Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Esporte
Atlético-MG e Vasco vacilam na pontaria e empatam sem gols

Sexta, 24/8/2018 6:50.

Publicidade

THIAGO FERNANDES
BELO HORIZONTE, MG (UOL/FOLHAPRESS) - Atlético-MG e Vasco não saíram de um empate por 0 a 0 na noite desta quinta-feira (23), no estádio Independência, pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro. Chances não faltaram para os dois lados. Foram 15 finalizações para o mandante e 11 para o visitante, mas as boas defesas de Victor e Martín Silva e a falta de pontaria impediram um resultado melhor.

Com o placar, o Atlético-MG cai para a sexta colocação do Campeonato Brasileiro, com 34 pontos ganhos. O time fica distante do líder São Paulo, com 42, mas ainda tem boa vantagem sobre o Cruzeiro, sexto colocado, com 27. O time carioca, por sua vez, está na 14ª posição do torneio, com 21 pontos, dois a mais que o Vitória, primeiro da zona de rebaixamento e dois jogos a menos.

Nathan foi o grande nome do jogo. O meia-atacante que está por empréstimo no Atlético-MG fez o terceiro jogo como titular e deu indícios de que pode suprir a carência no meio de campo. Com passes que cortaram a defesa e chutes de longa distância, o jogador foi o destaque do time comandado por Thiago Larghi.

Iago Maidana, por sua vez, não fez um jogo tão seguro. O zagueiro cometeu erros durante o confronto e permitiu que Maxi López e outros jogadores do Vasco tivessem liberdade suficiente para chegar ao ataque.

Pelo Vasco, Maxi López quase deixou sua marca pela primeira vez. Contratado para ser o homem-gol, ele teve uma atuação digna de elogios.

Com muita movimentação, aproveitou os erros de Maidana para levar perigo à meta de Victor. Em um dos lances, exigiu boa defesa do goleiro. A bola ainda pegou no poste esquerdo do camisa 1.

Se Maxi López foi bem, o mesmo não se pode dizer de Yago Pikachu, destaque do Vasco na temporada. O lateral que costuma atuar como meio-campista não fez um jogo convincente e deu apenas um chute contra a meta de Victor. Em cobrança de falta, ele mandou a bola raspando o travessão do adversário.

ATLÉTICO-MG
Victor; Emerson, Leonardo Silva, Iago Maidana, Fábio Santos; Matheus Galdezani (Denilson), Elias (Tomás Andrade), Cazares; Yimmi Chará, Nathan (Luan), Ricardo Oliveira. T.: Thiago Larghi

VASCO
Martín Silva; Lenon, Luiz Gustavo, Bruno Silva, Henrique; Desábato, Andrey, Yago Pikachu (Ricardo Graça), Raul, Wagner (Vinícius Araújo); Maxi López (Andrés Ríos). T.: Valdir Bigode (interino)

Estádio: Independência, em Belo Horizonte (MG)
Juiz: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Cartão amarelo: Matheus Galdezani, Leonardo Silva (Atlético-MG); Wagner, Matíns Silva, Vinícius Araújo (Vasco).


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3

Atlético-MG e Vasco vacilam na pontaria e empatam sem gols

Publicidade

Sexta, 24/8/2018 6:50.

THIAGO FERNANDES
BELO HORIZONTE, MG (UOL/FOLHAPRESS) - Atlético-MG e Vasco não saíram de um empate por 0 a 0 na noite desta quinta-feira (23), no estádio Independência, pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro. Chances não faltaram para os dois lados. Foram 15 finalizações para o mandante e 11 para o visitante, mas as boas defesas de Victor e Martín Silva e a falta de pontaria impediram um resultado melhor.

Com o placar, o Atlético-MG cai para a sexta colocação do Campeonato Brasileiro, com 34 pontos ganhos. O time fica distante do líder São Paulo, com 42, mas ainda tem boa vantagem sobre o Cruzeiro, sexto colocado, com 27. O time carioca, por sua vez, está na 14ª posição do torneio, com 21 pontos, dois a mais que o Vitória, primeiro da zona de rebaixamento e dois jogos a menos.

Nathan foi o grande nome do jogo. O meia-atacante que está por empréstimo no Atlético-MG fez o terceiro jogo como titular e deu indícios de que pode suprir a carência no meio de campo. Com passes que cortaram a defesa e chutes de longa distância, o jogador foi o destaque do time comandado por Thiago Larghi.

Iago Maidana, por sua vez, não fez um jogo tão seguro. O zagueiro cometeu erros durante o confronto e permitiu que Maxi López e outros jogadores do Vasco tivessem liberdade suficiente para chegar ao ataque.

Pelo Vasco, Maxi López quase deixou sua marca pela primeira vez. Contratado para ser o homem-gol, ele teve uma atuação digna de elogios.

Com muita movimentação, aproveitou os erros de Maidana para levar perigo à meta de Victor. Em um dos lances, exigiu boa defesa do goleiro. A bola ainda pegou no poste esquerdo do camisa 1.

Se Maxi López foi bem, o mesmo não se pode dizer de Yago Pikachu, destaque do Vasco na temporada. O lateral que costuma atuar como meio-campista não fez um jogo convincente e deu apenas um chute contra a meta de Victor. Em cobrança de falta, ele mandou a bola raspando o travessão do adversário.

ATLÉTICO-MG
Victor; Emerson, Leonardo Silva, Iago Maidana, Fábio Santos; Matheus Galdezani (Denilson), Elias (Tomás Andrade), Cazares; Yimmi Chará, Nathan (Luan), Ricardo Oliveira. T.: Thiago Larghi

VASCO
Martín Silva; Lenon, Luiz Gustavo, Bruno Silva, Henrique; Desábato, Andrey, Yago Pikachu (Ricardo Graça), Raul, Wagner (Vinícius Araújo); Maxi López (Andrés Ríos). T.: Valdir Bigode (interino)

Estádio: Independência, em Belo Horizonte (MG)
Juiz: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Cartão amarelo: Matheus Galdezani, Leonardo Silva (Atlético-MG); Wagner, Matíns Silva, Vinícius Araújo (Vasco).


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade