa 7 cobrou falta de longe e chegou a acertar o travessão de Jefferson.

O time paulista administrava a vantagem até que aos 37 minutos, Valencia levantou a bola na área e Rodrigo Pimpão cabeceou para diminuir o placar, que ficou no 3 a 2.

O São Paulo volta a campo pelo Campeonato Brasileiro no próximo sábado (2), contra o Palmeiras, no Allianz Parque. Também no sábado, o Botafogo tem clássico contra o Vasco, em São Januário.

SÃO PAULO
Sidão; Régis, Arboleda, Anderson Martins, Edimar; Jucilei, Petros, Everton (Valdivia); Marcos Guilherme, Nenê (Shaylon), Diego Souza (Liziero). T.: Diego Aguirre

BOTAFOGO
Jefferson; Marcinho, Carli, Igor Rabello, Moisés; Rodrigo Lindoso (Rodrigo Pimpão), Matheus Fernandes, Leo Valencia; João Pedro (Marcus Vinicius), Luiz Fernando (Aguirre), Kieza. T.: Alberto Valentim

Estádio: Morumbi, em São Paulo
Juiz: Wilton Pereira Sampaio (GO)
Público/Renda: 25.427 presentes/R$ 547.988,00
Cartões amarelos: Nenê e Shaylon (São Paulo); Marcus Vinicius, Carli e Matheus Fernandes (Botafogo)
Gols: Nenê, aos 19min, Diego Souza, aos 29min, e Everton, aos 49min do primeiro tempo (São Paulo); Leo Valencia, aos 15min do primeiro tempo, e Rodrigo Pimpão, aos 37min do segundo tempo (Botafogo).


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade