Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Esporte
Luan perde pênalti, e Grêmio empata com time misto do Cruzeiro

Quinta, 23/8/2018 7:20.

Publicidade

JEREMIAS WERNEK
PORTO ALEGRE, RS (UOL/FOLHAPRESS) - Uma semana depois de decidir disputa de pênaltis contra o Santos na Copa do Brasil, Fábio voltou a brilhar. Nesta quarta-feira (22), o goleiro defendeu penalidade máxima cobrada por Luan e garantiu ao Cruzeiro o empate por 1 a 1 com o Grêmio, em Porto Alegre, em jogo da 20ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Com o resultado, o Grêmio chega aos 37 pontos e perde chance de diminuir a diferença para o líder São Paulo, que soma 42. Agora, a equipe dirigida por Renato Gaúcho completa seis partidas de invencibilidade -quatro vitórias e dois empates.

O Cruzeiro vai na contramão. O time mineira completa seis jogos sem vitória no campeonato e vai a 27 pontos, ocupando o sétimo lugar.

Para os gaúchos, o empate é mais amargo. O Grêmio entrou com força máxima, mas o Cruzeiro só usou cinco titulares desde o início. Ainda assim, os visitantes tiveram mais chances para marcar.

Na próxima rodada, o Grêmio visita o Atlético-PR, e o Cruzeiro recebe o Fluminense. Os dois jogos são no sábado, mas em horários distintos. O time gaúcho entra em campo às 19h e a equipe mineira joga às 21h (Brasília).

O Grêmio chegou a ter 70% da posse de bola no primeiro tempo, mas nunca ficou perto de marcar. A melhor chance veio logo após o Cruzeiro se abrir um pouco e dar espaço para Everton criar boa jogada individual pelo lado. De resto, foi uma atuação previsível e lenta no primeiro tempo. Com um registro raro: falha defensiva.

O gol cruzeirense saiu aos 42 minutos. Egídio lançou a bola para Barcos, que, da entrada da área, cabeceou para trás. Bruno Silva chegou ao ataque e chutou firme no ângulo direito de Paulo Victor.

A estratégia do Cruzeiro foi se fechar, deixar o adversário na intermediária e esperar as brechas que o Grêmio teria de conceder. Aos poucos, o time de Mano Menezes conseguiu aplicar seus princípios de jogo e cresceu. Fechou a primeira etapa com mais finalizações e as melhores chances.

O Grêmio dificilmente tem substituições no intervalo. Contra o Cruzeiro Renato Gaúcho fugiu ao seu padrão e lançou já na volta do jogo Alisson e Jael nas vagas de Léo Moura e André. As mudanças injetaram ânimo, fôlego, e o time da casa aumentou o volume no início do segundo tempo. O empate, no entanto, saiu em jogada de Everton com Maicon.

Aos 14min, Everton avançou pela esquerda, cortou para o meio e, da entrada da área, acertou lindo chute no ângulo esquerdo.

O Cruzeiro esperou o Grêmio e mais uma vez e só mexeu depois. A primeira troca foi Thiago Neves na vaga de De Arrascaeta para manter a criatividade. Mais além, Lucas Silva entrou no lugar de Ariel Cabral em busca de vigor na marcação. A estrutura foi mantida.

O Grêmio teve a chance do jogo aos 38min. Em uma disputa de bola, Alisson foi derrubado por Egídio, e o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, Luan chutou no canto esquerdo, mas Fábio foi ágil e caiu com perfeição, espalmando a bola para longe. No fim, empate por 1 a 1 na Arena do Grêmio.

GRÊMIO
Paulo Victor; Léo Moura (Alisson), Geromel, Kannemann, Bruno Cortez; Maicon, Jailson (Douglas), Ramiro, Luan, Everton; André (Jael). T.: Renato Gaúcho

CRUZEIRO
Fábio; Ezequiel (Robinho), Murilo, Léo, Egídio; Ariel Cabral (Lucas Silva), Bruno Silva, Lucas Romero, Rafinha, De Arrascaeta (Thiago Neves); Hernán Barcos
T.: Mano Menezes

Estádio: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Público: 14.559 pessoas (12.773 pagantes)
Renda: R$ 398.680,00
Juiz: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Cartões amarelos: Ramiro (Grêmio); Ariel Cabral, Barcos, Ezequiel, Egídio (Cruzeiro)
Gols: Bruno Silva, aos 44min do primeiro tempo (Cruzeiro); Everton, aos 14min do segundo tempo (Grêmio).


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3

Luan perde pênalti, e Grêmio empata com time misto do Cruzeiro

Publicidade

Quinta, 23/8/2018 7:20.

JEREMIAS WERNEK
PORTO ALEGRE, RS (UOL/FOLHAPRESS) - Uma semana depois de decidir disputa de pênaltis contra o Santos na Copa do Brasil, Fábio voltou a brilhar. Nesta quarta-feira (22), o goleiro defendeu penalidade máxima cobrada por Luan e garantiu ao Cruzeiro o empate por 1 a 1 com o Grêmio, em Porto Alegre, em jogo da 20ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Com o resultado, o Grêmio chega aos 37 pontos e perde chance de diminuir a diferença para o líder São Paulo, que soma 42. Agora, a equipe dirigida por Renato Gaúcho completa seis partidas de invencibilidade -quatro vitórias e dois empates.

O Cruzeiro vai na contramão. O time mineira completa seis jogos sem vitória no campeonato e vai a 27 pontos, ocupando o sétimo lugar.

Para os gaúchos, o empate é mais amargo. O Grêmio entrou com força máxima, mas o Cruzeiro só usou cinco titulares desde o início. Ainda assim, os visitantes tiveram mais chances para marcar.

Na próxima rodada, o Grêmio visita o Atlético-PR, e o Cruzeiro recebe o Fluminense. Os dois jogos são no sábado, mas em horários distintos. O time gaúcho entra em campo às 19h e a equipe mineira joga às 21h (Brasília).

O Grêmio chegou a ter 70% da posse de bola no primeiro tempo, mas nunca ficou perto de marcar. A melhor chance veio logo após o Cruzeiro se abrir um pouco e dar espaço para Everton criar boa jogada individual pelo lado. De resto, foi uma atuação previsível e lenta no primeiro tempo. Com um registro raro: falha defensiva.

O gol cruzeirense saiu aos 42 minutos. Egídio lançou a bola para Barcos, que, da entrada da área, cabeceou para trás. Bruno Silva chegou ao ataque e chutou firme no ângulo direito de Paulo Victor.

A estratégia do Cruzeiro foi se fechar, deixar o adversário na intermediária e esperar as brechas que o Grêmio teria de conceder. Aos poucos, o time de Mano Menezes conseguiu aplicar seus princípios de jogo e cresceu. Fechou a primeira etapa com mais finalizações e as melhores chances.

O Grêmio dificilmente tem substituições no intervalo. Contra o Cruzeiro Renato Gaúcho fugiu ao seu padrão e lançou já na volta do jogo Alisson e Jael nas vagas de Léo Moura e André. As mudanças injetaram ânimo, fôlego, e o time da casa aumentou o volume no início do segundo tempo. O empate, no entanto, saiu em jogada de Everton com Maicon.

Aos 14min, Everton avançou pela esquerda, cortou para o meio e, da entrada da área, acertou lindo chute no ângulo esquerdo.

O Cruzeiro esperou o Grêmio e mais uma vez e só mexeu depois. A primeira troca foi Thiago Neves na vaga de De Arrascaeta para manter a criatividade. Mais além, Lucas Silva entrou no lugar de Ariel Cabral em busca de vigor na marcação. A estrutura foi mantida.

O Grêmio teve a chance do jogo aos 38min. Em uma disputa de bola, Alisson foi derrubado por Egídio, e o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, Luan chutou no canto esquerdo, mas Fábio foi ágil e caiu com perfeição, espalmando a bola para longe. No fim, empate por 1 a 1 na Arena do Grêmio.

GRÊMIO
Paulo Victor; Léo Moura (Alisson), Geromel, Kannemann, Bruno Cortez; Maicon, Jailson (Douglas), Ramiro, Luan, Everton; André (Jael). T.: Renato Gaúcho

CRUZEIRO
Fábio; Ezequiel (Robinho), Murilo, Léo, Egídio; Ariel Cabral (Lucas Silva), Bruno Silva, Lucas Romero, Rafinha, De Arrascaeta (Thiago Neves); Hernán Barcos
T.: Mano Menezes

Estádio: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Público: 14.559 pessoas (12.773 pagantes)
Renda: R$ 398.680,00
Juiz: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Cartões amarelos: Ramiro (Grêmio); Ariel Cabral, Barcos, Ezequiel, Egídio (Cruzeiro)
Gols: Bruno Silva, aos 44min do primeiro tempo (Cruzeiro); Everton, aos 14min do segundo tempo (Grêmio).


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade