Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Esporte
Virada do Grêmio impede São Paulo de assumir a liderança do Brasileiro

Sexta, 27/7/2018 9:11.
Wesley Santos/Folhapress
Partida entre Grêmio e São Paulo, válida pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro de Futebol 2018, na Arena Grêmio, em Porto Alegre (RS).

Publicidade

(FOLHAPRESS)

O São Paulo começou ganhando em Porto Alegre o duelo contra o atual campeão da Libertadores. Mas não resistiu à pressão do adversário e levou a virada para 2 a 1, nesta quinta-feira (26), em Porto Alegre.

O resultado impediu o São Paulo de assumir a liderança do Campeonato Brasileiro. A equipe tricolor segue com 29 pontos, dois a menos que o Flamengo. O Grêmio chegou a 26 e se recuperou após ter perdido para o Vasco em São Januário.

Mesmo saindo na frente, aos 4 de minutos de jogo, com Diego Souza, o time paulista não conseguiu segurar o resultado. Recuou bastante para jogar nos contra-ataques.

Passou todo o primeiro tempo acuado, em seu campo. Apenas desarticulando, com empenho e faltas, as jogadas gremistas.

A chance de ampliar surgiu aos 45 minutos da etapa inicial. Nenê, após passe de Diego Souza, finalizou no canto, mas o zagueiro Kannemann impediu o gol.

Dois minutos depois, a ameaça que rondou o gol de Sidão durante toda a primeira etapa virou realidade.

Everton, pela esquerda, bateu cruzado. Nem Militão, nem Arboleda cortaram. Muito menos o goleiro e capitão do São Paulo, que pulou atrasado na bola.

"Poderia ter ido de cabeça. Mas o Kannemann foi muito bem", disse Nenê no intervalo da partida. Com a clara consciência de que aquela poderia ser uma das bolas decisivas da partida.

Se no primeiro gol do jogo, o zagueiro de seleção Geromel falhou, aos 15 minutos do segundo tempo foi a vez do lateral Militão, vendido ao futebol português, também errar.

Após uma saída errada de jogo, a bola chegou até a Everton que, mais uma vez, com um disparo certeiro, vazou Sidão.

O time dirigido pelo técnico Diego Aguirre, que perdeu sua segunda partida no campeonato nacional, terá o Cruzeiro, domingo (29), às 16h, no Mineirão.

Militão, Arboleda e Hudson, todos com três cartões amarelos, não poderão ser escalados. O Grêmio pegará a Chapecoense, fora, no mesmo dia.

GRÊMIO
Marcelo Grohe; Leonardo, Geromel, Kannemann, Marcelo Oliveira; Maicon (Jailson), Cícero, Ramiro, Luan (Marinho); Everton, Jael. T.: Renato Gaúcho

SÃO PAULO
Sidão; Militão, Arboleda, Anderson Martins, Reinaldo (Brenner); Hudson, Liziero, Nenê (Gonzalo Carneiro); Joao Rojas (Lucas Fernandes), Diego Souza, Everton. T.: Diego Aguirre

Estádio: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Juiz: Grazianni Maciel Rocha (RJ)
Cartões amarelos: Hudson, Everton, Arboleda, Militão e Joao Rojas (São Paulo); Leonardo, Kannemann, Cícero, Ramiro (Grêmio)
Gols: Diego Souza aos 3min do primeiro tempo (São Paulo); Everton, aos 47min do primeiro tempo e aos 15min do segundo tempo (Grêmio)
Público e renda: 19.865 e R$ 695.732,00


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3
Wesley Santos/Folhapress
 Partida entre Grêmio e São Paulo, válida pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro de Futebol 2018, na Arena Grêmio, em Porto Alegre (RS).
Partida entre Grêmio e São Paulo, válida pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro de Futebol 2018, na Arena Grêmio, em Porto Alegre (RS).

Virada do Grêmio impede São Paulo de assumir a liderança do Brasileiro

Publicidade

Sexta, 27/7/2018 9:11.

(FOLHAPRESS)

O São Paulo começou ganhando em Porto Alegre o duelo contra o atual campeão da Libertadores. Mas não resistiu à pressão do adversário e levou a virada para 2 a 1, nesta quinta-feira (26), em Porto Alegre.

O resultado impediu o São Paulo de assumir a liderança do Campeonato Brasileiro. A equipe tricolor segue com 29 pontos, dois a menos que o Flamengo. O Grêmio chegou a 26 e se recuperou após ter perdido para o Vasco em São Januário.

Mesmo saindo na frente, aos 4 de minutos de jogo, com Diego Souza, o time paulista não conseguiu segurar o resultado. Recuou bastante para jogar nos contra-ataques.

Passou todo o primeiro tempo acuado, em seu campo. Apenas desarticulando, com empenho e faltas, as jogadas gremistas.

A chance de ampliar surgiu aos 45 minutos da etapa inicial. Nenê, após passe de Diego Souza, finalizou no canto, mas o zagueiro Kannemann impediu o gol.

Dois minutos depois, a ameaça que rondou o gol de Sidão durante toda a primeira etapa virou realidade.

Everton, pela esquerda, bateu cruzado. Nem Militão, nem Arboleda cortaram. Muito menos o goleiro e capitão do São Paulo, que pulou atrasado na bola.

"Poderia ter ido de cabeça. Mas o Kannemann foi muito bem", disse Nenê no intervalo da partida. Com a clara consciência de que aquela poderia ser uma das bolas decisivas da partida.

Se no primeiro gol do jogo, o zagueiro de seleção Geromel falhou, aos 15 minutos do segundo tempo foi a vez do lateral Militão, vendido ao futebol português, também errar.

Após uma saída errada de jogo, a bola chegou até a Everton que, mais uma vez, com um disparo certeiro, vazou Sidão.

O time dirigido pelo técnico Diego Aguirre, que perdeu sua segunda partida no campeonato nacional, terá o Cruzeiro, domingo (29), às 16h, no Mineirão.

Militão, Arboleda e Hudson, todos com três cartões amarelos, não poderão ser escalados. O Grêmio pegará a Chapecoense, fora, no mesmo dia.

GRÊMIO
Marcelo Grohe; Leonardo, Geromel, Kannemann, Marcelo Oliveira; Maicon (Jailson), Cícero, Ramiro, Luan (Marinho); Everton, Jael. T.: Renato Gaúcho

SÃO PAULO
Sidão; Militão, Arboleda, Anderson Martins, Reinaldo (Brenner); Hudson, Liziero, Nenê (Gonzalo Carneiro); Joao Rojas (Lucas Fernandes), Diego Souza, Everton. T.: Diego Aguirre

Estádio: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Juiz: Grazianni Maciel Rocha (RJ)
Cartões amarelos: Hudson, Everton, Arboleda, Militão e Joao Rojas (São Paulo); Leonardo, Kannemann, Cícero, Ramiro (Grêmio)
Gols: Diego Souza aos 3min do primeiro tempo (São Paulo); Everton, aos 47min do primeiro tempo e aos 15min do segundo tempo (Grêmio)
Público e renda: 19.865 e R$ 695.732,00


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade