Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Esporte
Rogerinho sai de Roland Garros aplaudido por público e Djokovic

Segunda, 28/5/2018 13:26.

Publicidade

DANIEL E. DE CASTRO
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Apesar da queda diante de Novak Djokovic na primeira rodada de Roland Garros (6/3, 6/4, 6/4) nesta segunda-feira (28), Rogerinho tem motivos para ficar orgulhoso do seu desempenho em Paris.

O tenista brasileiro de 34 anos vendeu caro a derrota desde o início da partida, quando quebrou o saque do sérvio logo no primeiro game, até o fim do confronto. Ele manteve o jogo equilibrado e conseguiu sair de situações adversas no placar, mas acabou superado nos momentos decisivos dos sets, em que o ex-número um do mundo se impôs.

Além disso, Rogerinho fez bolas vencedoras que levantaram a torcida e mostrou a disposição de sempre para lutar pelos pontos que pareciam perdidos, conquistando o apoio do público presente na quadra Philippe Chatrier.

Ao fim do jogo, Djokovic, que havia aderido aos aplausos do público após um incrível backhand na paralela de Rogerinho, elogiou o desempenho do oponente na entrevista que concedeu em quadra.

Para o atual número 134 do ranking, que faz uma temporada irregular e teve que disputar o qualifying para entrar na chave principal de Roland Garros, o saldo da campanha em Paris pode ser visto como positivo e dar ânimo para a sequência do ano.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3

Rogerinho sai de Roland Garros aplaudido por público e Djokovic

Publicidade

Segunda, 28/5/2018 13:26.

DANIEL E. DE CASTRO
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Apesar da queda diante de Novak Djokovic na primeira rodada de Roland Garros (6/3, 6/4, 6/4) nesta segunda-feira (28), Rogerinho tem motivos para ficar orgulhoso do seu desempenho em Paris.

O tenista brasileiro de 34 anos vendeu caro a derrota desde o início da partida, quando quebrou o saque do sérvio logo no primeiro game, até o fim do confronto. Ele manteve o jogo equilibrado e conseguiu sair de situações adversas no placar, mas acabou superado nos momentos decisivos dos sets, em que o ex-número um do mundo se impôs.

Além disso, Rogerinho fez bolas vencedoras que levantaram a torcida e mostrou a disposição de sempre para lutar pelos pontos que pareciam perdidos, conquistando o apoio do público presente na quadra Philippe Chatrier.

Ao fim do jogo, Djokovic, que havia aderido aos aplausos do público após um incrível backhand na paralela de Rogerinho, elogiou o desempenho do oponente na entrevista que concedeu em quadra.

Para o atual número 134 do ranking, que faz uma temporada irregular e teve que disputar o qualifying para entrar na chave principal de Roland Garros, o saldo da campanha em Paris pode ser visto como positivo e dar ânimo para a sequência do ano.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade