Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Esporte
Nico López marca aos 49min do 2º tempo, e Inter faz 3 a 2 no Vitória

Quinta, 31/5/2018 8:44.

Publicidade

PORTO ALEGRE, RS (UOL/FOLHAPRESS) - O Internacional conseguiu mais uma vitória sofrida e nos acréscimos. Nesta quarta-eira (30), a equipe gaúcha contou com um gol de Nico López, aos 49min do segundo tempo, para bater o Vitória por 3 a 2, no estádio Barradão, em Salvador.

A história foi parecida com a de domingo passado, no Beira-Rio. Graças a um gol de Rossi, aos 46min do segundo tempo, o Inter derrotou o Corinthians por 2 a 1.

Dessa vez, Rossi quase foi o vilão colorado. Aos 43min, ele teve um pênalti à disposição com o placar apontando 2 a 0 para o Inter. Ele desperdiçou a cobrança e viu o Vitória buscar o empate no segundo tempo. Para sorte dos gaúchos, Nico López assegurou o triunfo nos acréscimos.

Essa foi a terceira vitória consecutiva do Inter, que, antes, havia batido Chapecoense e Corinthians em casa. O resultado levou o time colorado aos 14 pontos, ocupando as primeiras colocações do Brasileiro. O Vitória não perdia havia três rodadas e, com isso, jogou fora a chance de abrir boa vantagem para a zona da degola.

Na próxima rodada, o Inter tentará manter a boa fase contra o Sport, no Beira-Rio. O jogo será no sábado (2). O Vitória busca a recuperação contra o Santos, na Vila Belmiro, no domingo (3).

O destaque da vitória colorada foi Patrick. Além de contribuir na marcação de um meio-campo sólido, ele apareceu na área. Em um cruzamento de Zeca, bateu de primeira e fez um golaço aos 26min do primeiro tempo.

O Inter aumentou a diferença com um gol contra de Aderllan, aos 40min. Num cruzamento pouco pretensioso, o jogador entrou de carrinho e enganou o goleiro Elias.

O VItória sempre buscou o ataque. Num 4-3-3, o time de Vagner Mancini avançou as linhas e pressionou o Inter. Não foram poucas as vezes que a troca de posições entre Walyson e Neilton e a profundidade dada por André Lima trouxeram problemas à defesa colorada. O gol, já quando perdia, saiu no final da primeira etapa, com Wallyson, aos 47min, em cobrança de falta. Três minutos antes, Rossi havia desperdiçado o pênalti para o Inter.

No segundo tempo, o Vitória tratou de pressionar. E logo aos 14 minutos conseguiu empatar. Aderllan, que tinha feito contra, empatou contando com falha de Danilo Fernandes em escanteio.

O jogo partia para o empate, quando Nicol López apareceu para salvar o Inter. Com o gol aos 49min do segundo tempo, ele deu a terceira vitória consecutiva ao time de Odair Hellmann e o colocou nas primeiras colocações.

VITÓRIA
Elias; Lucas, Aderlan, Kanu, Jeferson; Rodrigo Andrade (Ramon), Zé Welison, Lucas Fernandes (Nixon); Neilton, Walyson, André Lima (Júnior). T.: Vágner Mancini

INTERNACIONAL
Danilo Fernandes; Zeca, Rodrigo Moledo, Victor Cuesta, Uendel; Rodrigo Dourado, Edenílson, Patrick (Juan Alano), Lucca, Rossi (Nico López); Pottker (Brenner).
Técnico: Odair Hellmann

Estádio: Barradão, em Salvador (BA)
Juiz: Raphael Klaus
Cartões amarelos: Ze Welison, Jeferson, Rodrigo Andrade e Wallyson (Vitória); Cuesta (Inter)
Gols: Patrick, aos 26min, e Aderllan (contra), aos 40min do primeiro tempo, e Nico López, aos 49min do segundo tempo (Inter); Wallyson, aos 47min do primeiro tempo, e Aderllan, aos 14min do segundo tempo (Vitória).


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3

Nico López marca aos 49min do 2º tempo, e Inter faz 3 a 2 no Vitória

Publicidade

Quinta, 31/5/2018 8:44.

PORTO ALEGRE, RS (UOL/FOLHAPRESS) - O Internacional conseguiu mais uma vitória sofrida e nos acréscimos. Nesta quarta-eira (30), a equipe gaúcha contou com um gol de Nico López, aos 49min do segundo tempo, para bater o Vitória por 3 a 2, no estádio Barradão, em Salvador.

A história foi parecida com a de domingo passado, no Beira-Rio. Graças a um gol de Rossi, aos 46min do segundo tempo, o Inter derrotou o Corinthians por 2 a 1.

Dessa vez, Rossi quase foi o vilão colorado. Aos 43min, ele teve um pênalti à disposição com o placar apontando 2 a 0 para o Inter. Ele desperdiçou a cobrança e viu o Vitória buscar o empate no segundo tempo. Para sorte dos gaúchos, Nico López assegurou o triunfo nos acréscimos.

Essa foi a terceira vitória consecutiva do Inter, que, antes, havia batido Chapecoense e Corinthians em casa. O resultado levou o time colorado aos 14 pontos, ocupando as primeiras colocações do Brasileiro. O Vitória não perdia havia três rodadas e, com isso, jogou fora a chance de abrir boa vantagem para a zona da degola.

Na próxima rodada, o Inter tentará manter a boa fase contra o Sport, no Beira-Rio. O jogo será no sábado (2). O Vitória busca a recuperação contra o Santos, na Vila Belmiro, no domingo (3).

O destaque da vitória colorada foi Patrick. Além de contribuir na marcação de um meio-campo sólido, ele apareceu na área. Em um cruzamento de Zeca, bateu de primeira e fez um golaço aos 26min do primeiro tempo.

O Inter aumentou a diferença com um gol contra de Aderllan, aos 40min. Num cruzamento pouco pretensioso, o jogador entrou de carrinho e enganou o goleiro Elias.

O VItória sempre buscou o ataque. Num 4-3-3, o time de Vagner Mancini avançou as linhas e pressionou o Inter. Não foram poucas as vezes que a troca de posições entre Walyson e Neilton e a profundidade dada por André Lima trouxeram problemas à defesa colorada. O gol, já quando perdia, saiu no final da primeira etapa, com Wallyson, aos 47min, em cobrança de falta. Três minutos antes, Rossi havia desperdiçado o pênalti para o Inter.

No segundo tempo, o Vitória tratou de pressionar. E logo aos 14 minutos conseguiu empatar. Aderllan, que tinha feito contra, empatou contando com falha de Danilo Fernandes em escanteio.

O jogo partia para o empate, quando Nicol López apareceu para salvar o Inter. Com o gol aos 49min do segundo tempo, ele deu a terceira vitória consecutiva ao time de Odair Hellmann e o colocou nas primeiras colocações.

VITÓRIA
Elias; Lucas, Aderlan, Kanu, Jeferson; Rodrigo Andrade (Ramon), Zé Welison, Lucas Fernandes (Nixon); Neilton, Walyson, André Lima (Júnior). T.: Vágner Mancini

INTERNACIONAL
Danilo Fernandes; Zeca, Rodrigo Moledo, Victor Cuesta, Uendel; Rodrigo Dourado, Edenílson, Patrick (Juan Alano), Lucca, Rossi (Nico López); Pottker (Brenner).
Técnico: Odair Hellmann

Estádio: Barradão, em Salvador (BA)
Juiz: Raphael Klaus
Cartões amarelos: Ze Welison, Jeferson, Rodrigo Andrade e Wallyson (Vitória); Cuesta (Inter)
Gols: Patrick, aos 26min, e Aderllan (contra), aos 40min do primeiro tempo, e Nico López, aos 49min do segundo tempo (Inter); Wallyson, aos 47min do primeiro tempo, e Aderllan, aos 14min do segundo tempo (Vitória).


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade