Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Esporte
Inter pressiona, mas não consegue o gol e fica no 0 a 0 com Sport

Domingo, 3/6/2018 8:39.

Publicidade

(UOL/FOLHAPRESS) - O Internacional pressionou por boa parte do jogo, teve 15 escanteios, conclusões, bola na trave, mas não consegui marcar. Neste sábado (02), o time gaúcho ficou no 0 a 0 com Sport, no Beira-Rio, pela nona rodada do Brasileirão.

O placar rompeu a série de vitórias seguidas do Inter. Eram três. Com 15 pontos na classificação, a equipe vermelha perdeu oportunidade de igualar pontuação com o líder. Já o Sport acompanhou o crescimento e a frustração, está também com 15 e atrás do adversário desta rodada por conta do saldo de gols.

Na próxima rodada, o Internacional visita o São Paulo enquanto o Rubro-Negro terá pela frente o Atlético-PR.

O melhor da partida foi experiente goleiro do Sport. Magrão apareceu quando necessário. Desde o primeiro minuto, foi atento e fez boas intervenções.

William Pottker não foi bem no jogo pelo Inter. O atacante não conseguiu marcar nas chances que teve, errou várias vezes e saiu de campo vaiado.

No jogo deste sábado, o Internacional manteve o seus estilo. Utilizou os extremas em diagonal e evitou troca de passes no centro. O time não conseguiu utilizar o pivô de Leandro Damião pela boa conduta do adversário e por vezes acabou preso. Conseguiu, contudo, criar oportunidades de gol na primeira etapa, esbarrando em boa atuação do goleiro Magrão.

Já o Sport contrariou a máxima dos times visitantes. Não recuou as linhas, não fez retranca ou tentou ganhar tempo. Pelo contrário, tratou de adiantar sua defesa para intermediária, tirou a profundidade que Leandro Damião daria ao Inter e povoou o centro. Criou algumas oportunidades, mas esbarrou em falhas técnicas como quando Deivid simplesmente errou em bola na cara do gol. Defensivamente, a linha mais alta ajudou por um lado, mas foi batida na velocidade dos extremas do Inter algumas vezes.

CEM JOGOS

Danilo Fernandes, que foi contratado pelo Inter em maio de 2016, como 'substituto de Alisson', e virou um dos líderes do time, completou neste sábado 100 jogos pelo clube e recebeu uma placa alusiva a isso.

INTERNACIONAL
Danilo Fernandes; Zeca, Rodrigo Moledo, Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado (Juan Alano), Edenílson, Pottker (Rossi), Lucca (Nico López) e Patrick; Leandro Damião
T.: Odair Hellmann

SPORT
Magrão; Raul Prata, Ronaldo Alves, Durval e Sander; Deivid, Fellipe Bastos, Rogério (Neto Moura), Gabriel (Michel Bastos) e Marlone (Igor); Rafael Marques
T.: Claudinei Oliveira

Árbitro: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza
Auxiliares: Anderson José de Moraes Coelho e Daniel Paulo Ziolli
Público/Renda: 31.327 (27.454 pagantes)/R$ 822.680,00
Cartões amarelos: Sander (SPO), Raul Prata (SPO); Rodrigo Dourado (INT), Rodrigo Moledo (INT), Patrick (INT);


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3

Inter pressiona, mas não consegue o gol e fica no 0 a 0 com Sport

Publicidade

Domingo, 3/6/2018 8:39.

(UOL/FOLHAPRESS) - O Internacional pressionou por boa parte do jogo, teve 15 escanteios, conclusões, bola na trave, mas não consegui marcar. Neste sábado (02), o time gaúcho ficou no 0 a 0 com Sport, no Beira-Rio, pela nona rodada do Brasileirão.

O placar rompeu a série de vitórias seguidas do Inter. Eram três. Com 15 pontos na classificação, a equipe vermelha perdeu oportunidade de igualar pontuação com o líder. Já o Sport acompanhou o crescimento e a frustração, está também com 15 e atrás do adversário desta rodada por conta do saldo de gols.

Na próxima rodada, o Internacional visita o São Paulo enquanto o Rubro-Negro terá pela frente o Atlético-PR.

O melhor da partida foi experiente goleiro do Sport. Magrão apareceu quando necessário. Desde o primeiro minuto, foi atento e fez boas intervenções.

William Pottker não foi bem no jogo pelo Inter. O atacante não conseguiu marcar nas chances que teve, errou várias vezes e saiu de campo vaiado.

No jogo deste sábado, o Internacional manteve o seus estilo. Utilizou os extremas em diagonal e evitou troca de passes no centro. O time não conseguiu utilizar o pivô de Leandro Damião pela boa conduta do adversário e por vezes acabou preso. Conseguiu, contudo, criar oportunidades de gol na primeira etapa, esbarrando em boa atuação do goleiro Magrão.

Já o Sport contrariou a máxima dos times visitantes. Não recuou as linhas, não fez retranca ou tentou ganhar tempo. Pelo contrário, tratou de adiantar sua defesa para intermediária, tirou a profundidade que Leandro Damião daria ao Inter e povoou o centro. Criou algumas oportunidades, mas esbarrou em falhas técnicas como quando Deivid simplesmente errou em bola na cara do gol. Defensivamente, a linha mais alta ajudou por um lado, mas foi batida na velocidade dos extremas do Inter algumas vezes.

CEM JOGOS

Danilo Fernandes, que foi contratado pelo Inter em maio de 2016, como 'substituto de Alisson', e virou um dos líderes do time, completou neste sábado 100 jogos pelo clube e recebeu uma placa alusiva a isso.

INTERNACIONAL
Danilo Fernandes; Zeca, Rodrigo Moledo, Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado (Juan Alano), Edenílson, Pottker (Rossi), Lucca (Nico López) e Patrick; Leandro Damião
T.: Odair Hellmann

SPORT
Magrão; Raul Prata, Ronaldo Alves, Durval e Sander; Deivid, Fellipe Bastos, Rogério (Neto Moura), Gabriel (Michel Bastos) e Marlone (Igor); Rafael Marques
T.: Claudinei Oliveira

Árbitro: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza
Auxiliares: Anderson José de Moraes Coelho e Daniel Paulo Ziolli
Público/Renda: 31.327 (27.454 pagantes)/R$ 822.680,00
Cartões amarelos: Sander (SPO), Raul Prata (SPO); Rodrigo Dourado (INT), Rodrigo Moledo (INT), Patrick (INT);


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade