Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Esporte
Corinthians perde para o Inter e segue sem vencer sob comando de Loss

Segunda, 28/5/2018 7:11.

Publicidade

(FOLHAPRESS) - Em seu segundo jogo sob comando do técnico Osmar Loss, o Corinthians perdeu novamente. A derrota para o Internacional neste domingo (27) por 2 a 1 no Beira-Rio manteve a equipe com 11 pontos e com apenas uma vitória nas últimas cinco partidas pelo Campeonato Brasileiro.

Após o revés em sua estreia, quando perdeu em casa para o Millonarios na quarta-feira (24), no último jogo da fase de grupos da Libertadores, Loss resolveu mexer no time. Pedrinho, jogador constantemente pedido por torcedores desde o início do ano e que foi titular na última partida, deu lugar ao meia Mateus Vital.

O ex-vascaíno fez jus à escolha do treinador. Logo aos 4min de jogo, quando o Internacional exercia pressão inicial por atuar em seus domínios, o jogador entrou entre os zagueiros e escorou cruzamento de Romero para o fundo da rede.

"O Osmar cobra, e o Carille também me cobrava que eu entrasse na área, e quando eu vi que o Romero ia cruzar eu já me coloquei na área e deu certo", disse Mateus Vital na saída para o intervalo.

Com o gol, o Corinthians passou a jogar como mais se sente à vontade desde os tempos de Fabio Carille, técnico que se despediu da equipe no início da semana para treinar o Al-Wehda da Arábia Saudita. Recuado, com suas linhas de marcação bem compactadas, sem dar espaços para o adversário entrar em seu sistema defensivo.

O Internacional passou a ter mais posse de bola, mas não conseguiu transformar isso em chances reais de gol. Sem o meia argentino D'Alessandro, seu principal nome, o time gaúcho ficou dependente das jogadas de Pottker pela direita do ataque. Apesar de forte, rápido e voluntarioso, o atacante sofreu com a falta de qualidade técnica para criar jogadas.

Pelo lado do Corinthians, Romero foi o mais participativo na primeira etapa. Ajudou na marcação, como de costume, caiu após divididas e valorizou. Ele sabe como irritar os adversários.

Loss não pôde contar com Rodriguinho, principal jogador corintiano na temporada. O meia fez um procedimento dentário e foi poupado. Em seu lugar entrou Roger. O centroavante foi pouco participativo, não levou perigo ao adversário e não conseguiu segurar a bola quando foi acionado -o que na verdade pouco aconteceu também.

No segundo tempo, o Internacional manteve a iniciativa das ações de jogo e foi premiado aos 18 min. Lucca fez jogada pela esquerda e cruzou para Leandro Damião completar para o gol.

O empate fez a equipe paulista se abrir e o jogo ganhar em emoção.

O Internacional passou a pressionar muito e ainda teve um gol bem anulado aos 40min do segundo tempo, quando Damião, em posição irregular, pegou rebote do goleiro Walter.

O clube alvinegro se segurou como pôde, mas uma falha individual do lateral Mantuan, que errou domínio de bola, sacramentou a derrota por 2 a 1. O atacante Rossi, substituto de Pottker, foi o autor do gol da vitória.

INTERNACIONAL
Danilo Fernandes; Zeca, Klaus, Rodrigo Moledo, Iago (Nico López); Rodrigo Dourado, Edenilson, William Pottker (Rossi), Patrick, Lucca (Juan Alano); Leandro Damião. T.: Odair Hellmann

CORINTHIANS
Walter; Mantuan, Henrique, Balbuena, Sidcley; Maycon, Paulo Roberto, Jadson (Marquinhos Gabriel), Mateus Vital (Pedrinho); Romero (Júnior Dutra), Roger.
T.: Osmar Loss

Estádio: Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Juiz: Pericles Bassols Cortez (PE)
Cartões amarelos: Iago, Edenilson, Leandro Damião (Inter); Maycon (Corinthians)
Gols: Matheus Vital, aos 4min do primeiro tempo (Corinthians); Leandro Damião, aos 18min, e Rossi, aos 47min do segundo tempo (Inter)


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3

Corinthians perde para o Inter e segue sem vencer sob comando de Loss

Publicidade

Segunda, 28/5/2018 7:11.

(FOLHAPRESS) - Em seu segundo jogo sob comando do técnico Osmar Loss, o Corinthians perdeu novamente. A derrota para o Internacional neste domingo (27) por 2 a 1 no Beira-Rio manteve a equipe com 11 pontos e com apenas uma vitória nas últimas cinco partidas pelo Campeonato Brasileiro.

Após o revés em sua estreia, quando perdeu em casa para o Millonarios na quarta-feira (24), no último jogo da fase de grupos da Libertadores, Loss resolveu mexer no time. Pedrinho, jogador constantemente pedido por torcedores desde o início do ano e que foi titular na última partida, deu lugar ao meia Mateus Vital.

O ex-vascaíno fez jus à escolha do treinador. Logo aos 4min de jogo, quando o Internacional exercia pressão inicial por atuar em seus domínios, o jogador entrou entre os zagueiros e escorou cruzamento de Romero para o fundo da rede.

"O Osmar cobra, e o Carille também me cobrava que eu entrasse na área, e quando eu vi que o Romero ia cruzar eu já me coloquei na área e deu certo", disse Mateus Vital na saída para o intervalo.

Com o gol, o Corinthians passou a jogar como mais se sente à vontade desde os tempos de Fabio Carille, técnico que se despediu da equipe no início da semana para treinar o Al-Wehda da Arábia Saudita. Recuado, com suas linhas de marcação bem compactadas, sem dar espaços para o adversário entrar em seu sistema defensivo.

O Internacional passou a ter mais posse de bola, mas não conseguiu transformar isso em chances reais de gol. Sem o meia argentino D'Alessandro, seu principal nome, o time gaúcho ficou dependente das jogadas de Pottker pela direita do ataque. Apesar de forte, rápido e voluntarioso, o atacante sofreu com a falta de qualidade técnica para criar jogadas.

Pelo lado do Corinthians, Romero foi o mais participativo na primeira etapa. Ajudou na marcação, como de costume, caiu após divididas e valorizou. Ele sabe como irritar os adversários.

Loss não pôde contar com Rodriguinho, principal jogador corintiano na temporada. O meia fez um procedimento dentário e foi poupado. Em seu lugar entrou Roger. O centroavante foi pouco participativo, não levou perigo ao adversário e não conseguiu segurar a bola quando foi acionado -o que na verdade pouco aconteceu também.

No segundo tempo, o Internacional manteve a iniciativa das ações de jogo e foi premiado aos 18 min. Lucca fez jogada pela esquerda e cruzou para Leandro Damião completar para o gol.

O empate fez a equipe paulista se abrir e o jogo ganhar em emoção.

O Internacional passou a pressionar muito e ainda teve um gol bem anulado aos 40min do segundo tempo, quando Damião, em posição irregular, pegou rebote do goleiro Walter.

O clube alvinegro se segurou como pôde, mas uma falha individual do lateral Mantuan, que errou domínio de bola, sacramentou a derrota por 2 a 1. O atacante Rossi, substituto de Pottker, foi o autor do gol da vitória.

INTERNACIONAL
Danilo Fernandes; Zeca, Klaus, Rodrigo Moledo, Iago (Nico López); Rodrigo Dourado, Edenilson, William Pottker (Rossi), Patrick, Lucca (Juan Alano); Leandro Damião. T.: Odair Hellmann

CORINTHIANS
Walter; Mantuan, Henrique, Balbuena, Sidcley; Maycon, Paulo Roberto, Jadson (Marquinhos Gabriel), Mateus Vital (Pedrinho); Romero (Júnior Dutra), Roger.
T.: Osmar Loss

Estádio: Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Juiz: Pericles Bassols Cortez (PE)
Cartões amarelos: Iago, Edenilson, Leandro Damião (Inter); Maycon (Corinthians)
Gols: Matheus Vital, aos 4min do primeiro tempo (Corinthians); Leandro Damião, aos 18min, e Rossi, aos 47min do segundo tempo (Inter)


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade