Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Esporte
Inter fura retranca do Ceará, vence e pula para terceiro

Terça, 24/7/2018 7:35.

Publicidade

MARINHO SALDANHA
PORTO ALEGRE, RS (UOL/FOLHAPRESS) - O Inter voltou a vencer, mas foi complicado. Depois de sofrer com uma retranca bem montada pelo Ceará, nesta segunda-feira (23), o Colorado fez 1 a 0, gol de Pottker. Com o décimo jogo de invencibilidade, o time gaúcho pulou para o terceiro lugar na classificação do Campeonato Brasileiro.

São 26 pontos conquistados. Na próxima rodada, o adversário do Inter será o América-MG, em casa, quinta-feira. Já o Ceará segue na lanterna, com oito pontos, e descansa na próxima roada. No sábado, a equipe terá pela frente o Fluminense, no estádio Presidente Vargas, em Fortaleza.

O jogo marcou retorno de D'Alessandro depois de nove jogos afastado por lesão. O argentino entrou na etapa final e participou do lance do gol.

Não seria fácil penetrar na defesa do Ceará. E o Inter não desperdiçou jogadas para isso. Sem arriscar qualquer movimento que pudesse dar errado, o Colorado trocou muitos passes e teve posse de bola muito superior ao adversário. Penetrou pouco, mesmo que os jogadores de lado tivesse solicitado lançamento repetidamente. Não receberam a bola. Com toques curtos, o Inter tentou tramar pelo meio e foi chutar em gol pela primeira vez com 30 minutos de jogo. Em seguida, Rossi acertou a trave no movimento mais efetivo do primeiro tempo.

A dificuldade aconteceu por causa da postura defensiva do Ceará. Com a linha de meio bem compacta junto à defesa, o alvinegro parecia contente com o empate. Fez o tempo passar sempre que possível e arriscou apenas em contra-ataques. Até mesmo estes foram medidos com acertos quase nulos. Pretendia se defender e estava satisfeito se apenas isso ocorresse no jogo.

Percebendo a dificuldade de criação do Inter, Odair Hellmann mudou o formato do time ainda no primeiro tempo. Com uma profusão de jogadas sem sucesso pelo meio, já que os volantes do Ceará 'afundavam' e, somados aos zagueiros, cercavam Pottker e Nico, o treinador abriu mão do 4-4-1-1, centralizou Patrick, abriu Nico López pela direita, Rossi na esquerda e montou o 4-1-4-1 já utilizado outras vezes na equipe. Melhorou e o Inter passou a ser mais produtivo no último terço do campo.

No segundo tempo, o Inter aumentou sua agressividade no ataque aos poucos. E para isso contou com a entrada de Leandro Damião em lugar de Edenilson e de D'Alessandro.

Mesmo assim, o gol da vitória demorou a sair. Em boa trama pelo meio da área, com a participação de D'Alessandro, Nico López chutou, e o goleiro Everson soltou nos pés de Pottker, que só tocou para o gol aos 30min do segundo tempo. Depois de ficar mais de mil minutos sem marcar, o centroavante anotou um gol pela segunda partida consecutiva.

INTERNACIONAL
Danilo Fernandes; Zeca, Danilo Silva, Cuesta, Iago; Rodrigo Dourado, Edenilson (Damião), Patrick, Nico López (Gabriel Dias), Rossi (D'Alessandro); William Pottker. T.: Odair Hellmann

CEARÁ
Everson; Samuel Xavier, Thiago Alves, Luiz Otávio, João Lucas; Fabinho, Richardson, Juninho (Eder Luís), Reina (Calyson); Felipe Azevedo (Luidy), Arthur.
T.: Lisca

Estádio: Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Juiz: Bruno Arleu de Araujo
Renda: R$ 569.225,00
Público:23.595 (19.27 pagantes)
Cartões amarelos: Arthur, Richardson e Reina (Ceará); Rodrigo Dourado e Danilo Silva (Inter)
Gol: William Potter, do Inter, aos 30 minutos do segundo tempo.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3

Inter fura retranca do Ceará, vence e pula para terceiro

Publicidade

Terça, 24/7/2018 7:35.

MARINHO SALDANHA
PORTO ALEGRE, RS (UOL/FOLHAPRESS) - O Inter voltou a vencer, mas foi complicado. Depois de sofrer com uma retranca bem montada pelo Ceará, nesta segunda-feira (23), o Colorado fez 1 a 0, gol de Pottker. Com o décimo jogo de invencibilidade, o time gaúcho pulou para o terceiro lugar na classificação do Campeonato Brasileiro.

São 26 pontos conquistados. Na próxima rodada, o adversário do Inter será o América-MG, em casa, quinta-feira. Já o Ceará segue na lanterna, com oito pontos, e descansa na próxima roada. No sábado, a equipe terá pela frente o Fluminense, no estádio Presidente Vargas, em Fortaleza.

O jogo marcou retorno de D'Alessandro depois de nove jogos afastado por lesão. O argentino entrou na etapa final e participou do lance do gol.

Não seria fácil penetrar na defesa do Ceará. E o Inter não desperdiçou jogadas para isso. Sem arriscar qualquer movimento que pudesse dar errado, o Colorado trocou muitos passes e teve posse de bola muito superior ao adversário. Penetrou pouco, mesmo que os jogadores de lado tivesse solicitado lançamento repetidamente. Não receberam a bola. Com toques curtos, o Inter tentou tramar pelo meio e foi chutar em gol pela primeira vez com 30 minutos de jogo. Em seguida, Rossi acertou a trave no movimento mais efetivo do primeiro tempo.

A dificuldade aconteceu por causa da postura defensiva do Ceará. Com a linha de meio bem compacta junto à defesa, o alvinegro parecia contente com o empate. Fez o tempo passar sempre que possível e arriscou apenas em contra-ataques. Até mesmo estes foram medidos com acertos quase nulos. Pretendia se defender e estava satisfeito se apenas isso ocorresse no jogo.

Percebendo a dificuldade de criação do Inter, Odair Hellmann mudou o formato do time ainda no primeiro tempo. Com uma profusão de jogadas sem sucesso pelo meio, já que os volantes do Ceará 'afundavam' e, somados aos zagueiros, cercavam Pottker e Nico, o treinador abriu mão do 4-4-1-1, centralizou Patrick, abriu Nico López pela direita, Rossi na esquerda e montou o 4-1-4-1 já utilizado outras vezes na equipe. Melhorou e o Inter passou a ser mais produtivo no último terço do campo.

No segundo tempo, o Inter aumentou sua agressividade no ataque aos poucos. E para isso contou com a entrada de Leandro Damião em lugar de Edenilson e de D'Alessandro.

Mesmo assim, o gol da vitória demorou a sair. Em boa trama pelo meio da área, com a participação de D'Alessandro, Nico López chutou, e o goleiro Everson soltou nos pés de Pottker, que só tocou para o gol aos 30min do segundo tempo. Depois de ficar mais de mil minutos sem marcar, o centroavante anotou um gol pela segunda partida consecutiva.

INTERNACIONAL
Danilo Fernandes; Zeca, Danilo Silva, Cuesta, Iago; Rodrigo Dourado, Edenilson (Damião), Patrick, Nico López (Gabriel Dias), Rossi (D'Alessandro); William Pottker. T.: Odair Hellmann

CEARÁ
Everson; Samuel Xavier, Thiago Alves, Luiz Otávio, João Lucas; Fabinho, Richardson, Juninho (Eder Luís), Reina (Calyson); Felipe Azevedo (Luidy), Arthur.
T.: Lisca

Estádio: Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Juiz: Bruno Arleu de Araujo
Renda: R$ 569.225,00
Público:23.595 (19.27 pagantes)
Cartões amarelos: Arthur, Richardson e Reina (Ceará); Rodrigo Dourado e Danilo Silva (Inter)
Gol: William Potter, do Inter, aos 30 minutos do segundo tempo.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade