Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Nacional é punido por gestos de torcedores em alusão ao acidente da Chape

Terça, 13/2/2018 8:41.

(UOL/FOLHAPRESS) - A Conmebol anunciou nesta segunda-feira (12) a punição ao Nacional-URU por causa dos torcedores que fizeram gestos ofensivos em alusão à queda do avião da Chapecoense.

O clube está proibido de comercializar ingressos pelas próximas três partidas que fará como visitante em torneios organizados pela entidade -atualmente, o time disputa a terceira fase preliminar da Taça Libertadores, após eliminar a Chape na etapa anterior.

Além da falta de torcida, o Nacional foi multado em US$ 80 mil (R$ 263,2 mil). A Conmebol anunciou que o valor será descontado da cota de patrocínio ou de televisão que o clube uruguaio tem a receber no torneio continental.

O Nacional terá sete dias para recorrer da decisão.

O caso aconteceu na primeira partida entre Chapecoense e Nacional, válida pela segunda fase preliminar da Libertadores deste ano. Na ocasião, um grupo de torcedores uruguaios presente na Arena Condá ironizou a tragédia ocorrida com o avião do clube catarinense, que matou 71 pessoas em novembro de 2016.

Logo após o ocorrido, a Chapecoense entrou com uma representação na Conmebol pedindo a exclusão do Nacional do torneio. O clube uruguaio optou por excluir o torcedor que imitou a queda. 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Cidade

Toda a comunidade pode participar neste domingo


Cultura

A entrada é gratuita, com contribuição de um quilo de alimento não perecível


Cidade

Centro de Eventos de Balneário Camboriú será o maior do Sul do país  


Cidade

Obra é cara e mal explicada 


Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Nacional é punido por gestos de torcedores em alusão ao acidente da Chape

Terça, 13/2/2018 8:41.

(UOL/FOLHAPRESS) - A Conmebol anunciou nesta segunda-feira (12) a punição ao Nacional-URU por causa dos torcedores que fizeram gestos ofensivos em alusão à queda do avião da Chapecoense.

O clube está proibido de comercializar ingressos pelas próximas três partidas que fará como visitante em torneios organizados pela entidade -atualmente, o time disputa a terceira fase preliminar da Taça Libertadores, após eliminar a Chape na etapa anterior.

Além da falta de torcida, o Nacional foi multado em US$ 80 mil (R$ 263,2 mil). A Conmebol anunciou que o valor será descontado da cota de patrocínio ou de televisão que o clube uruguaio tem a receber no torneio continental.

O Nacional terá sete dias para recorrer da decisão.

O caso aconteceu na primeira partida entre Chapecoense e Nacional, válida pela segunda fase preliminar da Libertadores deste ano. Na ocasião, um grupo de torcedores uruguaios presente na Arena Condá ironizou a tragédia ocorrida com o avião do clube catarinense, que matou 71 pessoas em novembro de 2016.

Logo após o ocorrido, a Chapecoense entrou com uma representação na Conmebol pedindo a exclusão do Nacional do torneio. O clube uruguaio optou por excluir o torcedor que imitou a queda. 

Publicidade

Publicidade