Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Técnico do Uruguai diz que mordida em Chiellini serviu para amadurecimento de Suárez
Divulgação / @FIFA
Luis Suarez

Quinta, 14/6/2018 16:38.

(FOLHAPRESS)

A última participação de Luis Suárez em uma Copa do Mundo teve um final trágico para o jogador. Suspenso por nove partidas após ser expulso por morder Giorgio Chiellini na vitória do Uruguai por 1 a 0 sobre a Itália no terceiro jogo do Mundial de 2014, o jogador ficou fora do restante da competição e viu o time ser eliminado pela Colômbia nas oitavas de final.

De volta para a sua terceira participação em uma Copa, Suárez está mais maduro quatro anos depois do ocorrido,. Pelo menos é a opinião do técnico Óscar Tabárez ao ser perguntado sobre o que mais teria mudado no atleta nesse período.

"Maturidade, sem nenhuma dúvida. Conheço ele há muito tempo, desde que estava no sub-20 em 2007. Participou do Mundial no Canadá, participou da segunda fase, marcou o primeiro gol do torneio e era um garoto de 18 anos. Ele amadureceu muito", disse.

O treinador considera o episódio da mordida como fator principal da maturidade do atleta, além disso, aproveitou para elogiar o atleta.

"O que aconteceu no Brasil é parte da realidade e influenciou em seu amadurecimento. E fora do campo, em seu aspecto familiar e pessoal também. Ele se concentrou para o Mundial. Creio que responde ao que penso de Luis, que além de um grande jogador, é muito inteligente", finalizou.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade


Negócios

"Foram quatro anos de tanta recessão que existe uma demanda represada gigantesca".


Geral

Rede municipal tem 1.700 professores que ensinam 15 mil alunos em 44 escolas


Esportes


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Técnico do Uruguai diz que mordida em Chiellini serviu para amadurecimento de Suárez

Divulgação / @FIFA
Luis Suarez
Luis Suarez
Quinta, 14/6/2018 16:38.

(FOLHAPRESS)

A última participação de Luis Suárez em uma Copa do Mundo teve um final trágico para o jogador. Suspenso por nove partidas após ser expulso por morder Giorgio Chiellini na vitória do Uruguai por 1 a 0 sobre a Itália no terceiro jogo do Mundial de 2014, o jogador ficou fora do restante da competição e viu o time ser eliminado pela Colômbia nas oitavas de final.

De volta para a sua terceira participação em uma Copa, Suárez está mais maduro quatro anos depois do ocorrido,. Pelo menos é a opinião do técnico Óscar Tabárez ao ser perguntado sobre o que mais teria mudado no atleta nesse período.

"Maturidade, sem nenhuma dúvida. Conheço ele há muito tempo, desde que estava no sub-20 em 2007. Participou do Mundial no Canadá, participou da segunda fase, marcou o primeiro gol do torneio e era um garoto de 18 anos. Ele amadureceu muito", disse.

O treinador considera o episódio da mordida como fator principal da maturidade do atleta, além disso, aproveitou para elogiar o atleta.

"O que aconteceu no Brasil é parte da realidade e influenciou em seu amadurecimento. E fora do campo, em seu aspecto familiar e pessoal também. Ele se concentrou para o Mundial. Creio que responde ao que penso de Luis, que além de um grande jogador, é muito inteligente", finalizou.

Publicidade

Publicidade