Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Esporte
Vasco não resiste à altitude e é derrotado pela LDU na Sul-Americana

Quinta, 26/7/2018 7:55.

Publicidade

(FOLHAPRESS) - O Vasco não se deu bem outra vez em um jogo na altitude. Nesta quarta-feira (25), a equipe carioca foi derrotada por 3 a 1 pela LDU em estreia na Copa Sul-Americana. A partida foi disputada no estádio La Casa Blanca, em Quito, cidade que fica 2.800 metros acima do nível do mar.

O mesmo já havia acontecido na fase preliminar da Libertadores. Contra o Jorge Wilstermann, na Bolívia, o Vasco foi goleado por 4 a 0. Como havia aplicado o mesmo placar na partida de ida, a classificação para a etapa de grupos aconteceu apenas na disputa por pênaltis.

Dessa vez, o gol marcado fora de casa amenizou o problema da derrota carioca. Na partida de volta, marcada para o dia 9 de agosto, em São Januário, o Vasco depende de uma vitória por 2 a 0 para se classificar. Se avançar, enfrentará o ganhador do duelo entre Deportivo Cali (COL) e Bolívar (BOL) nas oitavas de final.

A LDU não deu tempo para o Vasco se organizar em campo. Logo aos sete minutos do primeiro tempo, a equipe equatoriana aproveitou um erro de posicionamento da defesa do Vasco e, após cruzamento da direita, Anangonó, livre, cabeceou sem precisar saltar para abrir o placar.

A pressão seguiu. Após escanteio cobrado por Guerrero, Henríquez tirou. No rebote, porém, a bola desviou em Salaberry e bateu no travessão de Martín Silva,

O segundo gol dos equatorianos aconteceu aos 19 minutos, quando o zagueiro Ricardo cometeu um erro infantil ao perder a bola na esquerda. Jhojan Julio, então, concluiu uma vez, a zaga defendeu, mas, no rebote, o mesmo jogador concluiu para o gol ampliando para 2 a 0.

O Vasco descontou no começo do segundo tempo. Aos 7 minutos, Thiago Galhardo tocou para Kelvin, que invadiu a área e sofreu um carrinho. A arbitragem assinalou pênalti. Na cobrança, aos 9, Thiago Galhardo bateu no alto, com segurança, e diminuiu para o Vasco.

Quando a partida já se encaminhava para um bom resultado para o Vasco, Anangonó se aproveitou de mais um descuido da zaga e, aos 41 minutos do segundo tempo, se antecipou e testou para o fundo do gol, ampliando para 3 a 1.

LDU
Gabbarini; Quintero, Guerra, Salaberry, Chalá; Orejuela, Vega (Rodríguez), Anderson Julio, Johan Julio, Guerrero; Anangonó. T.: Pablo Repetto

VASCO
Martin Silva; Luiz Gustavo, Ricardo, Henríquez, Henrique; Andrey, Bruno Cosendey (Raul), Wagner, Giovanni Augusto (Andrés Rios), Kelvin (Paulo Vitor); Thiago Galhardo. T.: Jorginho

Estádio: La Casa Blanca, em Quito (EQU)
Juiz: Juan Soto (VEN)
Cartões amarelos: Guerrero, Jhohan Julio (LDU); Ricardo (Vasco)
Gols: Anangonó, aos 7min do primeiro tempo e aos 41min do segundo tempo, e Jhojan Julio, aos 19min do primeiro tempo (LDU); Thiago Galhardo, aos 8min do segundo tempo (Vasco).


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3

Vasco não resiste à altitude e é derrotado pela LDU na Sul-Americana

Publicidade

Quinta, 26/7/2018 7:55.

(FOLHAPRESS) - O Vasco não se deu bem outra vez em um jogo na altitude. Nesta quarta-feira (25), a equipe carioca foi derrotada por 3 a 1 pela LDU em estreia na Copa Sul-Americana. A partida foi disputada no estádio La Casa Blanca, em Quito, cidade que fica 2.800 metros acima do nível do mar.

O mesmo já havia acontecido na fase preliminar da Libertadores. Contra o Jorge Wilstermann, na Bolívia, o Vasco foi goleado por 4 a 0. Como havia aplicado o mesmo placar na partida de ida, a classificação para a etapa de grupos aconteceu apenas na disputa por pênaltis.

Dessa vez, o gol marcado fora de casa amenizou o problema da derrota carioca. Na partida de volta, marcada para o dia 9 de agosto, em São Januário, o Vasco depende de uma vitória por 2 a 0 para se classificar. Se avançar, enfrentará o ganhador do duelo entre Deportivo Cali (COL) e Bolívar (BOL) nas oitavas de final.

A LDU não deu tempo para o Vasco se organizar em campo. Logo aos sete minutos do primeiro tempo, a equipe equatoriana aproveitou um erro de posicionamento da defesa do Vasco e, após cruzamento da direita, Anangonó, livre, cabeceou sem precisar saltar para abrir o placar.

A pressão seguiu. Após escanteio cobrado por Guerrero, Henríquez tirou. No rebote, porém, a bola desviou em Salaberry e bateu no travessão de Martín Silva,

O segundo gol dos equatorianos aconteceu aos 19 minutos, quando o zagueiro Ricardo cometeu um erro infantil ao perder a bola na esquerda. Jhojan Julio, então, concluiu uma vez, a zaga defendeu, mas, no rebote, o mesmo jogador concluiu para o gol ampliando para 2 a 0.

O Vasco descontou no começo do segundo tempo. Aos 7 minutos, Thiago Galhardo tocou para Kelvin, que invadiu a área e sofreu um carrinho. A arbitragem assinalou pênalti. Na cobrança, aos 9, Thiago Galhardo bateu no alto, com segurança, e diminuiu para o Vasco.

Quando a partida já se encaminhava para um bom resultado para o Vasco, Anangonó se aproveitou de mais um descuido da zaga e, aos 41 minutos do segundo tempo, se antecipou e testou para o fundo do gol, ampliando para 3 a 1.

LDU
Gabbarini; Quintero, Guerra, Salaberry, Chalá; Orejuela, Vega (Rodríguez), Anderson Julio, Johan Julio, Guerrero; Anangonó. T.: Pablo Repetto

VASCO
Martin Silva; Luiz Gustavo, Ricardo, Henríquez, Henrique; Andrey, Bruno Cosendey (Raul), Wagner, Giovanni Augusto (Andrés Rios), Kelvin (Paulo Vitor); Thiago Galhardo. T.: Jorginho

Estádio: La Casa Blanca, em Quito (EQU)
Juiz: Juan Soto (VEN)
Cartões amarelos: Guerrero, Jhohan Julio (LDU); Ricardo (Vasco)
Gols: Anangonó, aos 7min do primeiro tempo e aos 41min do segundo tempo, e Jhojan Julio, aos 19min do primeiro tempo (LDU); Thiago Galhardo, aos 8min do segundo tempo (Vasco).


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade