Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Esporte
Lucas Lima faz dois, e Palmeiras vence Botafogo

Quinta, 23/8/2018 7:45.

Publicidade

RAFAELA CARDOSO
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Palmeiras traduziu em gols a superioridade diante do Botafogo, nesta quarta-feira (22), no Allianz Parque. A equipe alviverde fez 2 a 0, com dois de Lucas Lima, foi a 36 pontos no Campeonato Brasileiro e, de quebra, deu sequência à série invicta sob o comando de Luiz Felipe Scolari. Dudu ainda perdeu um pênalti.

O treinador escalou sua equipe com força máxima diante de um Botafogo repleto de desfalques e com um time misto.

Com maior posse de bola, o Palmeiras iniciou a partida disposto a matar o jogo logo no primeiro tempo. As chances foram muitas, e Dudu, Borja e Moisés assustaram em quatro oportunidades, obrigando o goleiro Saulo a trabalhar e segurar o resultado.

O setor ofensivo do time paulista vencia a defesa adversária no jogo aéreo e deu trabalho. Dudu buscava o jogo atrás e quase abriu o marcador em um rápido contra-ataque, mas pecou no chute.

Ao mesmo tempo que os mandantes atacavam, apertavam também a marcação, impossibitando o time desentrosado do Botafogo de criar ou até mesmo assustar Weverton. O goleiro palmeirense só trabalhou uma vez na etapa inicial.

Apesar das boas trocas de passe e criatividade na hora de armar as jogadas, o ataque palestrino pecava no último passe e foi para o intervalo sem balançar a rede de Saulo.

Diferente das alterações que está acostumado a fazer, Felipão surpreendeu e mexeu na equipe. Sacou o volante Bruno Henrique e colocou o meia Lucas Lima ao lado de Moisés.

Os cariocas gostaram. Com o meio-campo palmeirense menos congestionado, o Botafogo tocava melhor a bola e quase abriu o placar no início, mas o Palmeiras devolveu o susto quando Borja cabeceou para fora da pequena área.

Na metade do jogo, Moisés, do Botafogo, que já tinha um amarelo, acabou expulso por deixar o braço em Dudu. O Palmeiras cresceu e passou a trabalhar a bola com mais tranquilidade, até encaixar a jogada do primeiro gol, aos 33min, com bela finalização de Lucas Lima.

Pouco depois, o Palmeiras teve um pênalti a seu favor, mas Dudu parou em Saulo. Foi a quinta penalidade seguida que o time alviverde perdeu na temporada.

Apesar disso, Lucas Lima estava disposto a mostrar que era noite de brilhar e, de falta, fuzilou o goleiro para garantir a sequência invicta de cinco jogos no Nacional.

PALMEIRAS
Weverton; Mayke, Antônio Carlos, Edu Dracena, Diogo Barbosa; Bruno Henrique (Lucas Lima), Felipe Melo, Moisés; Willian, Borja (Deyverson), Dudu (Arthur). T.: Luiz Felipe Scolari

BOTAFOGO
Saulo; Marcinho, Yago, Igor Rabello, Moisés; Jean; Rodrigo Pimpão, Matheus Fernandes, Gustavo Bochecha (Gilson), Luiz Fernando; Brenner (Aguirre). T.: Zé Ricardo

Estádio: Allianz Parque, em São Paulo
Público: 24.882
Renda: R$ 1.446.357,26
Juiz: Anderson Daronco (RS)
Cartões amarelos: Edu Dracena e Dudu (Palmeiras); Moisés, Gustavo Bochecha, Brenner, Igor Rabello e Gilson (Botafogo)
Cartão vermelho: Moisés (Botafogo)
Gols: Lucas Lima, aos 33 e aos 41min do segundo tempo.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3

Lucas Lima faz dois, e Palmeiras vence Botafogo

Publicidade

Quinta, 23/8/2018 7:45.

RAFAELA CARDOSO
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Palmeiras traduziu em gols a superioridade diante do Botafogo, nesta quarta-feira (22), no Allianz Parque. A equipe alviverde fez 2 a 0, com dois de Lucas Lima, foi a 36 pontos no Campeonato Brasileiro e, de quebra, deu sequência à série invicta sob o comando de Luiz Felipe Scolari. Dudu ainda perdeu um pênalti.

O treinador escalou sua equipe com força máxima diante de um Botafogo repleto de desfalques e com um time misto.

Com maior posse de bola, o Palmeiras iniciou a partida disposto a matar o jogo logo no primeiro tempo. As chances foram muitas, e Dudu, Borja e Moisés assustaram em quatro oportunidades, obrigando o goleiro Saulo a trabalhar e segurar o resultado.

O setor ofensivo do time paulista vencia a defesa adversária no jogo aéreo e deu trabalho. Dudu buscava o jogo atrás e quase abriu o marcador em um rápido contra-ataque, mas pecou no chute.

Ao mesmo tempo que os mandantes atacavam, apertavam também a marcação, impossibitando o time desentrosado do Botafogo de criar ou até mesmo assustar Weverton. O goleiro palmeirense só trabalhou uma vez na etapa inicial.

Apesar das boas trocas de passe e criatividade na hora de armar as jogadas, o ataque palestrino pecava no último passe e foi para o intervalo sem balançar a rede de Saulo.

Diferente das alterações que está acostumado a fazer, Felipão surpreendeu e mexeu na equipe. Sacou o volante Bruno Henrique e colocou o meia Lucas Lima ao lado de Moisés.

Os cariocas gostaram. Com o meio-campo palmeirense menos congestionado, o Botafogo tocava melhor a bola e quase abriu o placar no início, mas o Palmeiras devolveu o susto quando Borja cabeceou para fora da pequena área.

Na metade do jogo, Moisés, do Botafogo, que já tinha um amarelo, acabou expulso por deixar o braço em Dudu. O Palmeiras cresceu e passou a trabalhar a bola com mais tranquilidade, até encaixar a jogada do primeiro gol, aos 33min, com bela finalização de Lucas Lima.

Pouco depois, o Palmeiras teve um pênalti a seu favor, mas Dudu parou em Saulo. Foi a quinta penalidade seguida que o time alviverde perdeu na temporada.

Apesar disso, Lucas Lima estava disposto a mostrar que era noite de brilhar e, de falta, fuzilou o goleiro para garantir a sequência invicta de cinco jogos no Nacional.

PALMEIRAS
Weverton; Mayke, Antônio Carlos, Edu Dracena, Diogo Barbosa; Bruno Henrique (Lucas Lima), Felipe Melo, Moisés; Willian, Borja (Deyverson), Dudu (Arthur). T.: Luiz Felipe Scolari

BOTAFOGO
Saulo; Marcinho, Yago, Igor Rabello, Moisés; Jean; Rodrigo Pimpão, Matheus Fernandes, Gustavo Bochecha (Gilson), Luiz Fernando; Brenner (Aguirre). T.: Zé Ricardo

Estádio: Allianz Parque, em São Paulo
Público: 24.882
Renda: R$ 1.446.357,26
Juiz: Anderson Daronco (RS)
Cartões amarelos: Edu Dracena e Dudu (Palmeiras); Moisés, Gustavo Bochecha, Brenner, Igor Rabello e Gilson (Botafogo)
Cartão vermelho: Moisés (Botafogo)
Gols: Lucas Lima, aos 33 e aos 41min do segundo tempo.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade