Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Esporte
Cruzeiro bate o América-MG e fica a seis pontos da liderança

Sexta, 20/7/2018 7:29.

Publicidade

BELO HORIZONTE, MG (UOL/FOLHAPRESS) - O Cruzeiro venceu o América-MG, de virada, por 3 a 1 na noite desta quinta-feira (19), no Mineirão. Giorgian De Arrascaeta, Robinho e Raniel marcaram para o mandante. Christian fez o único do time alviverde no jogo válido pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Com o resultado, o Cruzeiro chegou aos 21 pontos e tem seis a menos que o líder Flamengo. O América, por sua vez, soma 14 pontos e começa a viver a ameaça de entrar na zona de rebaixamento.

O destaque do triunfo cruzeirense foi De Arrascaeta. O uruguaio marcou novamente ao aproveitar sobra em finalização de Robinho para estufar a rede de João Ricardo. Desta forma, o uruguaio se torna o segundo maior artilheiro estrangeiro da história do clube, ao lado do espanhol Fernando Carrazo, com 44 gols -Marcelo Moreno é o líder. Arrascaeta ainda deu a assistência para Robinho balançar a rede no segundo tempo do jogo.

A partida teve polêmica com o trio de arbitragem. O assistente Rogério Pablos Zanardo (SP) se envolveu em dois lances contra o Cruzeiro, ambos na etapa inicial da partida. Na primeira jogada, o auxiliar assinalou posição irregular de Arrascaeta após passe de Hernán Barcos. A TV que transmite o duelo, porém, mostrou que o camisa 10 estava na mesma linha do adversário. Em outra jogada, Robinho fez cruzamento rasteiro e Thiago Neves furou. Na sequência, o uruguaio balançou a rede. A arbitragem, contudo, assinalou posição irregular do camisa 30. O fato também foi constatado durante a transmissão.

Os dois lances causaram muita confusão, porque em ambos o time mandante estufou a rede. Na descida para o vestiário, no decorrer do intervalo, o sexteto de arbitragem foi muito vaiado pela torcida que compareceu ao Mineirão.

Se o ataque cruzeirense funcionou, uma falha na defesa determinou o primeiro gol do jogo. Um erro de Dedé foi o crucial para o América-MG abrir o placar. O zagueiro vacilou ao sair jogando, pisou na bola e entregou a posse para o rival Christian. O meio-campista avançou livre de marcação e finalizou no ângulo esquerdo de Fábio, aos 31min do primeiro tempo.

Depois de Arrascaeta igualar três minutos depois, o Cruzeiro só conseguiu passar à frente, com Robinho finalmente reencontrando o caminho das redes aos 14min da etapa final. O meio-campista aproveitou belo cruzamento de Giorgian De Arrascaeta para marcar, o que não acontecia desde 27 de fevereiro passado, no revés por 4 a 2 para o Racing, da Argentina, pela primeira rodada da Copa Libertadores da América.

O placar foi definido aos 19min por Raniel. Reserva de Hernán Barcos, ele precisou de pouquíssimo tempo para superar João Ricardo. O centroavante de 22 anos contou com um vacilo do goleiro americano para marcar o terceiro do Cruzeiro. O curioso é que ele estava em campo há apenas quatro minutos.

CRUZEIRO
Fábio; Edilson, Léo, Dedé, Egídio; Henrique, Ariel Cabral, Robinho, Thiago Neves (Mancuello), De Arrrascaeta (Rafinha); Barcos (Raniel). T.: Mano Menezes

AMÉRICA-MG
João Ricardo; Norberto (Ademir), Messias, Matheus Ferraz, Giovanni; Leandro Donizete (Ruy), Juninho, Christian, Wesley (Capixaba), Aderlan; Rafael Moura. T.: Ricardo Drubscky

Estádio: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Juiz: Raphael Claus (SP)
Gols: Christian, aos 31min do primeiro tempo (América-MG); Arrascaeta, aos 34min do primeiro tempo, Robinho, aos 14min do segundo tempo, e Raniel, aos 19min do segundo tempo (Cruzeiro)
Cartões amarelos: Henrique, Ariel Cabral (Cruzeiro), Aderlan (América-MG)
Público/Renda: 13.283 pagantes/17.958 presentes/R$294.127,00.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3

Cruzeiro bate o América-MG e fica a seis pontos da liderança

Publicidade

Sexta, 20/7/2018 7:29.

BELO HORIZONTE, MG (UOL/FOLHAPRESS) - O Cruzeiro venceu o América-MG, de virada, por 3 a 1 na noite desta quinta-feira (19), no Mineirão. Giorgian De Arrascaeta, Robinho e Raniel marcaram para o mandante. Christian fez o único do time alviverde no jogo válido pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Com o resultado, o Cruzeiro chegou aos 21 pontos e tem seis a menos que o líder Flamengo. O América, por sua vez, soma 14 pontos e começa a viver a ameaça de entrar na zona de rebaixamento.

O destaque do triunfo cruzeirense foi De Arrascaeta. O uruguaio marcou novamente ao aproveitar sobra em finalização de Robinho para estufar a rede de João Ricardo. Desta forma, o uruguaio se torna o segundo maior artilheiro estrangeiro da história do clube, ao lado do espanhol Fernando Carrazo, com 44 gols -Marcelo Moreno é o líder. Arrascaeta ainda deu a assistência para Robinho balançar a rede no segundo tempo do jogo.

A partida teve polêmica com o trio de arbitragem. O assistente Rogério Pablos Zanardo (SP) se envolveu em dois lances contra o Cruzeiro, ambos na etapa inicial da partida. Na primeira jogada, o auxiliar assinalou posição irregular de Arrascaeta após passe de Hernán Barcos. A TV que transmite o duelo, porém, mostrou que o camisa 10 estava na mesma linha do adversário. Em outra jogada, Robinho fez cruzamento rasteiro e Thiago Neves furou. Na sequência, o uruguaio balançou a rede. A arbitragem, contudo, assinalou posição irregular do camisa 30. O fato também foi constatado durante a transmissão.

Os dois lances causaram muita confusão, porque em ambos o time mandante estufou a rede. Na descida para o vestiário, no decorrer do intervalo, o sexteto de arbitragem foi muito vaiado pela torcida que compareceu ao Mineirão.

Se o ataque cruzeirense funcionou, uma falha na defesa determinou o primeiro gol do jogo. Um erro de Dedé foi o crucial para o América-MG abrir o placar. O zagueiro vacilou ao sair jogando, pisou na bola e entregou a posse para o rival Christian. O meio-campista avançou livre de marcação e finalizou no ângulo esquerdo de Fábio, aos 31min do primeiro tempo.

Depois de Arrascaeta igualar três minutos depois, o Cruzeiro só conseguiu passar à frente, com Robinho finalmente reencontrando o caminho das redes aos 14min da etapa final. O meio-campista aproveitou belo cruzamento de Giorgian De Arrascaeta para marcar, o que não acontecia desde 27 de fevereiro passado, no revés por 4 a 2 para o Racing, da Argentina, pela primeira rodada da Copa Libertadores da América.

O placar foi definido aos 19min por Raniel. Reserva de Hernán Barcos, ele precisou de pouquíssimo tempo para superar João Ricardo. O centroavante de 22 anos contou com um vacilo do goleiro americano para marcar o terceiro do Cruzeiro. O curioso é que ele estava em campo há apenas quatro minutos.

CRUZEIRO
Fábio; Edilson, Léo, Dedé, Egídio; Henrique, Ariel Cabral, Robinho, Thiago Neves (Mancuello), De Arrrascaeta (Rafinha); Barcos (Raniel). T.: Mano Menezes

AMÉRICA-MG
João Ricardo; Norberto (Ademir), Messias, Matheus Ferraz, Giovanni; Leandro Donizete (Ruy), Juninho, Christian, Wesley (Capixaba), Aderlan; Rafael Moura. T.: Ricardo Drubscky

Estádio: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Juiz: Raphael Claus (SP)
Gols: Christian, aos 31min do primeiro tempo (América-MG); Arrascaeta, aos 34min do primeiro tempo, Robinho, aos 14min do segundo tempo, e Raniel, aos 19min do segundo tempo (Cruzeiro)
Cartões amarelos: Henrique, Ariel Cabral (Cruzeiro), Aderlan (América-MG)
Público/Renda: 13.283 pagantes/17.958 presentes/R$294.127,00.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade