Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Esporte
Atlético-MG vence em casa, e Corinthians perde a liderança do Brasileiro

Segunda, 30/4/2018 6:31.

Publicidade

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Atlético-MG superou uma polêmica de arbitragem e venceu o Corinthians por 1 a 0 neste domingo (29), no estádio Independência, em Belo Horizonte, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro.

O gol da vitória foi de Roger Guedes, aos 41 minutos do segundo tempo. Patric evitou a saída da bola pela linha de fundo e cruzou para o companheiro marcar no segundo pau.

A partida ainda teve um lance polêmico aos 37 minutos da etapa inicial. O árbitro Dewson Fernando Freitas da Silva anulou o gol da equipe da casa após consultar o árbitro adicional atrás do gol, que apontou toque de mão de Ricardo Oliveira na jogada.

No lance, Roger Guedes havia balançado as redes depois de a bola resvalar na mão de Ricardo Oliveira, em jogada que começou com escanteio cobrado pela direita.

Em um primeiro momento, o árbitro havia dado o tento ao Atlético-MG, mas recuou após alguns instantes, principalmente depois de ouvir o auxiliar. Eles entenderam que Ricardo Oliveira colocou a mão na bola e tornou o lance ilegal.

A anulação do gol revoltou a torcida presente no Independência. Os atleticanos passaram a gritar "vergonha" e até atiraram um copo no gramado. A arbitragem deixou o campo para o intervalo precisando de auxílio de escolta policial.

Vale lembrar que, há algumas semanas, outra polêmica de lance que a arbitragem voltou atrás marcou uma partida do Corinthians.

Na decisão do Campeonato Paulista, o árbitro Marcelo Aparecido Ribeiro marcou um pênalti para o Palmeiras, mas recuou após sete minutos.

O time alvinegro acabou sendo o campeão estadual depois de triunfar na disputa por pênaltis.

O restante da partida deste domingo foi dominada pelo Atlético-MG. A principal chance ocorreu aos 35 minutos do segundo tempo, quando Gustavo Blanco avançou pela direita, entrou na área e cruzou direto na trave de Cássio, que apenas observou.

Em tarde ruim, o Corinthians não conseguiu repetir o bom futebol das duas primeiras rodadas, ocasiões em que superou Fluminense (2 a 1, em São Paulo) e Paraná (4 a 0, em Curitiba).

O resultado tirou a liderança da equipe do Parque São Jorge, porque o Flamengo venceu o Ceará por 3 a 0, em Fortaleza, e assumiu a ponta.

O time rubro-negro carioca agora está com sete pontos, deixando os seis pontos do time do técnico Fábio Carille para trás na tabela de classificação. O Atlético-MG também chegou a seis, mas está em terceiro por possuir menos saldo de gols.

No próximo domingo, o Corinthians volta a campo contra o mesmo Ceará, às 11h, em Itaquera. Já o Atlético-MG viaja para encarar o São Paulo, no Morumbi.

ATLÉTICO-MG
Victor; Patric, Bremer (Elias), Gabriel, Fábio Santos; Adilson, Gustavo Blanco (Matheus Galdezani), Luan (Alerrandro), Otero; Roger Guedes, Ricardo Oliveira.
T.: Thiago Larghi

CORINTHIANS
Cássio; Fagner (Mantuan), Balbuena, Henrique, Sidcley; Gabriel, Maycon, Mateus Vital, Rodriguinho; Romero, Clayson. T.: Fábio Carille

Estádio: Independência, Belo Horizonte (MG)
Juiz: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA)
Cartões amarelos: Roger Guedes (Atlético-MG); Gabriel, Romero, Maycon (Corinthians)
Gol: Roger Guedes, aos 41min do segundo tempo.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3

Atlético-MG vence em casa, e Corinthians perde a liderança do Brasileiro

Publicidade

Segunda, 30/4/2018 6:31.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Atlético-MG superou uma polêmica de arbitragem e venceu o Corinthians por 1 a 0 neste domingo (29), no estádio Independência, em Belo Horizonte, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro.

O gol da vitória foi de Roger Guedes, aos 41 minutos do segundo tempo. Patric evitou a saída da bola pela linha de fundo e cruzou para o companheiro marcar no segundo pau.

A partida ainda teve um lance polêmico aos 37 minutos da etapa inicial. O árbitro Dewson Fernando Freitas da Silva anulou o gol da equipe da casa após consultar o árbitro adicional atrás do gol, que apontou toque de mão de Ricardo Oliveira na jogada.

No lance, Roger Guedes havia balançado as redes depois de a bola resvalar na mão de Ricardo Oliveira, em jogada que começou com escanteio cobrado pela direita.

Em um primeiro momento, o árbitro havia dado o tento ao Atlético-MG, mas recuou após alguns instantes, principalmente depois de ouvir o auxiliar. Eles entenderam que Ricardo Oliveira colocou a mão na bola e tornou o lance ilegal.

A anulação do gol revoltou a torcida presente no Independência. Os atleticanos passaram a gritar "vergonha" e até atiraram um copo no gramado. A arbitragem deixou o campo para o intervalo precisando de auxílio de escolta policial.

Vale lembrar que, há algumas semanas, outra polêmica de lance que a arbitragem voltou atrás marcou uma partida do Corinthians.

Na decisão do Campeonato Paulista, o árbitro Marcelo Aparecido Ribeiro marcou um pênalti para o Palmeiras, mas recuou após sete minutos.

O time alvinegro acabou sendo o campeão estadual depois de triunfar na disputa por pênaltis.

O restante da partida deste domingo foi dominada pelo Atlético-MG. A principal chance ocorreu aos 35 minutos do segundo tempo, quando Gustavo Blanco avançou pela direita, entrou na área e cruzou direto na trave de Cássio, que apenas observou.

Em tarde ruim, o Corinthians não conseguiu repetir o bom futebol das duas primeiras rodadas, ocasiões em que superou Fluminense (2 a 1, em São Paulo) e Paraná (4 a 0, em Curitiba).

O resultado tirou a liderança da equipe do Parque São Jorge, porque o Flamengo venceu o Ceará por 3 a 0, em Fortaleza, e assumiu a ponta.

O time rubro-negro carioca agora está com sete pontos, deixando os seis pontos do time do técnico Fábio Carille para trás na tabela de classificação. O Atlético-MG também chegou a seis, mas está em terceiro por possuir menos saldo de gols.

No próximo domingo, o Corinthians volta a campo contra o mesmo Ceará, às 11h, em Itaquera. Já o Atlético-MG viaja para encarar o São Paulo, no Morumbi.

ATLÉTICO-MG
Victor; Patric, Bremer (Elias), Gabriel, Fábio Santos; Adilson, Gustavo Blanco (Matheus Galdezani), Luan (Alerrandro), Otero; Roger Guedes, Ricardo Oliveira.
T.: Thiago Larghi

CORINTHIANS
Cássio; Fagner (Mantuan), Balbuena, Henrique, Sidcley; Gabriel, Maycon, Mateus Vital, Rodriguinho; Romero, Clayson. T.: Fábio Carille

Estádio: Independência, Belo Horizonte (MG)
Juiz: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA)
Cartões amarelos: Roger Guedes (Atlético-MG); Gabriel, Romero, Maycon (Corinthians)
Gol: Roger Guedes, aos 41min do segundo tempo.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade