Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Esporte
Técnica de Balneário é a única catarinense em treinamento no COB para basquete 3x3

A modalidade vai estrear na Olimpíada de 2020

Sexta, 3/8/2018 13:45.
Alba está aplicando tudo que aprende em BC

Publicidade

A técnica de basquete da Fundação Municipal de Esportes (FMEBC) Alba Cristina Sobreira Garcia é a única catarinense aprovada na modalidade de Basquete 3x3, no concurso do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) para treinador de alto rendimento, realizado em novembro do ano passado. A cada dois meses ela e outros 24 treinadores de basquete, entre eles, oito mulheres, se encontram no Rio para cursos de capacitação sobre esta nova modalidade que ‘debutará’ na Olimpíada de 2020.

O ‘3xis3’, como é chamado, é disputado em uma quadra de dimensões reduzidas, popularmente conhecido como ‘basquete de rua’, tem várias diferenças em relação ao esporte convencional e mais de 250 milhões de praticantes no mundo todo. Já tem campeonatos mundiais e mais de 50 mil jogadores registrados na Associação Internacional da modalidade.

“Os cursos começaram em março deste ano. O segundo que fiz foi de 22 a 29 de julho, no II Módulo do Curso de Treinador de Alto Rendimento, do Comitê Olímpico Brasileiro, Instituto Olímpico Brasileiro e Academia Brasileira de Treinadores. Recebemos aulas com os melhores professores e treinadores do país”, contou Alba.

Outro fator positivo que a treinadora destacou é o convívio com ‘estrelas’ do esporte brasileiro.

“Agora tive oportunidade de estar com a Jade Barbosa

da ginástica, também com a Alessandra Oliveira, pivô e duas vezes medalhista olímpica da seleção de basquete feminino, que está no grupo das oito mulheres. Além dos 24 professores de basquete, estamos num contexto que são três modalidades: LPO (Levantamento de Peso Olímpico); o vôlei de praia e o basquete 3x3. Então no total somos 84 professores de todo o país que estamos recebendo este treinamento de alto rendimento a cada dois meses”, detalhou a técnica da FMEBC.

Ela contou que todo esse aprendizado ela está trazendo para o seu polo de basquete, na escola municipal Vereador Santa.

“No Vereador Santa treino toda segunda, quarta e sexta das 18h às 20h, onde trabalho com 74 crianças de 10 a 14 anos de todas as escolas de Balneário, tanto municipais, estaduais e particulares.

Alba é gaúcha, formada em Educação Física licenciatura plena pela Universidade Federal de Santa Maria/RS. É técnica de basquete na FME-BC desde 2014. Pós graduada em Treinamento Técnico Científico Desportivo.

O 3x3

A quadra tem a metade do tamanho das oficiais mas mantém as demarcações originais, como linha de lance livre, uma de dois pontos e um semicírculo abaixo da cesta. As equipes são formadas por três jogadores e um reserva. A partida é disputada em meia quadra e dura 10 minutos ou até uma equipe marcar 21 pontos. Não há cesta de três pontos. As bolas de longe valem dois e as de perto, um ponto, assim como o lance livre. A bola do basquete 3x3 é menor em sua circunferência do que a do basquete masculino sênior tradicional. O tamanho é o mesmo do basquete feminino (72,3 centímetros) mas com peso do masculino (623 gramas).

Apenas 8 mulheres entre os 24 técnicos de basquete, entre elas, a medalhista Alessandra, que tem mais de 2m.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3
Alba está aplicando tudo que aprende em BC
Alba está aplicando tudo que aprende em BC

Técnica de Balneário é a única catarinense em treinamento no COB para basquete 3x3

A modalidade vai estrear na Olimpíada de 2020

Publicidade

Sexta, 3/8/2018 13:45.

A técnica de basquete da Fundação Municipal de Esportes (FMEBC) Alba Cristina Sobreira Garcia é a única catarinense aprovada na modalidade de Basquete 3x3, no concurso do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) para treinador de alto rendimento, realizado em novembro do ano passado. A cada dois meses ela e outros 24 treinadores de basquete, entre eles, oito mulheres, se encontram no Rio para cursos de capacitação sobre esta nova modalidade que ‘debutará’ na Olimpíada de 2020.

O ‘3xis3’, como é chamado, é disputado em uma quadra de dimensões reduzidas, popularmente conhecido como ‘basquete de rua’, tem várias diferenças em relação ao esporte convencional e mais de 250 milhões de praticantes no mundo todo. Já tem campeonatos mundiais e mais de 50 mil jogadores registrados na Associação Internacional da modalidade.

“Os cursos começaram em março deste ano. O segundo que fiz foi de 22 a 29 de julho, no II Módulo do Curso de Treinador de Alto Rendimento, do Comitê Olímpico Brasileiro, Instituto Olímpico Brasileiro e Academia Brasileira de Treinadores. Recebemos aulas com os melhores professores e treinadores do país”, contou Alba.

Outro fator positivo que a treinadora destacou é o convívio com ‘estrelas’ do esporte brasileiro.

“Agora tive oportunidade de estar com a Jade Barbosa

da ginástica, também com a Alessandra Oliveira, pivô e duas vezes medalhista olímpica da seleção de basquete feminino, que está no grupo das oito mulheres. Além dos 24 professores de basquete, estamos num contexto que são três modalidades: LPO (Levantamento de Peso Olímpico); o vôlei de praia e o basquete 3x3. Então no total somos 84 professores de todo o país que estamos recebendo este treinamento de alto rendimento a cada dois meses”, detalhou a técnica da FMEBC.

Ela contou que todo esse aprendizado ela está trazendo para o seu polo de basquete, na escola municipal Vereador Santa.

“No Vereador Santa treino toda segunda, quarta e sexta das 18h às 20h, onde trabalho com 74 crianças de 10 a 14 anos de todas as escolas de Balneário, tanto municipais, estaduais e particulares.

Alba é gaúcha, formada em Educação Física licenciatura plena pela Universidade Federal de Santa Maria/RS. É técnica de basquete na FME-BC desde 2014. Pós graduada em Treinamento Técnico Científico Desportivo.

O 3x3

A quadra tem a metade do tamanho das oficiais mas mantém as demarcações originais, como linha de lance livre, uma de dois pontos e um semicírculo abaixo da cesta. As equipes são formadas por três jogadores e um reserva. A partida é disputada em meia quadra e dura 10 minutos ou até uma equipe marcar 21 pontos. Não há cesta de três pontos. As bolas de longe valem dois e as de perto, um ponto, assim como o lance livre. A bola do basquete 3x3 é menor em sua circunferência do que a do basquete masculino sênior tradicional. O tamanho é o mesmo do basquete feminino (72,3 centímetros) mas com peso do masculino (623 gramas).

Apenas 8 mulheres entre os 24 técnicos de basquete, entre elas, a medalhista Alessandra, que tem mais de 2m.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade