Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Esporte
Na estreia de Felipão, Palmeiras fica no empate com o América-MG

Segunda, 6/8/2018 7:10.

Publicidade

RAFAELA CARDOSO
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Palmeiras teve neste domingo (5) a estreia de Luiz Felipe Scolari, no empate em 0 a 0 com o América-MG, mas ainda não é possível saber qual cara a equipe terá sob o comando do novo técnico.

Isso porque ele decidiu escalar um time bem diferente do que era esperado, com apenas três atletas que vinham sendo titulares anteriormente: Weverton, Moisés e Borja, que está recuperado de uma artroscopia no joelho direito e retornou em Belo Horizonte.

As mudanças na equipe se devem ao confronto de quinta-feira (9), quando o time alviverde encara o Cerro Porteño (PAR), em Assunção, pelo jogo de ida das oitavas de final da Libertadores.

Com as trocas, a equipe não sentiu uma brusca queda de rendimento, tampouco convenceu. Fez um bom primeiro tempo, com os jogadores que entraram tentando mostrar serviço para a nova comissão técnica do clube.

O meia Lucas Lima foi um dos mais participativos, e a equipe dominou o meio-campo, mas ficou claro que uma das primeiras missões de Felipão será definir um cobrador de pênalti oficial para o time.

Após Bruno Henrique desperdiçar cobrança na última quinta-feira (3), contra o Bahia, pela Copa do Brasil, em duelo que também acabou sem gols, neste domingo foi Jean que desperdiçou a penalidade, ainda no primeiro tempo.

Outro problema foi a dificuldade no último passe. O colombiano Borja esteve apagado em seu retorno, sem se movimentar pelos lados para facilitar a infiltração dos meias na área adversária.

No retorno do intervalo, os paulistas ensaiaram mudanças na forma de jogar, mas quem quase tirou o marcador do zero foi o América-MG, com um chute na trave.

Com o Palmeiras dominando a partida, mas deixando o goleiro João Ricardo como um mero espectador, Felipão promoveu a entrada de Bruno Henrique na vaga de Moisés, apostando que uma finalização de fora da área pudesse dar a vitória na estreia.

Deyverson, expulso na quinta pela Copa do Brasil, ganhou o lugar de Borja, e Hyoran saiu para Scarpa entrar.

As substituições não surtiram efeito, e Felipão teve mesmo que se contentar com um ponto na primeira partida de sua terceira passagem pelo clube alviverde.

O Palmeiras volta a campo na quarta (9), pelas oitavas de final da Libertadores. Enfrenta o Cerro Porteño, no Paraguai, às 21h45.

O América, por sua vez, só joga no próximo fim de semana. No sábado (11), vai a Salvador enfrentar o Bahia, às 19h, pelo Campeonato Brasileiro.

AMÉRICA-MG
João Ricardo; Aderlan, Messias, Matheus Ferraz e Carlinhos; Leandro Donizete, Wesley (Rafael Moura), Gerson Magrão, Ruy e Giovanni (David); Marquinhos (Matheusinho). T.: Adilson Batista

PALMEIRAS
Weverton; Mayke, Luan, Thiago Martins e Victor Luis; Thiago Santos, Jean, Moisés (Bruno Henrique) e Lucas Lima; Hyoran (Gustavo Scarpa) e Borja (Deyverson). T.: Luiz Felipe Scolari

Estádio: Independência, em Belo Horizonte
Juiz: André Luiz de Freitas Castro (GO)
Cartões amarelos: Aderlan (AME); Thiago Santos e Luan (PAL).


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3

Na estreia de Felipão, Palmeiras fica no empate com o América-MG

Publicidade

Segunda, 6/8/2018 7:10.

RAFAELA CARDOSO
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Palmeiras teve neste domingo (5) a estreia de Luiz Felipe Scolari, no empate em 0 a 0 com o América-MG, mas ainda não é possível saber qual cara a equipe terá sob o comando do novo técnico.

Isso porque ele decidiu escalar um time bem diferente do que era esperado, com apenas três atletas que vinham sendo titulares anteriormente: Weverton, Moisés e Borja, que está recuperado de uma artroscopia no joelho direito e retornou em Belo Horizonte.

As mudanças na equipe se devem ao confronto de quinta-feira (9), quando o time alviverde encara o Cerro Porteño (PAR), em Assunção, pelo jogo de ida das oitavas de final da Libertadores.

Com as trocas, a equipe não sentiu uma brusca queda de rendimento, tampouco convenceu. Fez um bom primeiro tempo, com os jogadores que entraram tentando mostrar serviço para a nova comissão técnica do clube.

O meia Lucas Lima foi um dos mais participativos, e a equipe dominou o meio-campo, mas ficou claro que uma das primeiras missões de Felipão será definir um cobrador de pênalti oficial para o time.

Após Bruno Henrique desperdiçar cobrança na última quinta-feira (3), contra o Bahia, pela Copa do Brasil, em duelo que também acabou sem gols, neste domingo foi Jean que desperdiçou a penalidade, ainda no primeiro tempo.

Outro problema foi a dificuldade no último passe. O colombiano Borja esteve apagado em seu retorno, sem se movimentar pelos lados para facilitar a infiltração dos meias na área adversária.

No retorno do intervalo, os paulistas ensaiaram mudanças na forma de jogar, mas quem quase tirou o marcador do zero foi o América-MG, com um chute na trave.

Com o Palmeiras dominando a partida, mas deixando o goleiro João Ricardo como um mero espectador, Felipão promoveu a entrada de Bruno Henrique na vaga de Moisés, apostando que uma finalização de fora da área pudesse dar a vitória na estreia.

Deyverson, expulso na quinta pela Copa do Brasil, ganhou o lugar de Borja, e Hyoran saiu para Scarpa entrar.

As substituições não surtiram efeito, e Felipão teve mesmo que se contentar com um ponto na primeira partida de sua terceira passagem pelo clube alviverde.

O Palmeiras volta a campo na quarta (9), pelas oitavas de final da Libertadores. Enfrenta o Cerro Porteño, no Paraguai, às 21h45.

O América, por sua vez, só joga no próximo fim de semana. No sábado (11), vai a Salvador enfrentar o Bahia, às 19h, pelo Campeonato Brasileiro.

AMÉRICA-MG
João Ricardo; Aderlan, Messias, Matheus Ferraz e Carlinhos; Leandro Donizete, Wesley (Rafael Moura), Gerson Magrão, Ruy e Giovanni (David); Marquinhos (Matheusinho). T.: Adilson Batista

PALMEIRAS
Weverton; Mayke, Luan, Thiago Martins e Victor Luis; Thiago Santos, Jean, Moisés (Bruno Henrique) e Lucas Lima; Hyoran (Gustavo Scarpa) e Borja (Deyverson). T.: Luiz Felipe Scolari

Estádio: Independência, em Belo Horizonte
Juiz: André Luiz de Freitas Castro (GO)
Cartões amarelos: Aderlan (AME); Thiago Santos e Luan (PAL).


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade