Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Esporte
Balneário entre os favoritos no Catarinense de Kung Fu

Expectativa é voltar para casa com várias medalhas

Quinta, 3/5/2018 14:41.
Divulgação

Publicidade

“Temos 10 atletas preparados e nossa experiência é de realmente causar nesse evento. Queremos voltar com 10 medalhas pra casa”.

A afirmação é do multicampeão e também treinador da equipe local Lucas Sorín, que disputa o 25º Campeonato Catarinense de Kung Fu (Boxe Chinês Sanda), neste sábado (5), em Imbituba. A competição é seletiva para o Brasileiro, em setembro, em Londrina.

“Nossa expectativa é a melhor possível, estamos levando um time muito forte, é o maior número de atletas que Balneário já colocou num campeonato estadual. O trabalho foi bem feito, nossos atletas se preparam muito, intensificamos os treinos no 12° Batalhão da Polícia Militar e agora vamos para nossa primeira grande competição do ano”, segue o atleta treinador.

Como treinador, ele destacou dois atletas, que já foram convocados pela seleção brasileira e que preparam-se para o Mundial, em julho, em Brasília: Luiz Arbigaus, 15 anos e Erick de Carvalho, 13.

“Eles representam hoje o futuro da modalidade em Balneário. Eles foram campeões estaduais e brasileiros ano passado e este Catarinense também servirá como preparação para a competição mais importante para eles esse ano, o Mundial”, salientou o técnico da Fundação Municipal de Esportes (FMEBC).

Lucas é octacampeão catarinense, tricampeão brasileiro, bicampeão sul americano, bicampeão panamericano e dono de dois quintos lugares nas competições mais importantes da modalidade: o Mundial na Rússia e as Olimpíadas Universitárias em Taipei, ambas em 2017.

Há meio ano sem competir, Lucas confessa que está ‘louco pra lutar’.

“Já tenho oito títulos estaduais mas a sensação, aquele frio na barriga e sempre o mesmo! Vou lutar a categoria acima da minha por ser mais disputada. Estou pronto pra buscar mais um título e voltar às competições bem”, afirmou.

Na seleção brasileira quando se prepara para competições internacionais ele disputa na categoria 60kg. Mas em Imbituba vai lutar acima dessa, até 65kg.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Divulgação

Balneário entre os favoritos no Catarinense de Kung Fu

Expectativa é voltar para casa com várias medalhas

Publicidade

Quinta, 3/5/2018 14:41.

“Temos 10 atletas preparados e nossa experiência é de realmente causar nesse evento. Queremos voltar com 10 medalhas pra casa”.

A afirmação é do multicampeão e também treinador da equipe local Lucas Sorín, que disputa o 25º Campeonato Catarinense de Kung Fu (Boxe Chinês Sanda), neste sábado (5), em Imbituba. A competição é seletiva para o Brasileiro, em setembro, em Londrina.

“Nossa expectativa é a melhor possível, estamos levando um time muito forte, é o maior número de atletas que Balneário já colocou num campeonato estadual. O trabalho foi bem feito, nossos atletas se preparam muito, intensificamos os treinos no 12° Batalhão da Polícia Militar e agora vamos para nossa primeira grande competição do ano”, segue o atleta treinador.

Como treinador, ele destacou dois atletas, que já foram convocados pela seleção brasileira e que preparam-se para o Mundial, em julho, em Brasília: Luiz Arbigaus, 15 anos e Erick de Carvalho, 13.

“Eles representam hoje o futuro da modalidade em Balneário. Eles foram campeões estaduais e brasileiros ano passado e este Catarinense também servirá como preparação para a competição mais importante para eles esse ano, o Mundial”, salientou o técnico da Fundação Municipal de Esportes (FMEBC).

Lucas é octacampeão catarinense, tricampeão brasileiro, bicampeão sul americano, bicampeão panamericano e dono de dois quintos lugares nas competições mais importantes da modalidade: o Mundial na Rússia e as Olimpíadas Universitárias em Taipei, ambas em 2017.

Há meio ano sem competir, Lucas confessa que está ‘louco pra lutar’.

“Já tenho oito títulos estaduais mas a sensação, aquele frio na barriga e sempre o mesmo! Vou lutar a categoria acima da minha por ser mais disputada. Estou pronto pra buscar mais um título e voltar às competições bem”, afirmou.

Na seleção brasileira quando se prepara para competições internacionais ele disputa na categoria 60kg. Mas em Imbituba vai lutar acima dessa, até 65kg.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade