Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Esporte
Com gol de Luan, Grêmio vence Defensor e fica com 2ª melhor campanha na Libertadores

Quinta, 24/5/2018 7:56.

Publicidade

JEREMIAS WERNEK
PORTO ALEGRE, RS (UOL/FOLHAPRESS) - O Grêmio furou a retranca do Defensor (URU), nesta quarta-feira (23), e fechou a fase de grupos como primeiro colocado da chave A da Libertadores. Com um gol de Luan no segundo tempo, o time gaúcho superou um jogo cheio de dificuldades pela postura do rival e vários desfalques em sua equipe. O placar de 1 a 0 em Porto Alegre ainda garante o Tricolor como segundo na classificação geral do torneio.

Com 14 pontos, o Grêmio só fica atrás do Palmeiras (16 pontos). Assim, o Tricolor tem a vantagem de decidir em casa os confrontos de mata-mata a partir da próxima fase. Exceção feita a um eventual encontro com o clube paulista a partir das quartas de final da Libertadores. O adversário das oitavas será definido por sorteio.

No Paraguai, o Cerro Porteño venceu o Monagas (VEN) por 3 a 2 e fechou o grupo como segundo colocado acumulando 13 pontos.

A vitória não foi fácil e se explica pelo contexto. Sem cinco titulares, o Grêmio improvisou Thonny Anderson como centroavante e sofreu diante de um esquema ultradefensivo do rival.

Luan foi decisivo no confronto. O meia-atacante acertou chute de longe, em ângulo difícil, e furou retranca. Durante o jogo, o camisa 7 se movimentou e tentou levar o Grêmio à frente. Errou lances técnicos, mas também demonstrou empenho. Foi quem mudou a partida e garantiu a vitória.

Maicosuel, por sua vez, teve nova atuação abaixo do esperado. Mesmo com esforço, o jogador errou lances básicos e contribuiu muito pouco para o time. Foi o primeiro a sair da partida.

O Grêmio repetiu problemas que se tornaram rotina nos últimos jogos. Muita posse de bola, presença perto da área do adversário e pouca (ou nenhuma) chance de gol. A postura do Defensor não ajudou, é verdade, mas os desfalques também afetaram o rendimento.

Sem cinco titulares, o time de Renato Gaúcho penou para quebrar o bloqueio do 5-4-1 adversário. A estratégia dos visitantes, por outro lado, não levou perigo a Marcelo Grohe.

A estatística fala por si só. De acordo com a Conmebol, o Grêmio fechou o primeiro tempo com 80% de posse de bola e acertando 93% dos passes. Contudo finalizou somente três vezes e em nenhuma delas acertou o gol de Rodríguez. Zero chance de abrir o placar.

Depois do intervalo o Tricolor se lançou mais para o ataque e passou a tentar de outras formas. Conseguiu com Luan em um chute de fora da área. O expediente já havia sido tentado no início, mas sem efeito. Com o gol, o Grêmio ganhou confiança e o Defensor se fechou ainda mais.

GRÊMIO
Marcelo Grohe; Léo Moura, Bressan, Kannemann, Marcelo Oliveira (Paulo Miranda); Cícero, Maicon, Ramiro, Luan, Maicosuel (Lima); Thonny Anderson (Thaciano). T.: Renato Gaúcho

DEFENSOR (URU)
Rodríguez; Mathías Suárez, Maulella, Nicolas Correa, Santiago Carrera, Cougo; Cardacio, Rabuñal (Pablo López), Matías Cabrera; Benavidez (Facundo Castro), Waterman (Rivero). T.: Eduardo Acevedo

Estádio: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Público: 18.051 pessoas (16.189 pagantes)
Renda: R$ 471.869,00
Juiz: Nicolás Gallo (COL)
Cartões amarelos: Ramiro (Grêmio); Cougo (Defensor)
Gol: Luan, aos 20min do segundo tempo.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3

Com gol de Luan, Grêmio vence Defensor e fica com 2ª melhor campanha na Libertadores

Publicidade

Quinta, 24/5/2018 7:56.

JEREMIAS WERNEK
PORTO ALEGRE, RS (UOL/FOLHAPRESS) - O Grêmio furou a retranca do Defensor (URU), nesta quarta-feira (23), e fechou a fase de grupos como primeiro colocado da chave A da Libertadores. Com um gol de Luan no segundo tempo, o time gaúcho superou um jogo cheio de dificuldades pela postura do rival e vários desfalques em sua equipe. O placar de 1 a 0 em Porto Alegre ainda garante o Tricolor como segundo na classificação geral do torneio.

Com 14 pontos, o Grêmio só fica atrás do Palmeiras (16 pontos). Assim, o Tricolor tem a vantagem de decidir em casa os confrontos de mata-mata a partir da próxima fase. Exceção feita a um eventual encontro com o clube paulista a partir das quartas de final da Libertadores. O adversário das oitavas será definido por sorteio.

No Paraguai, o Cerro Porteño venceu o Monagas (VEN) por 3 a 2 e fechou o grupo como segundo colocado acumulando 13 pontos.

A vitória não foi fácil e se explica pelo contexto. Sem cinco titulares, o Grêmio improvisou Thonny Anderson como centroavante e sofreu diante de um esquema ultradefensivo do rival.

Luan foi decisivo no confronto. O meia-atacante acertou chute de longe, em ângulo difícil, e furou retranca. Durante o jogo, o camisa 7 se movimentou e tentou levar o Grêmio à frente. Errou lances técnicos, mas também demonstrou empenho. Foi quem mudou a partida e garantiu a vitória.

Maicosuel, por sua vez, teve nova atuação abaixo do esperado. Mesmo com esforço, o jogador errou lances básicos e contribuiu muito pouco para o time. Foi o primeiro a sair da partida.

O Grêmio repetiu problemas que se tornaram rotina nos últimos jogos. Muita posse de bola, presença perto da área do adversário e pouca (ou nenhuma) chance de gol. A postura do Defensor não ajudou, é verdade, mas os desfalques também afetaram o rendimento.

Sem cinco titulares, o time de Renato Gaúcho penou para quebrar o bloqueio do 5-4-1 adversário. A estratégia dos visitantes, por outro lado, não levou perigo a Marcelo Grohe.

A estatística fala por si só. De acordo com a Conmebol, o Grêmio fechou o primeiro tempo com 80% de posse de bola e acertando 93% dos passes. Contudo finalizou somente três vezes e em nenhuma delas acertou o gol de Rodríguez. Zero chance de abrir o placar.

Depois do intervalo o Tricolor se lançou mais para o ataque e passou a tentar de outras formas. Conseguiu com Luan em um chute de fora da área. O expediente já havia sido tentado no início, mas sem efeito. Com o gol, o Grêmio ganhou confiança e o Defensor se fechou ainda mais.

GRÊMIO
Marcelo Grohe; Léo Moura, Bressan, Kannemann, Marcelo Oliveira (Paulo Miranda); Cícero, Maicon, Ramiro, Luan, Maicosuel (Lima); Thonny Anderson (Thaciano). T.: Renato Gaúcho

DEFENSOR (URU)
Rodríguez; Mathías Suárez, Maulella, Nicolas Correa, Santiago Carrera, Cougo; Cardacio, Rabuñal (Pablo López), Matías Cabrera; Benavidez (Facundo Castro), Waterman (Rivero). T.: Eduardo Acevedo

Estádio: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Público: 18.051 pessoas (16.189 pagantes)
Renda: R$ 471.869,00
Juiz: Nicolás Gallo (COL)
Cartões amarelos: Ramiro (Grêmio); Cougo (Defensor)
Gol: Luan, aos 20min do segundo tempo.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade