Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Esporte
Federação da Áustria veta minuto de silêncio para Maria Esther Bueno

A CBF pediu, mas não teve sucesso

Domingo, 10/6/2018 11:13.

Publicidade

LUIZ COSENZO E SÉRGIO RANGEL / VIENA, ÁUSTRIA (FOLHAPRESS)

A CBF pediu, mas não teve sucesso. A federação de futebol da Áustria vetou o pedido dos brasileiros de um minuto de silêncio pela morte da ex-tenista Maria Esther Bueno, sugeridopara o momento do apito inicial no amistosocontra os austríacos, neste domingo (10).

As federações concordaram em apenas fazer uma homenagem no telão do Estádio ErnstHappel.

Maria Esther morreu na última sexta-feira (8) em decorrência deum câncer no lábio, descoberto em 2017. Ela estava internada em estado grave de saúde há quase dois meses no Hospital 9 de Julho, em São Paulo.

Neste domingo, às 11h, Brasil fará o último amistoso antes da estreia na Copa do Mundo. Adversária da seleção, a Áustria não se classificou para o Mundial.

Após o jogo, a delegação brasileira embarca para Sochi, cidade russa que servirá de base para a equipe.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3

Federação da Áustria veta minuto de silêncio para Maria Esther Bueno

A CBF pediu, mas não teve sucesso

Publicidade

Domingo, 10/6/2018 11:13.

LUIZ COSENZO E SÉRGIO RANGEL / VIENA, ÁUSTRIA (FOLHAPRESS)

A CBF pediu, mas não teve sucesso. A federação de futebol da Áustria vetou o pedido dos brasileiros de um minuto de silêncio pela morte da ex-tenista Maria Esther Bueno, sugeridopara o momento do apito inicial no amistosocontra os austríacos, neste domingo (10).

As federações concordaram em apenas fazer uma homenagem no telão do Estádio ErnstHappel.

Maria Esther morreu na última sexta-feira (8) em decorrência deum câncer no lábio, descoberto em 2017. Ela estava internada em estado grave de saúde há quase dois meses no Hospital 9 de Julho, em São Paulo.

Neste domingo, às 11h, Brasil fará o último amistoso antes da estreia na Copa do Mundo. Adversária da seleção, a Áustria não se classificou para o Mundial.

Após o jogo, a delegação brasileira embarca para Sochi, cidade russa que servirá de base para a equipe.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade