Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Esporte
Levantador Raphael, de Balneário Camboriú, confirma proposta da Polônia e o desejo de permanecer no Brasil

Sexta, 16/2/2018 14:35.
Divulgação.

Publicidade

(Por Georgia Infante -Rio de janeiro) - Morador de Balneário Camboriú, o levantador Raphael, do EMS Taubaté Funvic (SP), confirmou ter recebido uma proposta para jogar no Asseco Resovia, da Polônia, um dos mais tradicionais clubes do país, na próxima temporada.

O contrato seria de 320 mil euros, mas o capitão do time paulista garante que não quer sair do Brasil.

“É uma ótima proposta, claro, mas estou focando todas as minhas energias em poder terminar bem a Superliga e de ir em busca de sonhos aqui com o time. Não tenho interesse em sair porque fiquei muito tempo fora do Brasil” afirmou o levantador e capitão da equipe paulista, que jogou de 2006 a 2013 na Itália, onde foi bicampeão da Champions League e tetracampeão mundial de clubes pelo Trentino, feito inédito de um atleta brasileiro. Antes disso, ainda atuou na Rússia, entre 2004 e 2006.

O Taubaté ocupa a terceira posição na Superliga, e neste sábado (17/2), enfrentará o Minas Tênis Clube, em Belo Horizonte. “O grupo está muito unido para conquistar os melhores resultados possíveis, principalmente, nesse final de returno. Assumir o segundo lugar seria excelente, mas estamos preferindo dar um passo de cada vez para que a gente possa melhorar e alcançar um objetivo gradativamente”, disse Rapha, eleito Craque da Galera na última Superliga.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3
Divulgação.

Levantador Raphael, de Balneário Camboriú, confirma proposta da Polônia e o desejo de permanecer no Brasil

Publicidade

Sexta, 16/2/2018 14:35.

(Por Georgia Infante -Rio de janeiro) - Morador de Balneário Camboriú, o levantador Raphael, do EMS Taubaté Funvic (SP), confirmou ter recebido uma proposta para jogar no Asseco Resovia, da Polônia, um dos mais tradicionais clubes do país, na próxima temporada.

O contrato seria de 320 mil euros, mas o capitão do time paulista garante que não quer sair do Brasil.

“É uma ótima proposta, claro, mas estou focando todas as minhas energias em poder terminar bem a Superliga e de ir em busca de sonhos aqui com o time. Não tenho interesse em sair porque fiquei muito tempo fora do Brasil” afirmou o levantador e capitão da equipe paulista, que jogou de 2006 a 2013 na Itália, onde foi bicampeão da Champions League e tetracampeão mundial de clubes pelo Trentino, feito inédito de um atleta brasileiro. Antes disso, ainda atuou na Rússia, entre 2004 e 2006.

O Taubaté ocupa a terceira posição na Superliga, e neste sábado (17/2), enfrentará o Minas Tênis Clube, em Belo Horizonte. “O grupo está muito unido para conquistar os melhores resultados possíveis, principalmente, nesse final de returno. Assumir o segundo lugar seria excelente, mas estamos preferindo dar um passo de cada vez para que a gente possa melhorar e alcançar um objetivo gradativamente”, disse Rapha, eleito Craque da Galera na última Superliga.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade