Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Esporte
Vitória se recupera, bate Chapecoense e deixa a zona de rebaixamento

Quinta, 7/6/2018 7:09.

Publicidade

(FOLHAPRESS) - Em um jogo de pouca inspiração nesta quarta-feira (6), mas fundamental para as duas equipes, o Vitória recebeu a Chapecoense no Barradão e venceu por 1 a 0. A partida, decidida com um gol de Neilton no segundo tempo, foi válida pela décima rodada do Campeonato Brasileiro 2018.

Com o resultado em Salvador, o time rubro-negro chegou a 11 pontos e deixou a zona de rebaixamento. Pior para a Chapecoense, que ficou com um ponto a menos e corre o risco de terminar a rodada beirando o Z-4.

Os dois times voltam a campo no sábado (9), pela 11ª rodada do Brasileiro. Enquanto a Chapecoense recebe o Cruzeiro às 19h (horário de Brasília), o Vitória visita o Corinthians às 21h (de Brasília).

O destaque do triunfo do Vitória foi Neilton. O gol foi fundamental para coroar a atuação do camisa 10, mas a noite do atacante não se resumiu a isso. Embora o setor ofensivo do Vitória tenha oferecido pouco perigo a Jandrei, coube ao ex-jogador de Santos e Botafogo se arriscar em chutes de longe, quase sempre parando no bem posicionado goleiro da Chapecoense. Cansado, saiu de campo no fim do jogo e foi aplaudido pela torcida.

O pior foi Apodi. O lateral da Chapecoense é conhecido por sua velocidade, mas foi peça-chave para a derrota da equipe catarinense, principalmente pela atuação no segundo tempo. Sem conseguir apoiar o ataque, ainda falhou decisivamente no gol de Neilton. Acabou substituído.

Precisando dos três pontos em casa, o Vitória controlou mais a bola no primeiro tempo, mas criou poucas oportunidades. Na primeira chance real de gol rubro-negro, aos 17min, André Lima aproveitou o cruzamento pela esquerda e escorou à queima-roupa, mas parou na boa defesa de Jandrei. Depois, aos 31min, Neilton chutou da entrada da área, mas o goleiro defendeu de novo.

Em um jogo de pouco perigo para os goleiros, coube ao Vitória aproveitar um vacilo da defesa catarinense para fazer 1 a 0. Aos 17min do segundo tempo, Apodi afastou mal o cruzamento, Neilton aproveitou a sobra e mandou da entrada da área, acertando o ângulo de Jandrei.

A Chapecoense, por outro lado, ficou presa na defesa e não conseguiu avançar nas linhas do Vitória. Fora os minutos iniciais, com direito a uma cabeçada do impedido Wellington Paulista aos 6min da primeira etapa que Ronaldo defendeu, os visitantes não assustaram. No segundo tempo, o time partiu para o abafa nos acréscimos, mas sem sucesso.

VITÓRIA
Ronaldo; Cedric, Kanu, Aderlan, Jeferson; Ramon, Lucas Marques (Yago), Rhayner (Nickson); Neilton (Lucas Fernandes), Wallyson, André Lima. T.: Vágner Mancini

CHAPECOENSE
Jandrei; Apodi (Eduardo), Douglas, Rafael Thyere, Bruno Pacheco; Elicarlos, Márcio Araújo (Guilherme), Canteros; Nadson, Wellington Paulista (Vinícius), Arthur Caike. T.: Juninho

Estádio: Barradão, em Salvador (BA)
Juiz: Dyorgines José Padovani de Andrade (ES)
Cartões amarelos: Kanu, Neilton e André Lima (Vitória); Rafael Thyere (Chapecoense)
Gols: Neilton, aos 17min do segundo tempo.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3

Vitória se recupera, bate Chapecoense e deixa a zona de rebaixamento

Publicidade

Quinta, 7/6/2018 7:09.

(FOLHAPRESS) - Em um jogo de pouca inspiração nesta quarta-feira (6), mas fundamental para as duas equipes, o Vitória recebeu a Chapecoense no Barradão e venceu por 1 a 0. A partida, decidida com um gol de Neilton no segundo tempo, foi válida pela décima rodada do Campeonato Brasileiro 2018.

Com o resultado em Salvador, o time rubro-negro chegou a 11 pontos e deixou a zona de rebaixamento. Pior para a Chapecoense, que ficou com um ponto a menos e corre o risco de terminar a rodada beirando o Z-4.

Os dois times voltam a campo no sábado (9), pela 11ª rodada do Brasileiro. Enquanto a Chapecoense recebe o Cruzeiro às 19h (horário de Brasília), o Vitória visita o Corinthians às 21h (de Brasília).

O destaque do triunfo do Vitória foi Neilton. O gol foi fundamental para coroar a atuação do camisa 10, mas a noite do atacante não se resumiu a isso. Embora o setor ofensivo do Vitória tenha oferecido pouco perigo a Jandrei, coube ao ex-jogador de Santos e Botafogo se arriscar em chutes de longe, quase sempre parando no bem posicionado goleiro da Chapecoense. Cansado, saiu de campo no fim do jogo e foi aplaudido pela torcida.

O pior foi Apodi. O lateral da Chapecoense é conhecido por sua velocidade, mas foi peça-chave para a derrota da equipe catarinense, principalmente pela atuação no segundo tempo. Sem conseguir apoiar o ataque, ainda falhou decisivamente no gol de Neilton. Acabou substituído.

Precisando dos três pontos em casa, o Vitória controlou mais a bola no primeiro tempo, mas criou poucas oportunidades. Na primeira chance real de gol rubro-negro, aos 17min, André Lima aproveitou o cruzamento pela esquerda e escorou à queima-roupa, mas parou na boa defesa de Jandrei. Depois, aos 31min, Neilton chutou da entrada da área, mas o goleiro defendeu de novo.

Em um jogo de pouco perigo para os goleiros, coube ao Vitória aproveitar um vacilo da defesa catarinense para fazer 1 a 0. Aos 17min do segundo tempo, Apodi afastou mal o cruzamento, Neilton aproveitou a sobra e mandou da entrada da área, acertando o ângulo de Jandrei.

A Chapecoense, por outro lado, ficou presa na defesa e não conseguiu avançar nas linhas do Vitória. Fora os minutos iniciais, com direito a uma cabeçada do impedido Wellington Paulista aos 6min da primeira etapa que Ronaldo defendeu, os visitantes não assustaram. No segundo tempo, o time partiu para o abafa nos acréscimos, mas sem sucesso.

VITÓRIA
Ronaldo; Cedric, Kanu, Aderlan, Jeferson; Ramon, Lucas Marques (Yago), Rhayner (Nickson); Neilton (Lucas Fernandes), Wallyson, André Lima. T.: Vágner Mancini

CHAPECOENSE
Jandrei; Apodi (Eduardo), Douglas, Rafael Thyere, Bruno Pacheco; Elicarlos, Márcio Araújo (Guilherme), Canteros; Nadson, Wellington Paulista (Vinícius), Arthur Caike. T.: Juninho

Estádio: Barradão, em Salvador (BA)
Juiz: Dyorgines José Padovani de Andrade (ES)
Cartões amarelos: Kanu, Neilton e André Lima (Vitória); Rafael Thyere (Chapecoense)
Gols: Neilton, aos 17min do segundo tempo.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade