Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Esporte
Eliminado, Marrocos protesta na Fifa contra arbitragem na Copa

Quinta, 28/6/2018 12:39.
Divulgação / FIFA

Publicidade

(UOL/FOLHAPRESS)

A FRMF (Federação Real Marroquina de Futebol, na sigla em francês) divulgou, nesta quinta-feira (28), uma carta destinada ao presidente da Fifa, Gianni Infantino, protestando contra os erros de arbitragem que prejudicaram o país na Copa do Mundo da Rússia.

Com apenas um ponto conquistado em três jogos, Marrocos terminou na lanterna do Grupo B e deus adeus ao Mundial.

No documento de duas páginas assinado pelo presidente da entidade, Fouzi Lekjaa, a FRMF fala em "sérios erros de arbitragem que levaram a este comunicado".

"Acreditamos firmemente que os erros que ocorreram em particular nos dois jogos cruciais contra Portugal e Espanha penalizaram seriamente a nossa seleção", afirma.

Na segunda página do documento, os marroquinos ainda listam uma série de erros que teriam ocorrido nas partidas contra portugueses e espanhóis.

Contra Portugal, são três contestações: uma falta de Pepe no lance que resultou no gol português, além de dois pedidos de pênalti para Marrocos. O jogo terminou 1 a 0 para a equipe de Cristiano Ronaldo.

A lista de observações no empate contra a Espanha é ainda maior. São cinco reclamações. Desde faltas ignoradas fora da área até um escanteio marcado ao invés de um tiro de meta na jogada que resultou no segundo gol espanhol.

Iago Aspas fez de letra, e a arbitragem marcou impedimento, mas depois confirmou o gol ao consultar o VAR (árbitro-assistente de vídeo, na sigla em inglês).


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Divulgação / FIFA

Eliminado, Marrocos protesta na Fifa contra arbitragem na Copa

Publicidade

Quinta, 28/6/2018 12:39.

(UOL/FOLHAPRESS)

A FRMF (Federação Real Marroquina de Futebol, na sigla em francês) divulgou, nesta quinta-feira (28), uma carta destinada ao presidente da Fifa, Gianni Infantino, protestando contra os erros de arbitragem que prejudicaram o país na Copa do Mundo da Rússia.

Com apenas um ponto conquistado em três jogos, Marrocos terminou na lanterna do Grupo B e deus adeus ao Mundial.

No documento de duas páginas assinado pelo presidente da entidade, Fouzi Lekjaa, a FRMF fala em "sérios erros de arbitragem que levaram a este comunicado".

"Acreditamos firmemente que os erros que ocorreram em particular nos dois jogos cruciais contra Portugal e Espanha penalizaram seriamente a nossa seleção", afirma.

Na segunda página do documento, os marroquinos ainda listam uma série de erros que teriam ocorrido nas partidas contra portugueses e espanhóis.

Contra Portugal, são três contestações: uma falta de Pepe no lance que resultou no gol português, além de dois pedidos de pênalti para Marrocos. O jogo terminou 1 a 0 para a equipe de Cristiano Ronaldo.

A lista de observações no empate contra a Espanha é ainda maior. São cinco reclamações. Desde faltas ignoradas fora da área até um escanteio marcado ao invés de um tiro de meta na jogada que resultou no segundo gol espanhol.

Iago Aspas fez de letra, e a arbitragem marcou impedimento, mas depois confirmou o gol ao consultar o VAR (árbitro-assistente de vídeo, na sigla em inglês).


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade