Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Esporte
Garrafa em forma de bola faz objetos pegarem fogo e gera polêmica na Rússia

Copa do Mundo

Quarta, 6/6/2018 11:25.
Reprodução

Publicidade

FÁBIO ALEIXO /MOSCOU, RÚSSIA (FOLHAPRESS)

Uma garrafa de água comemorativa da Copa do Mundo em formato de bola de futebol tem causado muita polêmica na Rússia e algumas redes de supermercado estão parando a sua comercialização.

Isso porque o produto de 2,5 litros lançado pela fabricante Sviatoi Istochnik (Святой источник, em cirílico), uma das mais populares do país, é capaz de fazer outros objetos pegarem fogo se for exposta por algum tempo ao sol.

Alguns experimentos do tipo foram postados por russos no Youtube. Um deles foi feito pelo site russo Fontanka usando uma caixa de fósforos. Após alguns segundos de incidência de luz solar, eles pegam fogo.

"Este fenômeno ocorre devido ao efeito 'lente' criado pela garrafa de água, neste caso, uma lente esférica. É o mesmo fenômeno que ocorre quando usamos uma lente de aumento (lupa) para concentrar a luz solar, para queimar papel ou formigas", explicou à reportagem Cláudio Furukawa, físico do laboratório de demonstrações do Instituto de Fisica da USP.

"A luz quando passa através da água sofre um fenômeno chamado de refração. Na refração da luz quando ela passa do ar para a água, a sua velocidade de propagação diminui e, dependendo do ângulo de incidência na interface com a água, também sofre desvio. Assim, os raios de luz que incidem mais nas bordas da garrafa esférica se desviam e se concentram num determinado ponto, chamado de foco. Se um objeto for colocado no foco desta lente, grande parte da energia da luz que incide na frente da garrafa, é toda concentrada ou focalizada numa área bem menor, podendo queimar os objetos", disse Furukawa.

Em decorrência do problema, a rede de supermercados Achan -uma das maiores do país- foi a primeira anunciar a suspensão das vendas.

"Ao tomarmos conhecimento da informação de que a garrafa de água pode causar fogo, decidimos suspender a comercialização até que todos os detalhes sejam esclarecidos", informou ao canal RBK Maria Kurnusova, diretora de comunicação da Achan.

Apesar da polêmica, a Sviatoi Istochnik seguirá com a comercialização da garrafa e informou que na embalagem estão bem claras as instruções de armazenamento.

"Ela deve ser mantida em um ambiente escuro, bem ventilado e com temperatura entre 2ºC e 25ºC".


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Reprodução

Garrafa em forma de bola faz objetos pegarem fogo e gera polêmica na Rússia

Copa do Mundo

Publicidade

Quarta, 6/6/2018 11:25.

FÁBIO ALEIXO /MOSCOU, RÚSSIA (FOLHAPRESS)

Uma garrafa de água comemorativa da Copa do Mundo em formato de bola de futebol tem causado muita polêmica na Rússia e algumas redes de supermercado estão parando a sua comercialização.

Isso porque o produto de 2,5 litros lançado pela fabricante Sviatoi Istochnik (Святой источник, em cirílico), uma das mais populares do país, é capaz de fazer outros objetos pegarem fogo se for exposta por algum tempo ao sol.

Alguns experimentos do tipo foram postados por russos no Youtube. Um deles foi feito pelo site russo Fontanka usando uma caixa de fósforos. Após alguns segundos de incidência de luz solar, eles pegam fogo.

"Este fenômeno ocorre devido ao efeito 'lente' criado pela garrafa de água, neste caso, uma lente esférica. É o mesmo fenômeno que ocorre quando usamos uma lente de aumento (lupa) para concentrar a luz solar, para queimar papel ou formigas", explicou à reportagem Cláudio Furukawa, físico do laboratório de demonstrações do Instituto de Fisica da USP.

"A luz quando passa através da água sofre um fenômeno chamado de refração. Na refração da luz quando ela passa do ar para a água, a sua velocidade de propagação diminui e, dependendo do ângulo de incidência na interface com a água, também sofre desvio. Assim, os raios de luz que incidem mais nas bordas da garrafa esférica se desviam e se concentram num determinado ponto, chamado de foco. Se um objeto for colocado no foco desta lente, grande parte da energia da luz que incide na frente da garrafa, é toda concentrada ou focalizada numa área bem menor, podendo queimar os objetos", disse Furukawa.

Em decorrência do problema, a rede de supermercados Achan -uma das maiores do país- foi a primeira anunciar a suspensão das vendas.

"Ao tomarmos conhecimento da informação de que a garrafa de água pode causar fogo, decidimos suspender a comercialização até que todos os detalhes sejam esclarecidos", informou ao canal RBK Maria Kurnusova, diretora de comunicação da Achan.

Apesar da polêmica, a Sviatoi Istochnik seguirá com a comercialização da garrafa e informou que na embalagem estão bem claras as instruções de armazenamento.

"Ela deve ser mantida em um ambiente escuro, bem ventilado e com temperatura entre 2ºC e 25ºC".


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade